Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Mario Vieira (Manim), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).


BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

P O D C A S T # 4 8 3

13 setembro 2019

MÚSICO EM FOCO





PARA BAIXAR O ARQUIVO DE ÁUDIO USAR O LINK ABAIXO E CLICAR EM BAIXAR

https://www.4shared.com/mp3/AfVpbehdda/PODCAST_483.html 

PASSEANDO PELA NET

12 setembro 2019

Oi turma .
Em mais um passeio pela Net encontrei um album do Slide Hampton que não me lembro de ter ouvido antes. O título do album é Spirit Of The Horn do selo MCG e a turma que toca é sensacional, apesar de ter alguns ali que nunca ouvi. Gostei muito e trago para vocês uma faixa do album e espero que vocês gostem.
Forte abraço.

Ficha técnica:
Personnel: 
Trombones: Slide Hampton, Bill Watrous (1,3,11), Jay Ashby, Michael Boschen, Steve Davies, Hugh Fraser, David Gibson
Andre Hayward, Tim Newman (Bass), Benny Powell, Douglas Purviance (Bass), Max Seigel (Bass), Isaac Smith, David Taylor (Bass)
Marty Ashby – Guitar/Banjo
Victor Jones - Drums

Track list  
01. Cherokee 
02. All in Love Is Fair 
03. A Flower Is a Lovesome Thing 
04. Tribute Suite: Lament/Basin Street Blues 
05. Tribute Suite: April in Paris 
06. Tribute Suite: Lester Leaps In 
07. Tribute Suite: Moment's Notice 
08. Tribute Suite: Dolphin Dance 
09. Walkin' [aka Gravy] 
10. Maya  
11. Blues for Eric  

Recorded live at Manchester Craftsmen’s Guild, Pittsburgh, PA, -May 3-5, 2002.




TEMA: BLUES FOR ERIC.


RECORDANDO GERALD WILSON

11 setembro 2019




GERALD STANLEY WILSON (4 de setembro de 1918 - 8 de setembro de 2014 ) foi um trompetista de jazz americano, líder de banda, compositor / arranjador e educador. Nascido no Mississippi, ele foi baseado em Los Angeles desde o início dos anos 40. Além de ser líder da banda, Wilson escreveu arranjos para Duke Ellington, Sarah Vaughan, Ray Charles, Julie London, Dizzy Gillespie, Ella Fitzgerald, Benny Carter, Lionel Hampton, Billie Holiday, Dinah Washington e Nancy Wilson.
Há cinco anos, falecia, em sua casa em Los Angeles aos 96 anos de idade.
Wilson era altamente respeitado no mundo musical por sua genialidade, entusiasmo e criatividade. Entre as colaborações destacadas em sua carreira musical estão: Billie Holiday, Sarah Vaughan, Ella Fitzgerald, Duke Ellington, Carmen McRae, Lionel Hampton, Dizzy Gillespie, Betty Carter, Stan Kenton, Conde Basie, Clark Terry, Dinah Washington, Nancy Wilson e Wynton. Marsalis (Jazz no Lincoln Center), para citar apenas alguns.
Fora das fronteiras do jazz, ele também teve colaborações artísticas com estrelas do calibre de Ray Charles, B.B. King, Zubin Mehta, Harry Belafonte, Bobby Darin e Les McCann.
Um proeminente educador musical, por outro lado, deixou um legado de quase cem álbuns e milhares de partituras com seus arranjos originais, bem como arranjos e composições para filmes e séries de televisão. Entre muitos outros prêmios e honrarias, em 1999 ele foi nomeado "NEA Jazz Master".
Gerald Wilson teve três filhas e um filho Anthony Wilson, guitarrista, além de vários netos e para todos compôs temas musicais.

