Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Mestre Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Mario Vieira (Manim), Luiz Carlos Antunes (Mestre Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (Mestre MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).


BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

ART BLAKEY CENTENNIAL - RAFAEL BARATA SEXTETO

18 outubro 2019

CJUB - HISTÓRICO DE PRODUÇÕES

O CJUB Jazz & Bossa produziu de maio de 2003 a outubro de 2019, 37 Concertos (os detalhes de cada um deles seguem abaixo) que ficaram na memória dos cariocas que apreciam a boa musica.

Após o emocionante Concerto de sábado (12.10) com Alexandre Carvalho, Trio de Lipe Portinho (Com Ana Azevedo e André Fróes) e participação especial de AC no sax tenor (CONEXÃO MINAS - METHENY), é com muita satisfação que informamos que no próximo DIA 09.11.2019 (sábado), às 21:00, o CJUB e o Manouche trarão mais um programa IMPERDÍVEL, o Concerto de número 38, o sexto realizado no ano de 2019, e o de número 6 da Série CJUB JAZZ NIGHTS.

ART BLAKEY CENTENNIAL - RAFAEL BARATA SEXTETO

Bateria e Direção Musical - Rafael Barata
Piano - Cliff Korman
Baixo - André Vasconcellos
Saxes e Arranjos - Marcelo Martins
Trompete e Arranjos - Jessé Sadoc
Trombone e Arranjos - Rafael Rocha

Esperamos reencontrar todos no Manouche

https://manouche.byinti.com/#/ticket/
-------------------------------------------------------------------

O CJUB e seus 37 ENCONTROS MUSICAIS anteriores:

(34 CONCERTOS, 2 EVENTOS INTERNACIONAIS COM O BRAZILIAN JAZZ TRIO E UMA JAM SESSION)

01
20.05.03
Piano – Dario Galante
Sax Alto – Idriss Boudrioua
Trompete – Jesse Sadock
Baixo – Augusto Mattoso
Bateria – Guilherme Gonçalves

02
25.06.03
Baixo - Dodô Ferreira
Sax tenor – Daniel Garcia
Piano – Marco Tommaso
Bateria – Pedro Strasser

03
30.07.03
Piano – Sheila Zagury
Trompete – Wander Nascimento
Sax – Fernando Trocado
Baixo – José Luis Maia
Bateria – Kleberson Caetano

04
19.08.03
Baixo - Edson Lobo
Trompete, flugelhorn, e trombone de válvulas - Paulinho Trompete
Sax-alto e flauta – Ricardo Pontes
Piano - Fernando Moraes
Bateria - Wallace Cardoso

05
25.09.03
RIO DE JANEIRO JAZZ TRIO
Piano – Dario Galante
Baixo – Paulo Russo
Bateria – Andrew Scott Potter

06
29.10.03
TRIBUTO A CHARLIE PARKER
Baixo - Adriano Giffoni
Sax Alto - Idriss Boudrioua
Trompete e Fluegelhorn - Altair Martins
Guitarra - Felipe Poli
Bateria - Amaro Junior

07
26.11.03
JAZZ PANORAMA, UM TRIBUTO A JORGE GUINLE
Piano - Hamleto Stamato,
Baixo - Augusto Mattoso
Bateria - Kleberson Caetano
Trompete - Paulinho Trompete
Sax Tenor - Widor Santiago
Trombone - Roberto Marques

CJUB CHIVAS JAM
17.12.2003
Piano – Osmar Milito
Baixo – Augusto Mattoso
Bateria – Rafael Barata

I CHIVAS JAZZ LOUNGE INTERNATIONAL COM O BRAZILIAN JAZZ TRIO
21.01.04
Piano – Helio Alves
Baixo – Nilson Matta
Bateria – Duduka da Fonseca

08
28.01.04
TRIBUTO A BILL EVANS
Piano – Helio Celso
Baixo – Sergio Barroso
Bateria – Alfredo Gomes

