Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

31 janeiro 2018


       ANIVERSARIANTES  DO  MÊS    -  JAZZ  &  OUTROS (11)
Fevereiro 01 a 03
01            Don Everly, guitarra / canto, Reino Unido, 1937
          Victor Herbert, composição, Irlanda, 1859
           James P. Johnson, piano, New Jersey, 1894
           Tricky Sam Nanton, trombone, New York, 1904
           Joshua Redman, saxofone.tenor, California, 1969
           Joe Sample, piano, Texas, 1939
           Sadao Watanabe, saxofone.alto, Japão, 1933
02      Joe Mondragon, contrabaixo, California, 1920
          Stan Getz, saxofone.tenor, Pensilvania, 1927
          Kitty Kallen, canto, Pensilvania, 1922
          Louis Keppard, guitarra / tuba, Louisiana, 1888 
          Bob Laine, piano, Suécia, 1910
          Dave Newton, piano, Escócia, 1958
          Mimi Perrin, vocal / lider, França, 1926
          Sonny Stitt, saxofones alto e tenor, Massachusetts, 1923
03      Lil Armstrong, piano, Tennessee, 1898
          Chico Alvarez, trumpete, Canada, 1921
          Snooky Young, trumpete, Ohio, 1919
                              Retornaremos

DOIS CDs DA ORQUESTRA THAD JONES-MEL LEWIS



O rótulo Resonance tem para venda dois CDs gravados no Village Vanguard em Nova York pela famosa orquestra de Thad Jones & Mel Lewis (trompetista e baterista, respectivamente) em 1966 com música nunca publicada antes.
Esta é uma gravação histórica, pois são gravações das primeiras noites da orquestra no famoso clube de jazz, que continuaria realizando shows da banda lá todas às segundas-feiras durante 12 anos. O grupo começou a tocar nesse clube em 7 de fevereiro de 1966.
Essa tradição foi posteriormente tomada pela orquestra de Mel Lewis e, hoje (há muitos anos) pela Vanguard Jazz Orchestra.
A Orquestra Thad Jones-Mel Lewis foi imensamente influente em seus dias com seus arranjos, sons modernos e inovadores em meados dos anos 60, abrindo um novo capítulo no desenvolvimento da história das "grandes bandas". O grupo possui dezenas de álbuns a seu crédito
Esta nova publicação em CD duplo inclui cerca de 100 minutos de música e ainda com um livro de 92 páginas contendo fotografias, notas e comentários pouco conhecidos, entrevistas e memórias. Todos os membros da orquestra original que ainda estão vivos contribuíram com suas memórias.
Os temas que foram interpretados nessa ocasião e que aparecem nos dois CDs são os seguintes:
DISCO 1 – Gravado em 7/fev/1966
Back Bone (13:21)
All My Yesterdays (4:22)
Big Dipper (5:51)
Mornin' Reverend (4:49)
The Little Pixie (14:24)
Big Dipper (alt take) (5:44)

DISCO 2 - Gravado em 21/março/1966
Low Down (4:38)
Lover Man (5:24)
Ah, That's Freedom (10:08)
Don't Ever Leave Me (4:28)
Willow Weep For Me (6:15)
Mean What You Say (5:51)
Once Around (12:44)
Polka Dots & Moonbeams (4:02)
Mornin' Reverend (5:49)
All My Yesterdays (4:24)
Back Bone (12:58)


(traduzido e adaptado do blog Noticias de Jazz)

