Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

RIO DAS OSTRAS JAZZ E BLUES

26 maio 2009

O Festival Rio das Ostras Jazz & Blues chega em sua sétima edição.
Sem dúvida um dos maiores festivais deste país.
Atrações nacionais e internacionais dividem novamente o palco entre os dias 10 e 14 de junho com shows gratuitos ao ar livre realizados na Lagoa de Iriri, Pedra da Tartaruga e Costa Azul.

E as atrações prometem muito som, com destaque para o elenco nacional com o organista Ari Borger, um dos poucos a pilotarem um Hammond aqui em nossa terrinha, que já foi citado aqui neste espaço pelo seu último trabalho AB4 com seu quarteto acompanhado por Celso Salim guitarra, Humberto Zigler bateria e Marcos Klis contrabaixo fazendo sua mistura de jazz, blues e um pouquinho do maravilhoso groove do Hammond;
o grupo paulista Pau Brasil, um dos grandes nomes da nossa música instrumental e que tem na sua formação o pianista Nelson Ayres, o violão de Paulo Bellinati, Rodolfo Stroeter no baixo, o gigante Teco Cardoso nos sax e Ricardo Mosca bateria - esse vale muito conferir !!;
o duo de violões Duofel que terá a participação especial do percussionista Fábio Pascoal, filho do bruxo Hermeto Pascoal; a blues band do gaitista Jefferson Gonçalves; e a Orquestra Kuarup sob a regência do maestro Nando Carneiro, uma orquestra nativa formada por alunos e ex-alunos do Centro de Formação Artística da Fundação Rio das Ostras de Cultura; e a nossa big band Big Time Orquestra.

No set internacional, o tecladista Jason Miles vem apresentar seu tributo a Miles Davis, resultado do trabalho de seu CD intitulado Miles to Miles: In the Spirit of Miles Davis onde esteve acompanhado pelo baixista Marcus Miller que não o acompanhará neste turnê. Jason Miles vem acompanhado por Jerry Brooks contrabaixo, Michael Stewart trompete, Brian Dunne bateria e um DJ.
Na linha instrumental/fusion, pela segunda por aqui o grupo Spyro Gyra aparece com seu som vibrante, pelo menos esse era o som dos clássicos albuns Morning Dance, Catching the Sun, Breakout e Alternating Currents e que contagiou quem assistiu sua apresentação no finado Free Jazz na segunda metade dos 80. Confesso que já fui fã do som dos caras e o grupo sempre foi uma referência no cenário instrumental contemporâneo. Liderado pelo sax de Jay Beckenstein, o grupo tras ainda Julio Fernandez guitarra, Tom Schuman teclados, estes desde a formação original, Scott Ambush baixo e Bonny B na bateria. É a grande atração do festival !

O trio Bad Plus esteve aqui em uma das últimas edições do Tim Festival, seu som contemporâneo mescla uma diversidade de estilos com uma roupagem nem tão jazzistica mas que agrada aos mais modernosos e aqueles que curtem a sombra das novas tendencias europeias. O trio é formado por Ethan Iverson piano, Reid Anderson baixo e David King bateria e neste festival estará acompanhado pela cantora Wendy Lewis.
Para quem curte Bad Plus, a pouco conhecida banda instrumental americana Rudder também deve causar boa impressão com uma abordagem mais acidjazz e que lembra um pouco o som do grupo Medeski, Martin & Wood.

Na seara blues os guitarristas Coco Montoya e John Hammond são as principais atrações. Tá certo que são branquelos, mas carregam a essência do blues. Coco Montoya é o pupilo do guitarrista Albert Collins, que foi o seu grande mentor musical e quem o tirou da bateria ensinando a ele a guitarra blues. É promessa de hard blues e pitadas de rock´n´roll !

E mais a Dixie Square Jazz Band novamente se apresentando pelas ruas da cidade e nos intervalos dos shows.
Os palcos -
Cidade do Jazz e Blues - A infraestrutura de Costazul conta, além do palco principal, com uma praça de alimentação, pontos de venda de CDs, revistas e camisetas e telão que transmite os shows ao vivo. Ainda em Costazul, a Casa do Jazz e do Blues. No espaço exposição de fotos e biografias dos artistas mais importantes dos gêneros além da exibição de documentários e shows de bandas locais. Partindo da Igreja Matriz, no Centro, seguir pela Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), na direção de Macaé. Na altura do km 150, virar à direita, na entrada do Bairro Costazul, percorrendo aproximadamente 1 km na Avenida Governador Roberto da Silveira. A cidade do jazz e do blues fica no antigo camping de Rio das Ostras.
Praia da Tartaruga - Localizada em uma pequena enseada, situada entre as praias do Abricó e Praia do Bosque, o Praia da Tartaruga abriga o palco mais charmoso do festival. Na Tartaruga o público assiste aos shows sob o pôr-do-sol. O palco é montado sobre uma pedra que, literalmente, invade o mar .
Lagoa de Iriry - No palco da Lagoa de Iriry, o público está lado a lado com o artista em um anfiteatro circundado por uma lagoa e uma vegetação típica de restinga. A Lagoa de Iriry fica no Jardim Bela Vista, em Costazul.

A programação –
10 de junho, quarta-feira
Costazul - 19h : Orquestra Kuarup, Duofel e Fábio Pascoal, Ari Borger

11 de junho, quinta-feira
Lagoa de Iriry – 14h15min : Ari Borger
Praia da Tartaruga – 17h15min : Rudder
Costazul - 19h : Jefferson Gonçalves Blues Band, Pau Brasil, Jason Miles

12 de junho , sexta-feira
Lagoa de Iriry – 14h15min : The Bad Plus e Wendy Lewis,
Praia da Tartaruga – 17h15min : Jason Miles
Costazul - 19h : Rudder, Coco Montoya, Big Time Orquestra

13 de junho, sábado
Lagoa de Iriry – 14h15min : Jefferson Gonçalves Blues Band
Praia da Tartaruga – 17h15min : Coco Montoya
Costazul - 19h : The Bad Plus e Wendy Lewis, John Hammond, Spyro Gyra

14 de junho, domingo
Lagoa de Iriry – 14h15min : John Hammond
Praia da Tartaruga – 17h15min : Spyro Gyra

O festival é uma realização da Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio da Prefeitura de Rio das Ostras/RJ. Produção de Stenio Mattos, Azul Produções e Assessoria de Imprensa da Tempo 3 Comunicação.

Mais informações em www.riodasostrasjazzeblues.com

4 comentários:

Beto Kessel disse...

Ouvi muito Morning dance e catching the sun...As capas dos discos eram bem interessantes.

Sera que os musicos do Spyro Gyra vao dar uma esticada no Rio ?

Beto

figbatera disse...

Uau! Estarei lá...

Salsa disse...

Guzz,
Já fiz a reserva numa pousada. Chegarei na quinta-feira.
A gente se vê por lá.

John Lester disse...

Mr. Guzz, nosso antena.

Para os que poderão ir, aguardo as impressões.

Grande abraço, JL.