Prêmios e Honrarias:

1990 NEA Jazz Masters Award
1996 Library of Congress Gerald Wilson archive of his life's work
1997 American Jazz Award: Best Arranger and Best Big Band
2008 Monterey Jazz Festival Jazz Legends Award
2012 Los Angeles County Museum of Art/Los Angeles Jazz Society L.A. Jazz Treasure Award
Grammy nominations

1963 "Tell Me the Truth" (track for Nancy Wilson) Best Background arrangement (behind vocalists or instrumentalist)     Nominated
1964 "Paco" (track)       Best Original Jazz Composition Nominated
1995 State Street Suite (album)        Best Large Ensemble Jazz Performance        Nominated
1998 Theme For Monterey (album)    Best Large Ensemble Jazz Performance        Nominated
1998 "Romance" (track) Best Instrumental Composition 
2003 New York, New Sound (album) Best Large Ensemble Jazz  Album       
                       
2011 Legacy (album)     Best Large Ensemble Jazz Album

Grammy winner:

1959 Best Musical Composition First Recorded and Released in 1959 (more than 5 minutes duration)     Anatomy of a Murder (Soundtrack album)
1959 Duke Ellington      Columbia         trumpet/instrumentalist on all tracks  
1959 Best Sound Track Album 
1959 Best Performance by a Dance Band    
1963 Album of the Year  Modern Sounds in Country and Western Music (album)    Ray Charles         ABC-Paramount    arranger - 
Bye Bye Love/Just A Little Lovin'/Careless Love/Hey, Good Lookin'        
1999 Grammy Hall of Fame

(traduzido e adaptado do blog Noticias de Jazz)


FILME DOCUMENTÁRIO SOBRE JOHN COLTRANE

09 setembro 2019













Para o benefício dos  leitores deste blog, hoje queremos lembrar que o documentário cinematográfico "CHASING TRANE", cuja realização foi aprovada pela família do grande saxofonista do jazz, já lançado nos EUA e agora está disponível no formato de DVD.
O filme, que cobre a vida e a carreira musical de John Coltrane, foi dirigido por John Scheinfeld e já foi exibido em vários festivais de cinema e de jazz em vários países.
Há entrevistas gravadas com Coltrane e, das que somente foram impressas, a colocação da voz é feita pelo ator Denzel Washington.
Também existem comentários de Sonny Rollins, Benny Golson, Wynton Marsalis, Carlos Santana e Kamasi Washington, entre outros, além de imagens nunca vistas antes de filmes "caseiros" realizados pela família. Além disso, o documentário mostra gravações de vídeo que estavam em arquivos audiovisuais de vários canais de televisão, nos quais vários conjuntos de Coltrane aparecem.
O filme inclui grande parte da música que o saxofonista gravou para gravadoras como Prestige, Blue Note, Atlantic, Pablo e Impulse!, Por isso também é rico em ilustrações musicais reais.
Este documentário é notável como vários outros (alguns dramatizados) que surgiram recentemente sobre grandes músicos de jazz, como Miles Davis, Chet Baker, Clark Terry, Dave Brubeck, Lee Morgan, Charles Mingus e Ornette Coleman.

(traduzido e adaptado do blog Noticias de Jazz)

NOTA:o documentário pode ser visto na Netflix



CRÉDITOS DO PODCAST # 482

08 setembro 2019

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS / AUTORES
GRAVAÇÃO
LOCAL /DATA
WYNTON MARSALIS
Wynton Marsalis (tp), Wycliffe Gordon (tb), Wessell Anderson (sa), Victor Goines (st), Todd Williams (st,ssop,cl), Marcus Roberts (pi), Reginald Veal (bx) e Herlin Riley (bat)
SOMETIMES IT GOES LIKE THAT
(Wynton Marsalis)
Live at, "Village Vanguard”.
New York, março / 1990, julho /1991 e dezembro / 1993
National Public Radio Recordings
RUBBER BOTTOM (Duke Ellington)
SENTIMENTAL MOOD
(Duke Ellington / Manny Kurtz)
BUGGY RIDE (Wynton Marsalis)
EMBRACEABLE YOU
(George Gershwin / Ira Gershwin)
KNOZZ-MOE-KING (Wynton Marsalis)
IN THE COURT OF KING OLIVER
(Wynton Marsalis)
JUBA AND A O'BROWN SQUAW
(Wynton Marsalis)
WAY BACK BLUES (Count Basie)
HAPPY FEET BLUES (Wynton Marsalis)
AND THE BAND PLAYED ON
 (Wycliffe Gordon / Wynton Marsalis)
THE CAT IN THE HAT IS BACK
(Todd Williams) 

