Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Mario Vieira (Manim), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).


BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

ANIVERSÁRIO DE CLAUDIO RODITI - 28 de maio de 1946 – Rio de Janeiro

28 maio 2018

en; width: 530px;">


Entre os trompetistas latino-americanos que se estabeleceram nos EUA, o vencedor do prêmio Grammy e brasileiro, CLAUDIO RODITI, é para músicos, críticos e platéias de jazz, o mais importante trompetista de jazz daquela região. Com uma clara influência de Clifford Brown e Lee Morgan, ele foi músico da Orquestra das Nações Unidas de Dizzy Gillespie, tocou e gravou com McCoy Tyner, Herbie Mann, Paquito D'Rivera e Horace Silver, entre um grande número de gigantes do jazz. Ele tem 25 álbuns a seu crédito, dos quais 16 foram gravados em seu nome. 
Na homenagem abaixo podemos apreciar sua técnica, inventividade e elegância ao improvisar. O solo de piano aqui é de Helio Alves também merece ser ouvido atentamente. O baixista é Leonardo Cioglia e o baterista Duduka Da Fonseca e o tema é Gemini Man (Antônio Carlos Jobim / Claudio Roditi) do Álbum Brazilliance X4 – Gravação 25/março/ 2007 at the Rising Jazz Stars studio in Beverly Hills, California.

Um comentário:

pedrocardoso@grupolet.com disse...

Estimado MÁRIO JORGE:

RODITI é, sem a menor sombra de quaisquer dúvidas, um dos melhores e mais perfeitos trompetistas em ação na cena do JAZZ e da MÚSICA. Um verdadeiro virtuose, com técnica (respiração, digitação, articulação), fluência de idéias e tudo o mais que o instrumento exige.
HÉLIO está muito bem nas "88" e DUDUKA o melhor de sempre.
Bela postagem, belo tema, PARABÉNS ! ! ! !