09
25.03.04
TRIBUTO A JOHN COLTRANE
Piano – Kiko Continentino
Baixo – Sergio Barroso
Bateria – Pascoal Meirelles
Sax Tenor e Soprano – Nivaldo Ornellas

10
29.04.04
TRIBUTOS A SONNY ROLLINS E CHET BAKER, COM O QUINTETO LIDERADO POR WIDOR SANTIAGO
Sax Tenor – Widor Santiago
Trompete – Paulinho Trompete
Piano – Hamleto Stamato
Baixo – Rodrigo Villa
Bateria – Erivelton Ribeiro

11
27.05.04
TRIBUTO A RICHARD ROGERS, COM MARKOS RESENDE QUARTETO
Piano - Markos Resende
Baixo – Alberto Lucas
Bateria – Bob Wyatt
Trompete – Daniel D`alcantara

12
01.07.04
TRIBUTO A BILLY STRAYHORN, COM JOSÉ LOURENÇO SEXTETO
Piano – José Lourenço
Sax Tenor – Daniel Garcia
Trompete – Altair Martins
Trombone – Gilmar Ferreira
Baixo – Augusto Matoso
Bateria – André Tandeta

13
29.07.04
TRIBUTO A DEXTER GORDON, COM O QUINTETO LIDERADO POR DANIEL GARCIA
Sax Tenor – Daniel Garcia
Piano - Dario Galante
Baixo - Augusto Mattoso
Bateria - Rafael Barata
Trompete – Altair Martins

14
26.08.04
NEW YORK JAZZ
Banjo – Eddy Davis
Clarineta – Orange Kellin
Piano - Conal Fowkes

15
30.09.04
TRIBUTO A VICTOR ASSIS BRASIL
Sax Alto – Idriss Boudrioua
Piano – Fernando Martins
Baixo – Paulo Russo
Bateria – Xande Figueiredo
Guitarra – Alex Carvalho

16
28.10.04 -
WANDA SÁ IN CONCERT
Cantora – Wanda Sá
Piano – Adriano Souza
Baixo – Dôdo Ferreira
Bateria – João Cortez

17
25.11.04
VICTOR BIGLIONE ORGAN TRIO
Guitarra – Victor Biglione
Órgão – José Lourenço
Bateria – André Tandeta

18
31.03.05
O SOM DO BECO DAS GARRAFAS – DAVID FELDMAN TRIO
Piano – David Feldman
Baixo – Jorge Helder
Bateria – Rafael Barata

19
28.04.05
LEGRAND POUR IDRISS
Sax Alto – Idriss Boudrioua
Piano – Alberto Chimelli
Baixo – Alex Rocha
Bateria – Xande Figueiredo
Guitarra – Alex Carvalho

20
31.05.05
PETERSON POR PERANZETTA
Piano – Gilson Peranzetta
Baixo – Paulo Russo
Bateria – João Cortez

21
07.07.05
TRIBUTO A TOOTS THIELEMANS
Harmônica – José Staneck
Piano – Luis Avellar
Baixo – Paulo Russo
Bateria – Rafael Barata
Guitarra - Marcos Amorim
Sax Soprano – Henrique Band

22
28.07.05
MICHAEL CARNEY & GUILHERME GONÇALVES QUINTETO
Vibrafone & Steel Drum – Michael Carney
Bateria – Guilherme Gonçalves
Piano – Glauton Campelo
Baixo – José Santa Roza
Sax Alto – Idriss Boudrioua

23
01.09.05
JAZZTOR PIAZOLLA
Sax tenor - Blas Rivera
Piano - Marcos Nimrichter
Bandoneón – Renato Hanriot
Violino – Ana de Oliveira

24
29.09.05
O TOM DO JAZZ
Piano – Haroldo Mauro Jr.
Baixo – Sérgio Barroso
Bateria – Rafael Barata

25
27.10.05
CJUB DREAM NIGHT - HOMENAGEM A JOSÉ DOMINGOS RAFFAELLI
Piano – Dario Galante
Baixo – Paulo Russo
Bateria – Rafael Barata
Sax Alto – IdrissBoudrioua
Sax Tenor – Daniel Garcia
Trompete – Jesse Sadock
Trombone – Vittor Santos