P O D C A S T # 4 8 2

06 setembro 2019






PARA BAIXAR O ARQUIVO DE ÁUDIO USAR O LINK ABAIXO E CLICAR EM BAIXAR

EM 6 DE SETEMBRO NASCIA BUDDY BOLDEN



CHARLES “BUDDY” BOLDEN se tornou uma legenda para o Jazz dado que é considerado o primeiro que tenha realmente executado música com as características do que seria considerado como Jazz. Nascido em New Orleans em 1868 ou 1877 e os historiadores além desta dúvida ainda discutem que tenha sido também barbeiro, mas o certo é que foi um cornetista e que manteve uma banda que tocava em festas, bailes e nas ruas. Sua fama era de uma potência sonora inigualável em seu horn chegando a ser ouvido à distância de alguns quilômetros. Jelly Roll Morton afirmava — “the most powerful trumpet player I’ve ever heard” . Tudo indica que não teve nenhuma formação musical, mas todas as informações prestadas sobre ele, através de testemunhas, foram unânimes em afirmar que sua personalidade musical era muito forte, pela maneira como tocava seu instrumento e pela dinâmica que impunha às execuções de sua banda. O repertório incluía as tradicionais marchas, polcas, mazurcas e ainda o ragtime, blues e formas de dança como o one step, two step e ainda o slowdrag. Tudo leva a crer que Buddy Bolden tenha sido o chefe de orquestra que melhor soube trabalhar o gênero ragtime cultuado pelos pianistas de New Orleans. A formação da linha melódica polifônica executada pelo cornetim, clarinete e trombone foi muito bem explorada por Bolden e ao que tudo indica muito apreciada e imitada por outras bandas. Isto já era meio caminho para a consolidação do estilo desta banda como sendo música de Jazz e a consagrar Bolden como músico pioneiro. Bunk Johnson, cornetista que integrou o grupo de Bolden entre os anos de 1895 e 1899, afirmou em seu depoimento registrado em 1945, dentre outras coisas o seguinte: — “Buddy não lia uma só nota, mas tocava realmente muito bem. Dominava qualquer pessoa com apenas 6 notas sem mesmo lhe dar tempo de perceber o que tinha em suas mãos. Tocávamos em paradas e carroças de anúncios e... prossegue o tímido Bunk, desculpem a expressão também em bordéis. Juntos fizemos muitos blues famosos e antes de Buddy ter enlouquecido, nós matamos todas as grandes bandas de New Orleans. 
O que fez com que nossa King Bolden Band fosse a primeira a tocar Jazz foi o fato de ninguém alí saber ler nenhuma nota de música, criávamos tudo na expontaneidade. Posso garantir a todos que fomos os primeiros a tocar Jazz na cidade ou em qualquer outra parte do mundo”. Infelizmente Bolden não deixou um só registro fonográfico, mas pode-se vê-lo em uma única foto provavelmente de 1905 com sua banda formada por Willie Cornish ao trombone de válvula, o contrabaixo de cordas de Jimmy Johnson, os clarinetistas William Warner e Frank Lewis e Jefferson Mumford com sua guitarra mostrando então o uso antigo deste instrumento no Jazz. 
Devido ao consumo excessivo de bebida alcoólica Bolden foi tendo problemas mentais até que certa vez no dia 5 de março de 1907 em pleno desfile de rua surtou e teve um ataque de nervos que o levou a ser internado no — Insane Asylum of Lousiana na cidade de Jackson de onde nunca mais saiu até seu falecimento a 4 de novembro de 1931. A localização exata de sua sepultura no campo do Holt Cemetry é desconhecida.
Alguns astutos observadores notam que o casaco de Lewis possui os botões na direita o que usualmente era do lado esquerdo para os homens e se isto for correto a foto está ao reverso, ou seja a posição original é contrária do que mostra a foto com o contrabaixo ao lado direito e o guitarrista seria canhoto!
(extraído do Livro Glossário do Jazz)


PROVAVEL POSICIONAMENTO REAL DA FOTO

CRÉDITOS DO PODCAST # 481

01 setembro 2019

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS / AUTORES
GRAVAÇÃO/ LOCAL e DATA
DAVE BRUBECK
Paul Desmond (sa), Dave Brubeck (pi), Bob Bates (bx) e Joe Dodge (bat)
PENNIES FROM HEAVEN