CRÉDITOS DO PODCAST # 398

29 janeiro 2018

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS / AUTORES
GRAVAÇÕES LOCAL e DATA
DUKE ELLINGTON
Duke Ellington And His Orchestra: Taft Jordan, Shelton Hemphill, Cat Anderson, Harold "Shorty" Baker (tp) Ray Nance (tp,vln,vcl), Lawrence Brown, Claude Jones, Wilbur DeParis (tb), Johnny Hodges, Russell Procope (sa) Al Sears, Jimmy Hamilton (st), Harry Carney (sbar), Duke Ellington (pi), Fred Guy (gt), Oscar Pettiford (bx) e Sonny Greer (bat)
DON’T GET AROUND MUCH ANYMORE
(Duke Ellington / Bob Russell)
Live at "Civic Opera House", Chicago, IL, 10/novembro/1946
SARAH McKENZIE
Sarah McKenzie (pi, vcl), Ian Bell (tb), Shane Gillard, Eamon McNelis (tp),  Lachlan Davidson, Julien Wilson (st), Hugh Stuckey (gt), Javier Fredes (perc, vib), Alex Boneham (bx) e Craig Simon (bat)
New York, 2012
GEORGE BARNES
George Barnes, Duncan James (gt) Dean Reilly (bx) e Benny Barth (bat)
Live at "Willows Theater", Concord, CA, 27/julho/1977
GEORGE CABLES 
George Cables (pi), Essiet Okon Essiet (bx)
AFTER THE MORNING
(John Hicks)
Brooklyn, NY, 10/fevereiro/2015
CHERYL BENTYNE
Cheryl Bentyne (vcl), Kenny Barron (pi) Corey Allen (p,org), John Patitucci (bx) e Lewis Nash (bat)
YOU'D BE SO NICE TO COME HOME TO
(Cole Porter)
Brooklyn, NY, 21/maio/2002
EVANS BRADSHAW
Evans Bradshaw (pi), Jamil Nasser (bx) e Philly Joe Jones (bat)
COOLIN’ THE BLUE
 (Hampton Hawes) 
New York, 9/junho/1958
CARMELL JONES 
Carmell Jones (tp), Harold Land (st), Frank Strazzeri (pi), Gary Peacock (bx) e Leon Petties péris (bat)
NIGHT TIDE
 (Jimmy Bond) 
Los Angeles, junho/1961
ERROLL GARNER
Erroll Garner (pi), John Simmons (bx) e Shadow Wilson (bat)
HONEYSUCKLE ROSE
(Fats Waller)
Broadcast, "Bands for Bonds, Birdland" New York, 11/janeiro/1951
IDRESS SULIEMAN
Idrees Sulieman (tp), Cedar Walton (pi), Sam Jones (bx) e Billy Higgins (bat)
SATURDAY AFTERNOON AT FOUR
(Idrees Sulieman)
Weesp,  Holanda, 17/fevereiro/1976
DAVE O'HIGGINS
Dave O'Higgins (st, ldr), Eric Alexander (st) como convidado, James Pearson (pi), Arnie Somogyi
INNER GLIMPSE
 (McCoy Tyner)
Londres, 2008
KLAUS DOLDINGER
Klaus Doldinger  (st), Ingfried Hoffman (org), Helmut Kandlberger (bx) e Klaus Weiss (bat)
BLUESY TOOSY
(Klaus Doldinger)
Hamburg, Alemanha, 28/janeiro/ 1963
HAMPTON HAWES
Hampton Hawes (pi,ldr), Eberhard Weber (bx) e Klaus Weiss (bat).
AUTUMN LEAVES
(Joseph Kosma / Johnny Mercer / Jacques Prévert)
Villingen, Black Forest, Alemanha, 8/novembro/1967

27 janeiro 2018


       ANIVERSARIANTES  DO  MÊS    -  JAZZ  &  OUTROS (102)

Janeiro 28 a 31
28      Kerry McCoy, piano, Oregon, 1958
          Zilner Randolph, trumpete, Arkansas, 1899
          Ronnie Scott, saxofone.tenor / lider, Inglaterra, 1927
29      Frank Assunto, trumpete, Louisiana, 1932
          Derek Bailey, bateria, Inglaterra, 1932
          Sacha Distel, guitarra, França, 1933
          Arnold Ross, piano, Massachusetts, 1915
          Ed Shaughnessy, bateria, New Jersey, 1929
          Earl Watkins, bateria, California, 1920
30        Ahmed Abdul Malik, contrabaixo, New York, 1927
          Roy Eldridge, trumpete, Pensilvania, 1911
          Tubby Hayes, saxofone.tenor / flauta, Inglaterra, 1935
          Bernie Leighton, piano, Connecticut. 1921
31      Bobby Hackett, trumpete, Richmond, 1915
          Isham Jones, lider, Ohio, 1894
          Mario Lanza, canto, Pensilvania, 1921
                      Retornaremos


P O D C A S T # 3 9 8

26 janeiro 2018

CHERYL BENTYNE 
SARAH McKENZIE




DAVE O'HIGGINS


PARA DOWNLOAD DO ARQUIVO USAR O LINK ABAIXO E CLICAR NA JANELA BAIXAR:

25 janeiro 2018


       ANIVERSARIANTES  DO  MÊS    -  JAZZ  &  OUTROS (101)

Janeiro 25 a 27
25            Wellman Braud, contrabaixo, Los Angeles, 1891
          Antonio Carlos Jobim, composição / violão, Brasil, 1927
          Leny Andrade, canto, Brasil, 1943
          Benny Golson, saxofone.tenor / composição, Pensilvania, 1929
          Etta James, canto, California, 1938
          Floyd Smith, guitarra, Montana, 1917
26      Walter Cavanaugh, piano / canto, Kansas, 1922
          Stephane Grappelli,  violino, França, 1908
          Dick Nash, trombone, Massachusetts, 1928
          Jimmy Van Heusen, composição, New York, 1913
27      Wolfgang Amadeus Mozart, composição, Austria, 1756
          Will Marian Cook, composição, Washington (DC), 1869
          Buddy DeSylva, composição, New York, 1895
          Allen Eager, saxofone.tenor, New York, 1927
          Bobby Hutcherson, vibrafone, California, 1941
          Jerome Kern, composição, New York, 1885
          Dick Meldonian, saxofones alto e tenor, Richmond, 1930
          Bob Mintzer, saxofones / lider, New York, 1953
          Oran “Hot Lips” Page,  trumpete, Texas, 1908
          Harry Ruby, composição / piano, New York, 1895
          Jimmie Smith, bateria, New Jersey, 1938
          Retornaremos

O CJUB NAS MÍDIAS SOCIAIS

22 janeiro 2018


Pessoal, foi tudo muito rápido.

