Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Mestre Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Mario Vieira (Manim), Luiz Carlos Antunes (Mestre Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (Mestre MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).


BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

P O D C A S T # 4 9 4

29 novembro 2019




LENNIE NIEHAUS
HENRY TOWNSEND 

PARA BAIXAR O ARQUIVO DE ÁUDIO USAR O LINK ABAIXO E CLICAR EM BAIXAR

MEXENDO NA DISCOTECA

28 novembro 2019

Oi turma.
Tem certos músicos de Jazz que a gente esquece que um dia ouvimos e vibramos com eles. Mexendo na minha discoteca, e aproveitando para dar uma arrumação geral, encontrei um álbum que não houvia faz muito tempo e até esqueci que tinha. O músico é Tony Fruscella e o álbum é uma coletânea de suas principais gravações. Realmente o Tony não é um dos meus trompetistas preferidos mas, em algumas gravações eu gosto do seu som. Trago uma faixa deste álbum chamada "Slow Blues", com uma formação de seu quinteto contando com ele ao trompete, Brew Moore no sax-tenor, Bill Triglia ao piano, Teddy Kotick ao baixo e Bill Heine na bateria. Gravado em New York, 02 de Março de 1954. Espero que voces gostem.
Forte abraço.






DOIS ANOS SEM JON HENDRICKS

27 novembro 2019





Jon Carl Hendricks, um dos vocalistas mais criativos na maneira de cantar jazz com letras transcrevendo solo instrumental, morreu há dois anos em Nova York aos 96 anos de idade.
Hendricks teve uma sólida carreira artística que o levou à fama com o famoso conjunto "Lambert, Hendricks e Ross", com seus colegas Dave Lambert e Annie Ross. 
Com eles, compôs músicas e transcreveu instrumentais solo de solistas pertencentes a orquestras como Count Basie ou Duke Ellington, adicionou letras e as interpretou com a voz. Alguns altamente complicados devido aos tempos e estilos rápidos do bebop. Ele também fez o mesmo com arranjos orquestrais, que eles cantaram em uníssono.
Dos três Jon e Annie Ross foram os que mais se destacaram em suas carreiras solo, e Jon Hendricks também foi um grande expoente do estilo "scat" para improvisar com a voz.
Hendricks começou a cantar quando criança e, aos 12 anos, Fats Waller o convidou para uma turnê, o que ele não pôde fazer por causa de sua tenra idade. Ele se interessou por bateria, mas continuou cantando e participou de programas de rádio com Art Tatum, morador de sua mesma cidade, Newark.
Depois de estar no exército durante a Segunda Guerra Mundial, Jon se matriculou na Universidade de Toledo, mas logo decidiu aceitar um convite de Charlie Parker para ir a Nova York, que o conheceu e ouviu em Toledo. Em Nova York, ele começou sua bem-sucedida carreira musical.
Seu período principal foi no grupo "Lambert, Hendricks e Ross", com o qual eles gravaram vários álbuns, incluindo um já lendário com o Count Basie, além de fazer inúmeras apresentações em clubes e festivais de jazz. Cenários como "Manhattan Transfer" e "New York Voices" devem muito a esse trio.
Vocalistas como Kurt Elling, Van Morrison, Al Jarreau e Bobby McFerrin afirmam abertamente ter influências de Jon Hendricks. Kurt Elling o chama de "guru" musical.
Em 1968, ele se mudou para Londres - segundo ele, para que seus filhos tivessem uma educação melhor - com a qual ele começou a segunda parte de sua carreira solo, que também teve muito sucesso, com turnês européias, pelo Oriente e breves retornos ao país, EUA.
Em 2000, ele voltou para sua casa nos EUA para ensinar na Universidade de Toledo.
No ano passado (2017), Hendricks pôde ouvir, entre o público, a estréia de seus arranjos vocais para Miles Ahead, que incluem vozes para os arranjos originais de Gil Evans e os solos de Miles Davis.
Jon Hendricks apareceu em sete filmes e deixou gravado cerca de 35 álbuns como líder e 25 em participações.
(traduzido e adaptado do blog Noticias de Jazz)