26
26.11.2005
A GUITARRA NO JAZZ
Guitarra – Helio Delmiro
Piano – Alberto Chimelli
Baixo – Sergio Barrozo
Bateria – Kleberson Caetano

II CHIVAS JAZZ LOUNGE INTERNATIONAL COM O BRAZILIAN JAZZ TRIO
26.01.06
Piano – Helio Alves
Baixo – Nilson Matta
Bateria – Duduka da Fonseca

27
02.02.2006
O SOM DO BECO DA GARRAFAS II
Piano – David Feldman
Baixo – Nilson Matta
Bateria – Duduka da Fonseca

28
07.04.2006
“DEAR ELLA” TRIBUTO A ELLA FITZGERALD - JANE DUBOC & VICTOR BIGLIONE SExteto
Voz – Jane Duboc
Guitarra – Victor Biglione
Piano - Alberto Chimelli
Baixo – Sergio Barroso
Bateria – André Tandeta
Sax Alto – Idriss Boudrioua
Sax tenor – Daniel Garcia
Trompete – Jesse Sadock

29
27.04.2006
CJUB@CLASSICO.JAZZ
Piano – Luiz Avellar
Baixo – Sergio Barroso
Bateria - Carlos Bala

30
23.02.2019
LEGRAND PAR IDRISS
Sax Alto - Idriss Boudrioua
Piano - Eduardo Farias
Baixo - Sergio Barrozo
Bateria - Emile Saboule
Fluegelhorn - Altair Martins

31
15.06.2019
AFRO CARIBBEAN JAZZ

Henrique Band, direção, arranjos, saxofones barítono e soprano;
Rafael Rocha, trombone;
Jessé Sadoc, trompete;
Marcos Nimrichter, piano;
Jefferson Lescowich, contrabaixo;
Andre Fróes, bateria;
César Brunet, percussão.

32
16.08.2019
SAMBAJAZZ JAZZ SAMBA
Duduka da Fonseca Trio
Bateria - Duduka da Fonseca
Piano - David Feldman
Baixo - Guto Wirtti

33
20.09.2019
MANCINI'S BEST
BJBB - Baixada Jazz Big Band

34
12.10.2019
CONEXÃO MINAS - METHENY
Guitarra - Alexandre Carvalho
Piano - Ana Azevedo
Baixo - Lipe Portinho
Bateria - André Fróes
Com participação especial de AC no Sax Tenor

P O D C A S T # 4 8 8


MÚSICO EM FOCO COM ART BLAKEY







PARA BAIXAR O ARQUIVO DE ÁUDIO USAR O LINK ABAIXO E CLICAR EM BAIXAR

O "CONCERTO DO SÉCULO" (HOMENAGEM A PARKER)

16 outubro 2019








A JUSTIN TIME RECORDS (*) - Essentials Collection - possui uma versão expandida e tecnicamente aprimorada do lendário concerto realizado em 1980 em Montreal para o sexteto de Dizzy Gillespie. O álbum é intitulado "Concert of the Century – A Tribute to Charlie Parker".

Além de Gillespie, o sexteto foi integrado nessa ocasião memorável pelo saxofonista e flautista James Moody, vibrafonista Milt Jackson, pianista Hank Jones, baixista Ray Brown e baterista Philly Joe Jones. Gigantes do jazz puro.
Logo após a apresentação do concerto em 1980, um "LP" foi publicado em uma edição limitada que muitos colecionadores acharam impossível adquirir. Agora, as gravações originais foram digitalmente aprimoradas e várias faixas que não apareceram no "LP" original foram adicionadas. E está disponível nos formatos CD e vinil , bem como na versão digital de alta definição.
Segundo a opinião dos críticos, esse concerto em Montreal, no Canadá, capturou o calor de amigos, músicos, espontaneidade, inventividade e a estreita relação entre eles em momentos de constante entusiasmo e vigor criativo, provavelmente porque eles tinham em mente que era uma homenagem a CHARLIE PARKER. Curiosamente, mais de três décadas antes, o famoso concerto no Massey Hall em Toronto, gravado pelo quinteto Parker e Gillespie (com Bud Powell, Charles Mingus e Max Roach) em 1953, também foi realizado em solo canadense.  