Começou com a criação, pelo Bené-X, e para troca de infos momentâneas e bate-papos relâmpago, do grupo de WhatsApp do CJUB, e agora, com menos de três (ou já seriam 4?) meses de vida, surgiu ali e neste sábado a pergunta: por quê não se cria uma página do blog/grupo no Facebook, um meio mais rápido e moderno de divulgar a arte maior?

Dito isso, e como o instrumento FB é intuitivo e de muito rápida materialização na rede, o David Benechis não hesitou em apertar os botões e zás, em segundos, lá estava o esboço inicial do que será a página do grupo nas "mídias sociais". Coisa pra lá de muderna
No momento estamos colaborativamente dando a formatação básica da aparência e as funcionalidades que terá, entre outros detalhes. 

Este comunicado é, portanto, para dar conhecimento aos Mestres, Membros, Pesquisadores e Leitores em geral da existência da página, que está localizada em 


O grupo é público e qualquer pessoa pode tornar-se um seguidor.

Assim, esperamos a confirmação dos Membros deste blog também na página do FB, para que possamos difundir ali, e a um público bem maior e igualmente necessitado de informação de qualidade sobre o jazz e a bossa nova, como a que aqui produzimos e disponibilizamos.

Avante, CJUB!

CRÉDITOS DO PODCAST # 397

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS / AUTORES
GRAVAÇÕES LOCAL e DATA
JOHNNY O’NEAL
Johnny O'Neal (pi), Russell Malone (gt), Tarus Mateen (bx) e Wali Muhammad (bat)
HAPPY DAYS ARE HERE
AGAIN
 (Milton Ager / Jack Yellen)
Montreal, Canada, 10/outubro/1995
PEARL BAILEY
Pearl Bailey (vcl) acc por Chris Griffin (tp), Johnny Mince (cl), Toots Mondello (sa) James Sherman (pi), Tony Mottola (gt), Bob Haggart (bx), Johnny Blowers (bat), The Charioteers (coro) e Mitchell Ayres (condutor)
DON'T EVER LEAVE ME
(Oscar Hammerstein II / Jerome Kern)
New York, 17/dezembro/1947
SERGIO MENDES
Sergio Mendes (pi), Edson Maciel, Raulzinho (tb), Hector Costita (st), Sebastiao Neto (bx), Edison Machado (bat) e Antonio Carlos Jobim (arranjo)
ELA É CARIOCA
(Vinícius de Moraes / Antônio Carlos Jobim)
Brasil, 1963
ADRIAN ROLLINI
Adrian And His Tap Room Gang:
Wingy Manone (tpl). Joe Marsala (cl,sa), Adrian Rollini (bass_sax), Putney Dandridge (pi), Carmen Mastren (gt), Sid Weiss (bx) e Sam Weiss (bat)
BOUNCIN' IN RHYTHM
(Wingy Manone)
New York, 14/junho/1935
TINY GRIMES
Red Prysock (st), Jimmy Saunders (pi), Tiny Grimes (gt, ldr), Ike Isaacs (bx) e Jerry Potter (bat)
ANNIE LAURIE (tradicional)
New York, 1/Agosto/1948
WOODY HERMAN
Woody Herman And The Third Herd: John Howell, Dick Collins, Bill Castagnino, Al Porcino (tp), Ruben McFall (b-tp), Cy Touff, Dick Kenney, Keith Moon (tb), Woody Herman (cl), Jerry Coker, Bill Perkins, Dick Hafer (st), Jack Nimitz (sbar), Nat Pierce (pi), Red Kelly (bx) e Chuck Flores (bat) – arranjo por Jack Nimitz
NOT REALLY THE BLUES
(Johnny Mandel)  
Live at broadcast "Concert House", Stockholm, Suécia, 4/abril/1954
BIG JOE TURNER
e
T-BONE WALKER
Big Joe Turner (vocals), T-Bone Walker (gt), Otis Spann (pi), George 'Harmonica' Smith (hca), Ernie Watts (st), Ron Brown (bx), Arthur Right (gt) e Paul Humphrey (bat).
JOT’S BLUES
(T-Bone Walker) 
USA, 17/outubro/1969
AVERY SHARPE
Onaje Allan Gumbs (pi), Avery Sharpe (bx) e Winard Harper (bat )
BLUES ON THE CORNER
(McCoy Tyner)
Brighton, MA, 15/outubro/2008
CLAUDE BOLLING
Maurice Thomas, Fred Gerard, Roger Guerin, Fernand Verstraete, Henri Van Haeke (tp), Andre Paquinet, Benny Vasseur, Gaby Vilain (tb), Gerard Badini (cl), Jo Hrasko, Rene "Mickey" Nicolas (sa), Pierre Gossez, Marcel Hrasko (st), Armand Migiani (sbar), Claude Bolling (pi), Pierre Michelot (bx) e Arthur Motta (bat)
GENEVIÈVE (Claude Bolling)
Paris, novembro/1957
RICHARD TWARDZIK
Dick Twardzik (pi), Carson Smith (bx) e Peter Littman (bat)
I'LL REMEMBER APRIL
(Gene DePaul / Patricia Johnston / Don Raye)
Hackensack, N.J., 27/outubro/1954
WYNTON KELLY
John Coltrane (st), Wynton Kelly (pi), Paul Chambers (bx) e Jimmy Cobb (bat)
WALKIN' (Richard Carpenter)
Concert at "Rheinhalle"  em Dusseldorf, Alemanha, 1/abril/1960
BOB BROOKMEYER
Bob Brookmeyer (v-tb), Frank Rehak (tb) Leo Wright (sa,fl), Phil Woods, Jerome Richardson (sa), Zoot Sims, Al Cohn (st), Romeo Penque (cl), Danny Bank (sb,ar) Lalo Schifrin (pi, arranjo, condução), Jimmy Raney (gt), Ben Tucker (bx), Carmelita Koehler (cello). Dave Bailey (bat) e Jose Paulo (perc)
SAMBA PARA DOS
 (Lalo Schifrin) 
New York, 7/fevereiro/1963