CRÉDITOS DO PODCAST # 493

24 novembro 2019

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS  e AUTORES
GRAVAÇÃO LOCAL e DATA
ERIC ALEXANDER
Jim Rotondi (tp), Steve Davis (tb), Eric Alexander (st), David Hazeltine (pi), John Webber (bx) e Joe Farnsworth (bat)
EXPRESS TRAIN 
(Jim Rotondi)  
New York, 20/fevereiro/2006
Eric Alexander (st), Harold Mabern (pi), Peter Washington (bx) e Joe Farnsworth (bat)
I'M GLAD THERE IS YOU (Jimmy Dorsey / Paul Mertz) 
New York, 4/novembro/1999
Eric Alexander (st), Harold Mabern (pi), John Webber (bx) e Joe Farnsworth (bat)
A FEW MILES FROM MEMPHIS
 (Harold Mabern)  
Englewood Cliffs, NJ, 10/junho/2004
Eric Alexander (st), David Hazeltine (pi), John Webber (bx) Joe Farnsworth (bat) e Alex Diaz (perc)
MAS QUE NADA (Jorge Ben) 
Paramus, NJ, 12/junho/2017
Eric Alexander (st), Harold Mabern (pi), Nat Reeves (bx) e Joe Farnsworth (bat)
REMIX Blues (Eric Alexander) 
Englewood Cliffs, N.J., 4/novembro/2010
Eric Alexander (st), Harold Mabern (pi), Peter Washington (bx) e Joe Farnsworth (bat)
THE SECOND MILESTONE
 (Eric Alexander)
Englewood Cliffs, NJ, dezembro/2000
Eric Alexander (st), Harold Mabern (pi), John Webber (bx) e Joe Farnsworth (bat)
SOMETHING'S GOTTA GIVE
 (Johnny Mercer)
Englewood Cliffs, NJ, 10/maio/2012
Eric Alexander (st), David Hazeltine (pi), John Webber (bx) e Joe Farnsworth (bat)
MY FAVORITE THINGS
(Oscar Hammerstein II / Richard Rodgers)
Tokyo, 5/setembro/2007
Eric Alexander (st), John Hicks (pi), George Mraz (bx) e Idris Muhammad (bat)
FOUR (Miles Davis)
New York, 25/abril/1998
Eric Alexander (st), Cecil Payne (sb), David Hazeltine (pi), John Webber (bx) e Joe Farnsworth (bat)
KICK-A-POO (Cecil Payne)
New York, 15/dezembro
/1996
Vincent Herring (sa), Eric Alexander (st), Mike LeDonne (pi), John Webber (bx) e Carl Allen (bat)
ROAD SONG
(Wes Montgomery)   
Live at "Smoke Jazz Club", New York, 2/abril/2005

P O D C A S T # 4 9 3

22 novembro 2019

MÚSICO EM FOCO COM ERIC ALEXANDER






PARA BAIXAR O ARQUIVO DE ÁUDIO USAR O LINK ABAIXO E CLICAR EM BAIXAR


CRÉDITOS DO PODCAST # 492

17 novembro 2019

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS e AUTORES
GRAVAÇÃO   LOCAL e DATA
GEORGE HUXLEY
Gordon Whitworth (tp) Derek Halford (tb), George Huxley (ssop), Ken Freeman (pi) e Barry Norman (bat)
I GOTTA RIGHT TO SING THE BLUES
(Harold Arlen / Ted Koehler)
U.K 9/outubro/1993
LES BROWN
Wes Hensel (tp,arranjo), Don Smith, Mickey McMahan, Bob Styles (tp), Bob Burgess, Roy Main, Jim Hill (tb), Stumpy Brown (b-tb), Les Brown (cl,sa), Matt Utal, Ralph La Polla (sa), Billy Usselton (st), Abe Aaron (st,sbar), Butch Stone (sbar), John Bannister (pi), Vernon Polk (gt), Mel Pollan (bx), Lloyd Morales (bat) e Jo Ann Greer (vcl)
Hollywood, CA, 1957 
PETE FOUNTAIN
Pete Fountain (cl, ldr), Charlie Teagarden (tp), Bob Havens (tb), Eddie Miller (st), Earl Vuiovich (pi) e Nick Fatool (bat)
Los Angeles , 22/maio/ 1965
WALTER SMITH, III
Walter Smith, III (st, ldr), Harish Raghavan (bx) e Eric Harland (bat)
ASK ME NOW
(Thelonious Monk)
New York, c. 2017
KEVIN MAHOGANY 
Kevin Mahogany (vcl,ldr) Erwin Schmidt (pi), Martin Spitzer (gt), Josehi Schneeberger (bx) e Mario Gonzi (bat)
BEAUTIFUL FIGHT
(Kevin Mahogany)
Vienna, Austria, 19/novembro/2014
J. T. MEIRELLES
Meirelles (sa, fl), Guilherme Dias Gomes (flh), Laércio De Freitas (pi), Adriano Giffoni (bx), Robertinho Silva (bat)
PINTA LÁ (J. T. Meirelles)
Rio de Janeiro, 21/outubro/2001
WES MONTGOMERY e NAT ADDERLEY
Nat Adderley (cnt), Wes Montgomery (gt), Keter Betts (bx / cello) e Louis Hayes (bat)
MY HEART STOOD STILL
 (Lorenz Hart / Richard Rodgers)
New York, 28/janeiro/ 1960
BARBARA DENNERLEIN
Roy Hargrove (tp, Ray Anderson (tb), Mike Sim (st), Joe Locke (vib), Barbara Dennerlein (org), Mitch Watkins (gt), Lonnie Plaxico (bx), Dennis Chambers (bat) e Don Alias (perc)
FAST FOOD
(Barbara Dennerlein)
New York, 25/fevereiro/1995
TIM WARFIELD
Tim Warfield (st,ldr), Nicholas Payton (tp), Stefon Harris (vib), Cyrus Chestnut (pi), Tarus Mateen (bx) e Clarence Penn (bat)
THE MAGIC BAG
 (Tim Warfield)
Brooklyn, NY, 21/janeiro/2001
FRANCK AVITABILE
Franck Avitabile (pi), Riccardo Del Fra (bx) e Luigi Bonafede (bat)
WILLOW GROVE
 (Bud Powell)
Paris, 21/janeiro/1998
WYNTON MARSALIS
Wynton Marsalis, Marcus Printup (tp), Vincent Gardner (tb), Victor Goines, Ted Nash (sa) Walter Blanding (st), Don Vappie (gt), Dan Nimmer (pi), Carlos Henriquez (bx), Ali Jackson (bat) e Reno Wilson (vcl)
DINAH
(Harry Akst / Sam M. Lewis / Joe Young)
New York, 2018
MUSKRAT RAMBLE
(Ray Gilbert / Kid Ory)
DAVID "FATHEAD" NEWMAN
David "Fathead" Newman e Clifford Jordan (st), Ted Dunbar (gt), Buddy Montgomery (pi), Todd Coolman (bx) e Marvin "Smitty" Smith (bat)
STRIKE UP THE BAND
(George Gershwin / Ira Gershwin) 
Live at "Riverside Park Arts Festival", New York, 3/setembro/1989