 (Johnny Burke / Arthur Johnston)
New York, 14/outubro/1954
LOUIS ARMSTRONG
Louis Armstrong (tp,vcl), Bobby Hackett (cnt), Jack Teagarden (tb), Peanuts Hucko (cl), Dick Cary (pi), Bob Haggart (bx) e George Wettling (bat)
Concert at, "Town Hall", New York, 17/maio/1947
EDDIE BERT
Eddie Bert (tb), Dave Schildkraut (st), Hank Jones (pi), Barry Galbraith (gt), Clyde Lombardi (bx) e Osie Johnson (bat)
Hackensack, NJ, novembro/1955
COUNT BASIE
Count Basie (pi), Zoot sims (st), Roy Eldridge (tp), Cleveland Eaton (bx) e Duke Jackson (bat)
BOOT’S BLUES
 (Count Basie) 
New York, 1979
SONNY CRISS
Sonny Criss (sa), Larry Bunker (vib), Jimmy Bunn (pi), Teddy Smith (bx) e Larance Marable (bat)
IN THE STILL OF THE NIGHT 
(Cole Porter)
Los Angeles, 3/outubro/1956
BADEN POWELL
Baden Powell (violão)
NAQUELE TEMPO (Pixinguinha)  
Live at Montreux Festival, Montreux, Suiça, 1995
ELMO HOPE 
Stu Williamson (tp), Harold Land (st), Elmo Hope (pi), Leroy Vinnegar (bx) e Frank Butler (bat)
SO NICE (Elmo Hope)
Los Angeles, 31/outubro/1957
MARY STALLINGS
Mary Stallings (vcl), Monty Alexander (pi), Benjamin Wolfe (bx) e Clyde Lucas (bat)
THE SURREY WITH THE FRINGE ON TOP
(Oscar Hammerstein II / Richard Rodgers)
New York, 5/outubro/1996
CLARK TERRY
Clark Terry (flh), Ronnie Scott (st), Milt Jackson (vib), Oscar Peterson (pi), Joe Pass (gt) Niels-Henning Orsted Pedersen (bx) e Bobby Durham (bat)
SAMBA DE ORFEU
 (Luiz Bonfá)
Live at, Montreux Jazz Festival, Montreux, Suiça, 14/julho/1977
SAL NISTICO
Sal Nistico (st), Klaus Koenig (pi), Peter Frei (bx) e Peter Schmidlin (bat)
THE SONG IS YOU
 (Oscar Hammerstein II / Jerome Kern)
Live at, Zurich, Suiça, 26/março/1977

P O D C A S T # 481

30 agosto 2019

EDDIE BERT


SONNY CRISS



PARA BAIXAR O ARQUIVO DE ÁUDIO USAR O LINK ABAIXO E CLICAR EM BAIXAR


CJUB - Nova produção em 20.09.2019 - Mancini's Best com BJBB

26 agosto 2019

O CJUB Jazz & Bossa produziu de maio de 2003 a agosto de 2019, 35 Concertos (os detalhes de cada um deles seguem abaixo) que ficaram na memória dos cariocas que apreciam a boa musica.

É com muita satisfação que recordamos que no próximo DIA 20.09.2019 (sexta feira), às 21:00, o CJUB e o Manouche trarão mais um programa IMPERDÍVEL, o Concerto de número 36, o quarto em 2019.

MANCINI'S BEST
BAIXADA JAZZ BIG BAND (BJBB)
Com 5 saxes, 4 trombones, 4 trompetes, piano, baixo, bateria e guitarra.

Esperamos reencontrar todos no Manouche

------------------------------------------------------------------------

O CJUB e seus 35 ENCONTROS MUSICAIS anteriores:

(32 CONCERTOS, 2 EVENTOS INTERNACIONAIS COM O BRAZILIAN JAZZ TRIO E UMA JAM SESSION)

01
20.05.03
Piano – Dario Galante
Sax Alto – Idriss Boudrioua
Trompete – Jesse Sadock
Baixo – Augusto Mattoso
Bateria – Guilherme Gonçalves

02
25.06.03
Baixo - Dodô Ferreira
Sax tenor – Daniel Garcia
Piano – Marco Tommaso
Bateria – Pedro Strasser

03
30.07.03
Piano – Sheila Zagury
Trompete – Wander Nascimento
Sax – Fernando Trocado
Baixo – José Luis Maia
Bateria – Kleberson Caetano

04
19.08.03
Baixo - Edson Lobo
Trompete, flugelhorn, e trombone de válvulas - Paulinho Trompete
Sax-alto e flauta – Ricardo Pontes
Piano - Fernando Moraes
Bateria - Wallace Cardoso

05
25.09.03
RIO DE JANEIRO JAZZ TRIO
Piano – Dario Galante
Baixo – Paulo Russo
Bateria – Andrew Scott Potter