20 janeiro 2018


55ª Parte - V
(47)(e)  DUKE ELLINGTON
FILMOGRAFIA

Trilhas sonoras, presença individual ou à frente de sua banda, shows, “takes” com temas diversos, curtas e longas metragens, documentários sobre sua trajetória, história da banda, 16 milímetros, VHS, DVD, enfim, todo tipo de aparições, de intervenções e de suportes de mídias nos U.S.A. e no exterior, contam-se às centenas quando o nome é o de DUKE ELLINGTON. Por essa razão e tal como indicado para a “Discografia” anterior e a “Bibliografia” posterior à presente “Filmografia” sobre o Maestro, as cerca de 05 dúzias de indicações seguintes constituem apenas uma “mínima amostra” do trabalho e da importância de ELLINGTON, nos U.S.A. e em todo o mundo.
Quando a indicação é seguida do símbolo (VHS) isso significa que o autor das presentes notas possui o documento nesse formato, desconhecendo se foi editado em outro tipo de suporte.

1929 - BLACK AND TANCurta metragem norte-americano, 19 minutos, dirigido por Dudley Murphy, com a primeira aparição na tela de Duke Ellington e sua banda
1930 - CHECK AND DOUBLE CHECKLonga metragem norte-americano, 75 minutos, dirigido por Melville Brown, comédia em que a banda de Ellington marca presença nos números “Three Little Words” e “Old Man Blues”, além do tema “Ring Dem Bells” na trilha sonora.
1932 - DANCERS IN THE DARK
Longa metragem norte-americano, 76 minutos, dirigido por David Burton, com a participação de Duke Ellington e da cantora Adelaide Hall
1934 - SYMPHONY IN BLACK
Curta metragem norte-americano, 09 minutos, dirigido por Fred Walter, com a presença de Duke Ellington, sua orquestra e Billie Holiday
1934 - BELLE OF THE NINETIES
Longa metragem norte-americano, 70 minutos, direção de Leo McCarey, estrelado por Mae West, com trilha sonora que inclui a banda de Duke Ellington
1934 - MURDER AT THE VANITIES
Longa metragem norte-americano, 87 minutos, dirigido por Mitchell Leisen, formato de comédia musical com a presença de Duke Ellington e orquestra na “Ebony Rhapsody”
1937 - A DAY AT THE RACES (VHS)Longa metragem norte-americano, 109 minutos e direção de Sam Wood, hilariante comédia com os fabulosos Irmãos Marx, trilha sonora com a participação de Duke Ellington.
1941 - BIRTH OF THE BLUES (VHS)
Longa metragem norte-americano, 86 minutos, dirigido por Victor Schertzinger, estrelado por Bing Crosby (como um clarinetista e devidamente dublado por Danny Pólo), com participações de diversos músicos de JAZZ, entre os quais Duke Ellington
1942 - CABIN IN THE SKY (VHS)
Longa metragem norte-americano, 100 minutos, direção de Vincente Minnelli, estrelado pela bela Lena Horne e com a participação de inúmeros músicos de JAZZ, entre os quais a grande Ethel Waters e Duke Ellington e sua orquestra
1943 - AIR FORCE
Longa metragem norte-americano, 124 minutos, dirigido por Howard Hawks, focado na IIª Guerra Mundial e tendo na trilha sonora o clássico de Ellington “It Don’t Mean A Thing If Ain’t Got That Swing”
1943 - DUKE ELLINGTON AND HIS ORCHESTRA
Mini-documentário norte-americano, 09 minutos e direção de Jay Bonafield, com Duke Ellington e sua orquestra nos números “It Don’t Mean A Thing If Ain’t Got That Swing”, “Mood Índigo”, “Sophisticated Lady” e Don’t Get Around Much Anymore”
1950 - SALUTE TO DUKE ELLINGTON
Curta metragem musical norte americano, 15 minutos, dirigido por Will Cowan, focado em apresentações de Duke Ellington e sua orquestra
1958 - JAZZBALL   (VHS
Documentário da “Republic Pictures” reunindo “takes” com diversos intérpretes, 60 minutos, presença de Duke Ellington e sua orquestra
1959  -  ANATOMY OF A MURDER 
Longa metragem norte-americano, 160 minutos, direção do vienense Otto Preminger, tendo no elenco a magnífica Lee Remick, mais James Stewart, Ben Gazzara e George Scott, com trilha sonora de Duke Ellington
1961 - ALL NIGHT LONG
Longa metragem inglês, 95 minutos, dirigido por Michael Relph e Basil Dearden, focalizando uma reunião festiva noturna com a participação de inúmeros músicos de JAZZ (Dave Brubeck, o genial saxofonista inglês Tubby Hayes, Charles Mingus e outros), tendo na trilha sonora o clássico “Mood Indigo” de Duke Ellington