P O D C A S T # 4 9 2

15 novembro 2019

GEORGE HUXLEY 
BARBARA DENNERLEIN 


WALTER SMITH, III 



PARA BAIXAR O ARQUIVO DE ÁUDIO USAR O LINK ABAIXO E CLICAR EM BAIXAR

CRÉDITOS DO PODCAST # 491

10 novembro 2019

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS / AUTORES
GRAVAÇÃO  LOCAL / DATA
PETER BERNSTEIN
Peter Bernstein (gt), Gerald Clayton (pi), Doug Weiss (bx) e Bill Stewart (bat)
THIS IS NEW
(Ira Gershwin / Kurt Weill)
New York, 3/janeiro/2016
LET LOOSE (Peter Bernstein)
CHRISTINA WATSON
Christina Watson (vcl), Lori Mechem (pi), Jeff Coffin (st), Roger Spencer (bx) e Duffy Jackson (bat)
ALL OF ME
(Gerald Marks / Seymour Simons)
Nashville, Tennessee início de 2019
GET OUT OF TOWN (Cole Porter)
SERGE CHALOFF
Serge Chaloff (sbar), Sonny Clark (pi), Leroy Vinnegar (bx) e Philly Joe Jones (bat)
A HANDFUL OF STARS
(Jack Lawrence / Ted Shapiro)
Los Angeles, 14/março/1956
THE GOOF AND I (Al Cohn) 
WALTER DAVIS, JR.
Walter Davis, Jr. (pi), Donald Byrd (tp), Jackie McLean (sa), Sam Jones (bx) e Art Taylor (bat)
LOODLE-LOT (Walter Davis)
Englewood Cliffs, N.J., 2/agosto/1959
MINOR MIND (Walter Davis)
LEE MORGAN
Lee Morgan (tp), Gigi Gryce (sa), Benny Golson (st,arranjo), Wynton Kelly (pi), Paul Chambers (bx) e Charlie Persip (bat)
DOMINGO (Benny Golson) 
Hackensack, N.J., 24/março/1957
MESABI CHANT (Benny Golson)
EDDIE CONDON
Rex Stewart (cnt), Billy Butterfield (tp), Dick Cary (sa), Cutty Cutshall (tb), Herb Hall, Peanuts Hucko (cl), Bud Freeman (st), Gene Schroeder (pi), Eddie Condon (gt), Leonard Gaskin (bx) e George Wettling (bat)
TIN ROOF BLUES
(George Brunies / Paul Mares / Walter Melrose / Ben Pollack / Leon Roppolo / Melville Stitzel)
New York, 11/junho/1958
SOUTH RAMPART STREET PARADE
(Ray Bauduc / Bob Haggart)
SONNY ROLLINS
Sonny Rollins (st), Clifford Brown (tp), Richie Powell (pi), George Morrow (bx) e Max Roach (bat)
PENT-UP HOUSE (Sonny Rollins)
Hackensack, NJ, 22/março/1956