06
29.10.03
TRIBUTO A CHARLIE PARKER
Baixo - Adriano Giffoni
Sax Alto - Idriss Boudrioua
Trompete e Fluegelhorn - Altair Martins
Guitarra - Felipe Poli
Bateria - Amaro Junior

07
26.11.03
JAZZ PANORAMA, UM TRIBUTO A JORGE GUINLE
Piano - Hamleto Stamato,
Baixo - Augusto Mattoso
Bateria - Kleberson Caetano
Trompete - Paulinho Trompete
Sax Tenor - Widor Santiago
Trombone - Roberto Marques

CJUB CHIVAS JAM
17.12.2003
Piano – Osmar Milito
Baixo – Augusto Mattoso
Bateria – Rafael Barata

I CHIVAS JAZZ LOUNGE INTERNATIONAL COM O BRAZILIAN JAZZ TRIO
21.01.04
Piano – Helio Alves
Baixo – Nilson Matta
Bateria – Duduka da Fonseca

08
28.01.04
TRIBUTO A BILL EVANS
Piano – Helio Celso
Baixo – Sergio Barroso
Bateria – Alfredo Gomes

09
25.03.04
TRIBUTO A JOHN COLTRANE
Piano – Kiko Continentino
Baixo – Sergio Barroso
Bateria – Pascoal Meirelles
Sax Tenor e Soprano – Nivaldo Ornellas

10
29.04.04
TRIBUTOS A SONNY ROLLINS E CHET BAKER, COM O QUINTETO LIDERADO POR WIDOR SANTIAGO
Sax Tenor – Widor Santiago
Trompete – Paulinho Trompete
Piano – Hamleto Stamato
Baixo – Rodrigo Villa
Bateria – Erivelton Ribeiro

11
27.05.04
TRIBUTO A RICHARD ROGERS, COM MARKOS RESENDE QUARTETO
Piano - Markos Resende
Baixo – Alberto Lucas
Bateria – Bob Wyatt
Trompete – Daniel D`alcantara

12
01.07.04
TRIBUTO A BILLY STRAYHORN, COM JOSÉ LOURENÇO SEXTETO
Piano – José Lourenço
Sax Tenor – Daniel Garcia
Trompete – Altair Martins
Trombone – Gilmar Ferreira
Baixo – Augusto Matoso
Bateria – André Tandeta

13
29.07.04
TRIBUTO A DEXTER GORDON, COM O QUINTETO LIDERADO POR DANIEL GARCIA
Sax Tenor – Daniel Garcia
Piano - Dario Galante
Baixo - Augusto Mattoso
Bateria - Rafael Barata
Trompete – Altair Martins

14
26.08.04
NEW YORK JAZZ
Banjo – Eddy Davis
Clarineta – Orange Kellin
Piano - Conal Fowkes

15
30.09.04
TRIBUTO A VICTOR ASSIS BRASIL
Sax Alto – Idriss Boudrioua
Piano – Fernando Martins
Baixo – Paulo Russo
Bateria – Xande Figueiredo
Guitarra – Alex Carvalho

16
28.10.04 -
WANDA SÁ IN CONCERT
Cantora – Wanda Sá
Piano – Adriano Souza
Baixo – Dôdo Ferreira
Bateria – João Cortez

17
25.11.04
VICTOR BIGLIONE ORGAN TRIO
Guitarra – Victor Biglione
Órgão – José Lourenço
Bateria – André Tandeta

18
31.03.05
O SOM DO BECO DAS GARRAFAS – DAVID FELDMAN TRIO
Piano – David Feldman
Baixo – Jorge Helder
Bateria – Rafael Barata

19
28.04.05
LEGRAND POUR IDRISS
Sax Alto – Idriss Boudrioua
Piano – Alberto Chimelli
Baixo – Alex Rocha
Bateria – Xande Figueiredo
Guitarra – Alex Carvalho

20
31.05.05
PETERSON POR PERANZETTA
Piano – Gilson Peranzetta
Baixo – Paulo Russo
Bateria – João Cortez

21
07.07.05
TRIBUTO A TOOTS THIELEMANS
Harmônica – José Staneck
Piano – Luis Avellar
Baixo – Paulo Russo
Bateria – Rafael Barata
Guitarra - Marcos Amorim
Sax Soprano – Henrique Band