1961 - PARIS BLUES
Longa metragem norte-americano (na verdade a filmagem de uma peça de teatro), 98 minutos e dirigido por Martin Ritt, estrelado por Joanne Woodward, além de Paul Newman e Sidney Poitier como 02 músicos americanos radicados em Paris, sendo a trilha sonora dada como de Duke Ellington com supervisão de Billy Byers mas, na realidade, a maior parte da trilha é da autoria do “alter-ego” de Ellington, Billy Strayhorn, inclusive o número de abertura do filme, “Take The “A” Train”, que era o prefixo da banda; no filme e durante apresentação musical em Paris, une-se aos 02 músicos exilados ninguém menos que Louis Armstrong
1962 - DUKE ELLINGTON AND HIS ORCHESTRA
Documentário norte-americano, 25 minutos, dirigido por Mike Bryan, gravado em 09 de janeiro de 1962 como produção de televisão para programa patrocinado pela “Goodyear Tyre Company”, com Duke Ellington e sua orquestra nos temas “Take The “A” Train”, “Satin Doll”, “Blow By Blow”, “Things Ain’t What They Used To Be”, “VIP Boogie”, “Jam With Sam” e “Kinda Dukish”.
1962 - NEWPORT JAZZ FESTIVAL 1962
Documentário norte-americano dirigido por Buddy Bregman, 50 minutos, com a presença de dezenas de músicos de JAZZ, entre os quais Duke Ellington e sua orquestra
1964 - DUKE ELLINGTON SWINGS THROUGH JAPAN
Documentário da “CBS”, 26 minutos, dirigido por Peter Poor, focando Duke Ellington e sua orquestra em temporada no Japão, tocando os temas “Take The “A” Train”, “Black And Tan Fantasy”, “Creole Love Call”, “I Got It Bad And That Ain’t Good”, “Satin Doll”, “Solitude”, “Mood Indigo”, “Sophisticated Lady” e “Things Ain’t What They Used To Be”. Entre os melhores solos destaques para os de Paul Gonsalves e do mais que lírico Johnny Hodges.
1965 - DUKE ELLINGTON AND HIS ORCHESTRA
Documentário norte-americano produzido para a televisão americana pela “20th Century Fox”, 26 minutos, com Duke Ellington e orquestra nos temas “Take The “A” Train”, “Satin Doll”, “Afro Bossa”, “Cottontail”, “Never On Sunday”, “Fly me To The Moon”, “Skiddabop” e “Prowlin` Cat”.
1966 - DUKE ELLINGTON AT THE COTE D`AZUR  WITH  ELLA FITZGERALD
Documentário norte-americano produzido por Norman Granz para a televisão, relançado em DVD, 60 minutos, gravado no “Juan-les-Pins Festival”, incluindo visita de Ellington à residência de Joan Miró em “St. Paul de Vence”, guiado pelo próprio Miró. No festival Ella canta acompanhada pela banda de Ellington.
1966 - DUKE ELLINGTON - LOVE YOU MADLY
Documentário norte-americano sobre Duke Ellington dirigido por Richard Moore, 59 minutos, filmado pelo crítico Ralph J. Gleason durante 01 mês e contendo apresentações de Ellington e orquestra no “North Beach’s Basin Street West”, na “Grace Cathedral” e no “Monterey Jazz Festival”
1966 - ASSAULT ON A QUEEN
Longa metragem de ficção norte-americano, 106 minutos e direção de Jack Donohue, versando sobre assalto ao “Queen Mary”, com trilha sonora composta por Duke Ellington e executada por sua orquestra
1969 - DUKE ELLINGTON AT THE WHITE HOUSE
Mini-documentário norte-americano produzido por Sidney J. Silver, 18 minutos, mostrando-nos a recepção de Ellington na “Casa Branca” por ocasião de seu 70º aniversário e pelo então e de triste memória Presidente Richard Nixon, com a presença de muitos músicos de JAZZ.   Essa recepção foi devidamente comentada por Willis Conover (leia-se “Voice Of América”) em entrevista concedida para a Série “National Artes” no “National Theatre”, apresentação de Mike Baker, provavelmente meados 1995.   Também sobre essa recepção, Leonard Garment em sua auto-biografia (“Crazy Rhythm – From Brooklyn And Jazz To Nixon’s White House, Watergate, And Beyond”, Da Capo Press, 1997, 435 páginas), comenta como ocorreu essa homenagem no dia 29 de abril de 1969, desde a idéia por Willis Conover até sua concretização, em meio à fragrância de magnólias e a presença de inúmeros músicos de JAZZ (Jim Hall, Paul Desmond, Billy Taylor, Joe Williams, Stan Getz, Hank Jones, Earl Hines, Gerry Mulligan, Clark Terry e J.J.Johnson, entre outros), devidamente recepcionados pelo Presidente e a Primeira Dama