(traduzido e adaptado do blog Noticias de Jazz)

(*) JUSTIN TIME RECORDS é uma gravadora canadense independente fundada em Montreal por Jim West. Foi criadA em 1983 e é especializadA em jazz e blues.
Embora A JUSTIN TIME tenha gravado inicialmente músicos canadenses como Diana Krall, Oliver Jones  e Ranee Lee, passou a incluir norte-americanos como David Murray e o World Saxophone Quartet. Seu catálogo também inclui Paul Bley, Jeri Brown e D. D. Jackson.

CRÉDITOS DO PODCAST # 487

13 outubro 2019

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS / AUTORES
GRAVAÇÃO / LOCAL e DATA
BILL EVANS
Bill Evans (pi) e Jim Hall (gt)
I'VE GOT YOU UNDER MY
 SKIN

(Cole Porter)
Englewood Cliffs, N.J., 10/maio/1966
DINAH WASHINGTON
Clark Terry, Clifford Brown, Maynard Ferguson (tp), Junior Mance (pi), Keter Betts (bx) e Max Roach (bat) Dinah Washington (vcl)
Los Angeles, 14/agosto/1954
SLIDE HAMPTON
Slide Hampton (tb), Rob Schneiderman (pi), Rufus Reid (bx) e Akira Tana (bat)
Englewood Cliffs, N.J., 5/janeiro/1988
EVANS BRADSHAW
Evans Bradshaw (pi, ldr), Jamil Nasser (bx) e Philly Joe Jones (bat)
COOLIN' THE BLUES
 (Hampton Hawes)
New York, 9/junho/1958
DAVID FELDMAN
David Feldman (pi), Sergio Barroso (bx) e Paulo Braga (bat)
SOM DO BECO DAS GARRAFAS
(David Feldman)
Rio de janeiro, 2014
THURMAN GREEN
Thurman Green (tb), Hamiet Bluiett (sbar), John Hicks (pi), Walter Booker (bx) Steve Novosel (bx) e Steve Williams (bat)
LATELY (Thurman Green)
Baltimore, MD, dezembro/1994
DANA LAUREN
Dana Lauren (vcl), Arturo Sandoval (tp), Felipe Lamoglia (sa), Dave Siegel (pi), Chuck Bergeron (bx) e John Yarling (bat)
YOU HIT THE SPOT
 (Mack Gordon / Harry Revel)  
New York, 2008
NIELS TAUSK 
Niels Tausk (tp), Peter Beets (pi), Ferdinand Povel (st), Jos Machtel (bx) e Joost van Schaik (bat)
BLOWN AWAY
 (Niels Tausk)
Zeist, Holanda, janeiro/2008
RUFUS REID 
Harold Danko (pi), Rufus Reid (bx) e Joe LaBarbera (bat)
HAVE YOU MET MISS JONES?
(Lorenz Hart / Richard Rodgers)
Englewood Cliffs, N.J, 22/dezembro/2002
LENNY BREAU 
Lenny Breau (gt,vcl), Ronnie Halldorson (bx) e Reg Kelln (bat)
BLUESETTE
 (Toots Thielemans)
Live at "Shelly's Manne-Hole", Hollywood, CA, 29/abril/1969
CHRISTIAN MCBRIDE
Frank Greene, Freddie Hendrix, Brandon Lee, Nabate Isles (tp), Michael Dease, Joe McDonough, James Burton (tb), Douglas Purviance (b-tb), Steve Wilson, Todd Bashore (sa), Ron Blake, Dan Pratt (st), Carl Maraghi (sbar), Xavier Davis (pi), Christian McBride (bx) e Quincy Phillips (bat)
SHAKE 'N' BLAKE
(Christian McBride)
New York, 2017
RICK MARGITZA
Rick Margitza (st), Larry Goldings (org), Dave Stryker (gt) e Jeff Hirshfield (bat)
TALKIN' ABOUT J.C.
(Larry Young) 
Copenhagen, Dinamarca, abril/1992