P O D C A S T # 4 9 1

08 novembro 2019




WALTER DAVIS JR
EDDIE CONDON

PARA BAIXAR O ARQUIVO DE ÁUDIO USAR O LINK ABAIXO E CLICAR EM BAIXAR


UM ANO SEM ROY HARGROVE

04 novembro 2019




Há um ano, o famoso e premiado trompetista ROY HARGROVE um talento precoce e presença frequente nos festivais de jazz europeus, morria aos 49 anos de idade por um ataque cardíaco.
Hargrove ganhou notoriedade mundial ao ganhar os Grammy Awards em 1996, 1997 e 2002. Ele tocou principalmente no estilo hard-bop e seu repertório incluía principalmente composições padrão do jazz. No entanto, desde a primeira parte deste século, ele também combinou jazz com funk, hip-hop, soul e gospel.
Quando muito jovem, aos 18 anos, foi Wynton Marsalis quem o descobriu em uma escola de artes cênicas em Dallas sua cidade natal no Texas. Ele viajou para o leste e passou um ano estudando na Berklee School of Music, indo frequentemente a Nova York para participar de jam sessions.
Sua primeira atuação naquela cidade foi com o saxofonista Bobby Watson. Ele então gravou com Watson, Mulgrew Miller e Kenny Washington, atraindo a atenção de críticos e público.
Em 1990, ele gravou seu primeiro álbum solo, Diamond In The Rough. Em 1993, ele lançou seu trabalho ─ The Love Suite: In Mahogany, encomendado pela Lincoln Center Jazz Orchestra.
A partir de então, sua carreira aumentou vertiginosamente. Entre suas muitas gravações, Havana se destaca, com Crisol, um grupo formado por músicos americanos e cubanos, gravado em Cuba, um álbum que ganhou outro prêmio Grammy, e ainda ─ Directions In Music: Live At Massey Hall, gravado com Herbie Hancock e Michael Brecker, entre outros.
Hargrove tocou e gravou com Marsalis e outros grandes nomes do jazz, incluindo Herbie Hancock, Joe Henderson, Stanley Turrentine e Joshua Redman.
Hargrove participou de inúmeros festivais de jazz e já foi associado à vocalista Roberta Gambarini, com quem gravou e atuou em várias ocasiões, com sua própria big band, outro dos projetos frutíferos de Roy.
Hargrove explorou outras manifestações musicais, mas sempre mantendo o vínculo com o jazz, incluindo blues, soul, afro-beat e rap. O acúmulo de sua produção artística foi de 22 álbuns gravados como líder e 60 como membro de outros grupos de jazz.
Seu empresário de longa data, Larry Clothier, afirmou ─ "Um dos músicos mais respeitados e amados da nossa comunidade de Nova York e do mundo, o trompetista pioneiro vencedor do Grammy tão conhecido por sua intensidade, bem como por suas execuções de baladas. Cada vez mais seu som atestava e santificava seu profundo amor pela música. Seu timbre desinteressado se afirmava a cada passagem musical. Sua música, seu som, inspirou gerações de músicos".

(traduzido e adaptado do blog Noticias de Jazz)

CRÉDITOS DO PODCAST # 490

03 novembro 2019

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS / AUTORES
GRAVAÇÃO
LOCAL /DATA
KENNY BURRELL
Tina Brooks (st), Bobby Timmons (pi), Kenny Burrell (g), Ben Tucker (bx) e Art Blakey (bat)

BIRK’S WORKS (Dizzy Gillespie)
Live at "Five Spot Cafe", New York, 25/agosto/1959.
OH! LADY BE GOOD (RIFFTIDE) (*)
(Coleman Hawkins)
LOVER MAN
(Jimmy Davis / Roger Ramirez / Jimmy Sherman)
SWINGIN' (Clifford Brown)
HALLELUJAH
(Clifford Grey / Leo Robin / Vincent Youmans)
BEEF STEW BLUES (Randy Weston)
IF YOU COULD SEE ME NOW
(Tadd Dameron / Carl Sigman)
36-23-36 (Kenny Burrell)

(*) Apesar da discografia dar como título OH! LADY BE GOOD Na verdade é RIFFTIDE Ver os comentários da postagem
Agradecemos ao ouvinte Takechi pela observação