1969 - CHANGE OF MIND
Interessante longa metragem norte-americano, 98 minutos, dirigido por Robert Stevens, história baseada no transplante do cérebro de um homem branco para o corpo de um homem negro. A trilha sonora foi composta por Duke Ellington e executada por ele com sua orquestra
1969 - ADALEN ‘31
Longa metragem sueco, 31 minutos, direção de Bo Widerberg, com trilha sonora composta por uma seleção de trechos de Chopin e de Duke Ellington (“Black And Tan Fantasy”)
1969 / 1970 - L’ADVENTURE DU JAZZ
Documentário francês, dirigido por Louis e sua filha Claudine Pannasié (filho e neta do crítico francês de JAZZ Hugues Pannasié), filmado pelo casal durante 02 anos de permanência em New York, com “takes” de dezenas de músicos de JAZZ, entre os quais Duke Ellington ao lado do trombonista, arranjador e compositor portorriquenho Juan Tizol no seu clássico “Caravan”
1971 - PLAY MISTY FOR ME
Longa metragem norte-americano, 96 minutos, dirigido e estrelado por Clint Eastwood, com trilha sonora repleta de clássicos de JAZZ, entre os quais (além, claro, do clássico "Misty" de Errol Garner) “Squeeze Me” de Duke Ellington
1971 - HARLEM IN THE TWENTIES
Mini-documentário norte-americano produzido pela “Encyclopaedia Britannica Educational Corporation”, 10 minutos, abordando o “Harlem” dos anos 1920, com participação de Duke Ellington e outros artistas negros
1972 - MALCOLM  X
Longa metragem norte-americano, 91 minutos, dirigido por Marvin Worth e Arnold Perl, cine-biografia de Malcolm Little com trilha sonora repleta de números de JAZZ, incluindo a orquestra de Duke Ellington no tema “The Mooch”
1972 - ALL STARS SWING FESTIVAL
DVD da “Winter Rosen Production” (relançado mais tarde no Brasil pela “Media Group” com o título de “Um Tributo a Louis Armstrong”). Em 52 minutos e no “New York Philharmonic Hall” em 23 de outubro de 1972, tendo como “Mestre de Cerimônias” o trumpetista Doc Severinsen, temos um desfile de estrelas do JAZZ: Benny Goodman com seu quinteto (ele mais Teddy Wilson, Lionel Hampton, Gene Krupa e George Duvivier, todos abraçados após executarem 02 números), Duke Ellington e sua orquestra, Count Basie, Joe Williams, Barney Bigard, Barrett Deemns, Tyree Glenn, Max Kaminski, Ella Fitzgerald, Dave Brubeck, Bobby Hacket, Dizzy Gillespie, Earl Hines e outros mais. O espetáculo foi realizado com a consultoria do escritor George T. Simon (autor do livro “The Big Bands”, 1967, “Schirmer Books”, 500 páginas, prefácio por Frank Sinatra), tendo sido gravado e retransmitido pela rede de televisão NBC em 29 de novembro de 1972.
1972 - MEXICAN SUITE
Documentário norte-americano sobre a temporada de verão da orquestra de Duke Ellington, 52 minutos, direção de Gary Keys, com foco no “Festival de Jazz do México” de 1968
1973 - MONTEREY JAZZDocumentário norte-americano, 81 minutos, direção de Norman Abbott, com os melhores momentos do 13º “Monterey Jazz Festival” de 1970, incluindo cenas de Ellington na praia e a banda em ação (“Afro-eurasian Eclipse”)
1973 - BIENVENUE À ....DUKE ELLINGTON
Documentário francês, 75 minutos, direção de Guy Job, focalizando a então mais recente temporada da banda de Ellington na Europa e utilizando como trilha sonora trechos de seu balé “The River”
1974 - AILEY CELEBRATES ELLINGTON
Documentário norte-americano produzido para a televisão CBS, 52 minutos, apresentando o trabalho do coreógrafo Alvin Ailey inspirado na música de Duke Ellington
1974 - THE CONVERSATION
Longa metragem norte-americano, 113 minutos, dirigido por Francis Ford Coppola e estrelado por Gene Hackman, trilha sonora recheada de temas com músicos de JAZZ, ai incluída a participação de Duke Ellington no tema “Sophisticated Lady”. Caso fosse lançado atualmente (2011/2012) nos cinemas, com certeza todos associaríamos a película à “febre” de “grampos” que assola nosso Brasil
1974 - ON THE ROAD WITH DUKE ELLINGTON