22
28.07.05
MICHAEL CARNEY & GUILHERME GONÇALVES QUINTETO
Vibrafone & Steel Drum – Michael Carney
Bateria – Guilherme Gonçalves
Piano – Glauton Campelo
Baixo – José Santa Roza
Sax Alto – Idriss Boudrioua

23
01.09.05
JAZZTOR PIAZOLLA
Sax tenor - Blas Rivera
Piano - Marcos Nimrichter
Bandoneón – Renato Hanriot
Violino – Ana de Oliveira

24
29.09.05
O TOM DO JAZZ
Piano – Haroldo Mauro Jr.
Baixo – Sérgio Barroso
Bateria – Rafael Barata

25
27.10.05
CJUB DREAM NIGHT - HOMENAGEM A JOSÉ DOMINGOS RAFFAELLI
Piano – Dario Galante
Baixo – Paulo Russo
Bateria – Rafael Barata
Sax Alto – IdrissBoudrioua
Sax Tenor – Daniel Garcia
Trompete – Jesse Sadock
Trombone – Vittor Santos

26
26.11.2005
A GUITARRA NO JAZZ
Guitarra – Helio Delmiro
Piano – Alberto Chimelli
Baixo – Sergio Barrozo
Bateria – Kleberson Caetano

II CHIVAS JAZZ LOUNGE INTERNATIONAL COM O BRAZILIAN JAZZ TRIO
26.01.06
Piano – Helio Alves
Baixo – Nilson Matta
Bateria – Duduka da Fonseca

27
02.02.2006
O SOM DO BECO DA GARRAFAS II
Piano – David Feldman
Baixo – Nilson Matta
Bateria – Duduka da Fonseca

28
07.04.2006
“DEAR ELLA” TRIBUTO A ELLA FITZGERALD - JANE DUBOC & VICTOR BIGLIONE SExteto
Voz – Jane Duboc
Guitarra – Victor Biglione
Piano - Alberto Chimelli
Baixo – Sergio Barroso
Bateria – André Tandeta
Sax Alto – Idriss Boudrioua
Sax tenor – Daniel Garcia
Trompete – Jesse Sadock

29
27.04.2006
CJUB@CLASSICO.JAZZ
Piano – Luiz Avellar
Baixo – Sergio Barroso
Bateria - Carlos Bala

30
23.02.2019
LEGRAND PAR IDRISS
Sax Alto - Idriss Boudrioua
Piano - Eduardo Farias
Baixo - Sergio Barrozo
Bateria - Emile Saboule
Fluegelhorn - Altair Martins

31
15.06.2019
AFRO CARIBBEAN JAZZ

Henrique Band, direção, arranjos, saxofones barítono e soprano;
Rafael Rocha, trombone;
Jessé Sadoc, trompete;
Marcos Nimrichter, piano;
Jefferson Lescowich, contrabaixo;
Andre Fróes, bateria;
César Brunet, percussão.

32
16.08.2019
SAMBAJAZZ JAZZ SAMBA
Duduka da Fonseca Trio
Bateria - Duduka da Fonseca
Piano - David Feldman
Baixo - Guto Wirtti

FILME SOBRE LEE MORGAN NA NETFLIX



LEE MORGAN foi um dos grandes trompetistas do estilo hardbop e sua influência dura até hoje. Mas sua vida foi truncada por tiros de pistola por causa do ciúme de sua esposa, em 1972.
Recentemente foi publicado o livro "A Dama que Atirou em Lee Morgan", escrito por Larry Reni Thomas, sobre a mulher que, num momento insensato, atirou no lendário trompetista, matando-o.
Após o documentário "I Called Him Morgan" correr o mundo, depois de ser lançado no Festival de Cinema de Veneza, há dois anos, agora está entre os documentários de jazz da Netflix, acessíveis aos fãs de jazz.
O filme foi escrito e dirigido pelo cineasta sueco Kasper Collin, com filmagens musicais e baseado em uma longa entrevista com Helen Morgan, a mulher que se casou com Morgan, que o ajudou a resgatar sua vida artística e finalmente o matou em fevereiro de 1972, porque suspeitava que Morgan namorava uma mulher mais jovem.
Este é o segundo filme sobre músicos de jazz de Kasper Collin, o primeiro foi chamado "Meu nome é Albert Ayler" (lendário saxofonista de jazz).
Lee Morgan tinha apenas 33 anos de idade. Helen, que aparentemente sofria de problemas mentais, foi mandada para a cadeia por alguns anos. Quando foi libertada sob fiança, passou algum tempo em sua casa na Carolina do Norte, onde foi entrevistada por escritores, jornalistas e documentaristas antes de morrer em março de 1996.
Kasper Collin passou sete anos trabalhando em seu documentário sobre o famoso trompetista.
O filme sobre Morgan já foi exibido em um bom número de festivais de cinema.
(traduzido e adaptado do blog Noticias de Jazz)