COLEMAN HAWKINS E OS 80 ANOS DE BODY AND SOUL



Quando Coleman Hawkins gravou BODY AND SOUL em  11/outubro/1939, produziu um impacto difícil de imaginar hoje.
Antes de tudo, ele improvisou o tema do começo ao fim; em segundo lugar, ele o fez de uma maneira muito bonita e inspirada, criando frases musicais maravilhosas e, em terceiro lugar, o estilo de sua improvisação, "antes do tempo", passou a marcar uma nova etapa no jazz.
Também se pode acrescentar que, com esta gravação, o saxofone tenor definitivamente ganhou seu lugar de importância na história do jazz. Devido à fama desta gravação, o título Body and Soul foi usado em inúmeras compilações de Hawkins por várias gravadoras.
Apesar de uma canção simples na clássica forma AABA de 32 compassos tornou-se um grande clássico do repertório jazzista, principalmente pela progressão de acordes.
Até outubro de 2018 o tema foi gravado 2470 vezes um dos maioires na história de toda fonografia jazzística. O autor da melodia foi Johnny Green (1908-1989) compositor do cancioneiro norte-americano, arranjador e maestro, sendo autor de outros sucessos como Out of Nowhere. A letra foi composta por Robert Sour, Edward Heyman e Frank Eyton para a comédia musical Three's a Crowd (1930). O show permaneceu por 272 encenações e a canção sendo interpretada por Libby Holman cantora e atriz do “showbizz” da Broadway.. A primeira gravação do tema foi feita pelo pianista Carrol Gibbons em 16/abr/1929 antes mesmo da canção ter sido oficialmente registrada (copyrighted). Foram gravadas ao todo 40 sessões antes de Hawkins, no entanto, todas foram sublimadas pela antológica interpretação do saxofonista com uma série de "choruses" improvisados de grande sutiliza melódico-harmônica.
Como líder Hawkins gravou a canção 19 vezes, como sideman 9 vezes e no Jazz At Philharmonic gravou em 1945 em Los Angeles, depois no Carnegie Hall em 47 e 49 e em 1966 no Royal Festival Hall em Londres.
Existe a informação de que Hawkins gravou a canção despretenciosamente ao fim de uma sessão no estúdio da RCA Victor e, mais tarde, surpreso com o sucesso obtido declarou: — "não fiz nada além de uma balada e faço isto há anos centenas de vêzes!”. O disco fonográfico exerceu uma espécie de ditadura sobre o mundo do Jazz. O sucesso imprevisto que uma gravação podia proporcionar tinha, às vêzes consequências inesperadas para o músico. Uma delas é que teria de repetir aquela execução infindáveis vêzes, dia após dia, show após show, e não podia variar muito, ou mesmo nada, pois o público ali estava esperando para ouvir aquele mesmo solo ao vivo do disco. Hawkins nos primeiros anos repetia praticamente sua interpretação original nota a nota, mas depois de 20 anos já liberto executava a balada de maneira um pouco diferente e até mesmo mais charmosa.
Em 1958 o crítico e produtor Leonard Feather calculava que Hawkins teria executado pelo menos umas 6.600 vêzes ─ BODY AND SOUL ─ nos 6.800 dias passados desde a data da gravação.
Esta versão histórica pode ser ouvida a seguir: 

Coleman Hawkins (st, arranjo), Gene Rodgers (pi), Oscar Smith (bx) e Arthur Herbert (bat) + ensemble por:  Tommy Lindsay, Joe Guy (tp), Earl Hardy (tb), Jackie Fields e Eustis Moore (sa)

New York, 11 de outubro de 1939

(traduzido e adaptado do blog - Noticias de Jazz e do Glossário do Jazz)