Documentário norte-americano, 58 minutos e produzido pela “Drew Associates” originalmente em 1968 e ampliado posteriormente ao falecimento de Duke Ellington, que enquanto vivo e em entrevistas e depoimentos sobre as composições, as gravações, as temporadas “na estrada”, as honrarias recebidas, a família e muito mais, traçam seu perfil com precisão; ao piano Ellington executa diversos de seus temas “símbolos”, tais como “Satin Doll”, “Sophisticated Lady”, “Mood Índigo”, “Take The “A” Train”, “Solitude”, “Salute To Morgan State”, “Traffic Jam”, “Soda Fountain Rag”, “I Let A Song Go Out Of My Heart” e parte de seu trabalho com música sacra. Diversos músicos de JAZZ prestam seus depoimentos sobre o maestro, ai incluídos Louis Armstrong, Billy Strayhorn, Johnny Hodges, Russell Procope e outros
1974 - JAZZ IN PIAZZAProdução italiana, 80 minutos, direção de Pino Adriano, reunindo a presença de dezenas de músicos de JAZZ no “Umbria Jazz Festival” daquele ano, inclusive com parte das apresentações homenageando Duke Ellington que havia falecido no dia 24 de maio daquele ano, com 02 números da autoria do Maestro: “Sophisticated Lady” e “In A Sentimental Mood”
1975 - VIOLETS ARE BLUE
Longa metragem dinamarquês, 120 minutos, dirigido por Peter Refn, com trilha sonora contendo Duke Ellington em pequena formação, com Johnny Hodges e Ben Webster no clássico de Gershwin  “How Long Has This Been Going On ?”
1975 - BROTHER, CAN YOU SPARE A DIME ? (VHS)
Longo documentário inglês com 01 hora e 50 minutos, dirigido por Philippe Mora e com foco na época da depressão americana (1929 em diante), com a banda de Duke Ellington no tema “Downtown Uproar’”
1976 - SWING - THE BEST OF BIG BANDS, Volume I (VHS)Pela “MCA Home Vídeos” e com 65 minutos, uma reunião de apresentações de diversas bandas, entre as quais a de Duke Ellngton em 02 números: “In A Turquoise Cloud” com a vocalista Kay Davis e “Frankie And Johnny”
1977 - NEW YORK, NEW YORK
Longa metragem norte-americano, 153 minutos, direção de Martin Scorsese, ganhador de “Oscar”, estrelado por Robert DeNiro e Liza Minnelli, tendo como trilha sonora diversos números importantes, entre os quais “Do Nothing Till You Hear From Me” e “Don’t Get Around Much Anymore” de Ellington
1979 - SÉRIE NOIRE
Longa metragem francês, 110 minutos, dirigido por Alain Corneau, tendo como número dançante de abertura o tema “Moonlight Fiesta” com Duke Ellington e Juan Tizol
1980 - ROUGH CUT
Longa metragem norte-americano, 111 minutos, dirigido por Donald Siegel, com trilha sonora adaptada por Nelson Riddle com temas de Duke Ellington, incluindo “Sophisticated Lady”, “In A Sentimental Mood”, “Mood Indigo”, “Caravan”, “Prelude To A Kiss”, “Satin Doll”, “C Jam Blues” e outros
1980 - MEMORIES OF DUKE (VHS)
Excelente documentário homenageando a figura de Ellington, 85 minutos, direção de Gary Keys, reunindo a presença de Ellington no festival do México e entrevistas com músicos da orquestra;    entre os números de destaque “Sophisticated Lady”, com longo exercício de respiração circular do sax.barítonista Harry Carney
1984 - MEET THE BANDLEADERS
Pela “Kartes Vídeo Communications” e dentro da série “Swingtime Vídeo”, 150 minutos, com longo desfile de “big.bands”, sendo que a de Duke Ellington executa “Take The “A” Train”, “Rockin’In”, “Rockin’In Rhythm”, “Sattin Doll”, “Prowling Cat”, “Do Nothing Til You Hear From Me”, “Cottontail”, “Banquet Theme”, “Skillipop”, “Tutti For Cootie” e um extenso “medley” com os temas “Caravan”, “I Got It Bad”, “Don’t Get Around Much Anynore”, “Mood Índigo”, “I’Beginning To See The Light” e “Sophisticated Lady”
1986 - PIANO LEGENDS (VHS)
Da série “Naipes do Jazz, 1986, 56 minutos, produção de David Chertok e Burril Crohs, apresentação de Chick Corea, um largo desfile de pianistas e suas principais características, com Duke Ellington e sua orquestra apresentando o prefixo “Take The “A” Train” da autoria de Billy Strayhorn, aberto em tempo de valsa e antes do ataque dos metais e palhetas
1987 - THE ROYAL ELLINGTON CONCERT (VHS)Concerto promovido por Stephen James e Charles Thompson, com direção deste último, realizado no “Festival Hall” de Londres e com a presença da Rainha da Inglaterra, 51 minutos, participação do saxofonista Bob Wilber comandando a “Bob Wilber Big Band” executando todo um repertório de Duke Ellington em homenagem póstuma a este
