Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Mestre Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Mario Vieira (Manim), Luiz Carlos Antunes (Mestre Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (Mestre MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).


BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

E O OSCAR VAI PARA ...........DUDDLEY MOORE.!!!! (01)

07 março 2020


Oi turma.
O cinema sempre esteve muito ligado na minha vida toda, até hoje. Desde criança frequentava os cinemas do Rio e Niterói muitas vezes por semana. Muitos seriados, desenhos e atualidades Movietones. Foram muitos filmes de excelente qualidade e alguns poucos de qualidade inferior. Os grandes musicais eu assistia, normalmente, 3 vezes na semana. Os de guerra e faroeste também. Minhas atividades na tela grande eram muito movimentadas. Guardo uma boa coleção de livros sobre cinema e constantemente leio com ainda muito apetite.
Neste post trago para vocês um ator já falecido (1935-2002) e que gravou, não tenho muita certeza, 19 álbuns. Possuo 3 deles e devo confessar que gostei muito dele como pianista de Jazz assim como gostava dele como de ator.
Dudley Stuart John Moore (19 April 1935 – 27 March 2002) ator, comediante, pianista e compositor.
Vocês ouvirão 2 faixas que eu selecionei e deem sua opinião do que acharam dele como pianista de Jazz. Obrigado
Forte abraço.

Duddley Moore (pn) Ray Brown (cb) Nick Cerolli (bt) - 1984
01-They Can´t Take That Away From Me 








Duddley Moore Trio
02-I Love You Samantha







2 comentários:

MARCOS PARENTE disse...

Grande Velhinho !!! Você sempre surpreendendo. Tirou do fundo do baú
gravações do Dudley Moore tocando jazz e com acompanhamento de luxo.
Realmente ele sabe o que fazer com o piano e seu estilo lembra o
Erroll Garner, guardadas as devidas proporções, mas gostei.
Forte abraço, marcos.

MARIO JORGE JACQUES disse...

Realmente Tibau, muito bom, estilo simples mas com muito suingue e jazz. Nem sempre o jazz tem que ser complicado, muito estruturado. Não conhecia e gostei muito, vai para um podcast com certeza. Abraço