CRÉDITOS DO PODCAST # 480

25 agosto 2019

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS / AUTORES
GRAVAÇÃO  LOCAL / DATA
BENNY CARTER
Benny Carter (sa,arranjo), Phil Woods (sa), Coleman Hawkins, Charlie Rouse (st), Dick Katz (pi), John Collins (gt), Jimmy Garrison (bx) e Jo Jones (bat)
CRAZY RHYTHM
(Irving Caesar / Roger Wolfe Kahn / Joseph Meyer)
New York, 13/novembro
/1961
CHERRY
 (Ray Gilbert / Don Redman) 
WARDEL GREY
Wardell Gray (st), Phil Hill (pi), James "Beans" Richardson (bx) e Art Mardigan (bat)
BLUE GRAY (Wardell Gray)
Detroit, 25/abril/1950
GRAYHOUND
 (Wardell Gray) 
SHORTY ROGERS
The Big Shorty Rogers Express formada por: Shorty Rogers, Conte Candoli, Pete Candoli, Harry "Sweets" Edison, Maynard Ferguson (tp), Bob Enevoldsen, Milt Bernhart, Frank Rosolino, George Roberts (tb), John Graas (trompa), Paul Sarmento (tu), Charlie Mariano, Art Pepper (sa), Bill Holman, Jack Montrose (st), Jimmy Giuffre (sbar), Lou Levy (pi), Ralph Pena (bx) e Stan Levey (bat)
PAY THE PIPER
(Shorty Rogers)
Los Angeles, 5/julho/1956
PINK SQUIRREL
(Shorty Rogers)
CLAUDE BOLLING
Robert Fassin, Fred Gerard, Roger Guerin, Maurice Thomas, Henri Van Haeke (tp), Andre Paquinet, Benny Vasseur, Gaby Vilain (tb), Gerard Badini (cl), Jo Hrasko, Rene "Mickey" Nicolas (sa), Pierre Gossez, Marcel Hrasko (st), Armand Migiani (sbar), Claude Bolling (pi), Pierre Michelot (bx) e Arthur Motta (bat)
MUSKRAT RAMBLE
(Kid Ory / Ray Gilbert)
Paris, janeiro/1957
HIGH SOCIETY
(Walter Melrose / Porter Steele)
RON HOCKETT
Ron Hockett (cl), John Sheridan (pi), James Chirillo (gt), Phil Flanigan (bx) e Jake Hanna (bat)
STRANGE BLUES
(Joe Manone / Wingy Manone) 
New York, 16/janeiro/2008
IF DREAMS COME TRUE
(Benny Goodman Edgar Sampson)
KARRIN ALLYSON 
Karrin Allyson (vcl) acc Mulgrew Miller (pi) Danny Embrey (gt), Peter Washington (bx) e Lewis Nash (bat )
LOVE ME LIKE A MAN
(Chris Smither)
New York, 14/fevereiro
/2002
HUM DRUM BLUES
(Oscar Brown, Jr.)
LYLE 'SPUD' MURPHY 
Abe Most (cl,fl), Jack Dumont (cl,sa) Russ Cheever (sa), Chuck Gentry (b-cl, sbar), Buddy Collette (st, fl), Andre Previn (pi), Curtis Counce (bx) e Shelly Manne (bat) e Spud Murphy (arranjo, direção)
PEMBA 
(Lyle "Spud" Murphy) 
Los Angeles, 16/agosto/1955
FOURTH DIMENSION
(Lyle "Spud" Murphy)
GENE AMMONS
Gene Ammons (st, ldr), Joe Newman (tp), Brother Jack McDuff (org), Wendell Marshall (bx), Walter Perkins (bat) e Ray Barretto (cga)
STORMY MONDAY BLUES
 (T-Bone Walker) 
Englewood Cliffs, N.J., 28/novembro
/1961