1987 - 100 ANOS DE JAZZ (VHS)
Excelente documentário com um total de 05 horas, produção de Claude Fléouter para a televisão francesa, dividido em 04 partes;
   (1ª) Raízes: New Orleans
   (2ª) Harlem: Big Bands
   (3ª) A Revolução do Bebop
   (4ª) Eletrônicos e Outros
São “takes” cinematográficos e de documentários, depoimentos de músicos e números musicais, com a presença de Duke Ellington ao lado de “Bubber” Miley no Harlem e em apresentação no “Cotton Club”
1990 / 1991 - THE ASPHALT JUNGLE
Série norte-americana da MGM para a televisão exibida em 13 capítulos de 52 minutos cada um, abordando o trabalho do Departamento de Polícia, tendo como protagonista Jack Warden e com “The Lady And The Lawyer” de Duke Ellington como tema do primeiro episódio e trilha sonora dos demais 12 episódios
1994 - BARBARA HENDRICKS - A TRIBUTE TO DUKE ELLINGTON
DVD gravado em 17 e 18 de julho de 1994 (“Montreux Jazz Festival” e “Montreux J dukazz Café”), com Bárbara acompanhada por um “senhor” trio: o jamaicano Monty Alexander ao piano, Ira Coleman no baixo e Ed Thigpen na bateria. Um tributo da maior qualidade em 15 temas com a marca de Ellington, pela etiqueta EMI Classics
1999 - SWINGIN’ WITH DUKE (VHS)
Soberbo documentário/espetáculo com 85 minutos em cores (inserções de “takes” antigos em P&B), produzido e dirigido por Oren Jacoby e devidamente chancelado pela “Educational Broadcasting Corporation” e pela “Storyville Films”, ao final homenageando postumamente a Stanley Dance (15 de setembro de 1910 a 23 de fevereiro de 1999, escritor inglês que inicialmente foi articulista para a revista francesa “Jazz Hot”, radicado nos U.S.A. desde 1937, escreveu para diversas revistas especializadas como “Down Beat”, “Metronome”, “Saturday Review”, “Jazz Times”, “Jazz Journal” etc, autor da série de livros “The World Of...” com edições dedicadas a Duke Ellington, Count Basie, Earl Hines e outros, assim como ganhador de diversos prêmios ligados ao JAZZ), que estava participando com sua esposa na produção deste documentário e faleceu antes do término da mesmo. A apresentação do espetáculo é de Wynton Marsalis, que também atua ao trumpete, liderando a “Lincoln Center Jazz Orchestra” e prestando diversos depoimentos sobre Ellington e sua música; participações musicais e em depoimentos de Illinois Jacquet, Dianne Reeves, Frankie Manning, Ed Bradley e Albert Murray. O documentário é entremeado com diversos “takes” de época, seja com Ellington, seja com seus solistas, já seja com filmes de dança na “era do swing”. A orquestra e a cantora Dianne Reeves interpretam diversos números do repertório de Ellington.
2000 - AT JAZZ BAND BALLDVD da “Sanachie Entertainment” com desfile de 16 grupos musicais, entre os quais o de Ellington no clássico “Old Man Blues”, gravado em 1930; foi relançado no Brasil pela “”Continental Home Vídeo” com o título de ”O Nascimento do Jazz – 1925/1933”
2002 - SOPHISTICATED LADY
DVD da “The Fremantle Corporation” com show musical em tributo a Ellington, conduzido por seu filho Mercer Ellington e realizado com grande beleza coreográfica e técnica, tendo todos os números musicais executados sobre temas do catálogo ellingtoniano
2003 - THE BIG BANDS, Vol. 1 – DULE ELLINGTON/LIONEL HAMPTON
DVD do selo “Storyville” em que Ellington e sua banda executam, em gravação de 1952, 07 temas de seu repertório clássico (“Sophisticated Lady”, “Caravan”, “The Mooche”, “VIP’s Boogie”, “Solitude”, “Mood Índigo” e “The Hawk Talks”)
2005 - DUKE ELLINGTON - LOVE YOU MADLY + A CONCERT OF SACRED MUSIC AT GRACE CATHEDRALDVD da “ST2 – Eagle Vision” com 02 programas sendo o primeiro um histórico sobre Ellington e o segundo a gravação de 16 de setembro de 1965 do primeiro dos 03 concertos sacros de Ellington, em que ele aborda “spiritual”, “gospel”, “blues” e todo um retrato musical que contribuiu para a formação do JAZZ
2006 - THE GOLDEN AGE OF JAZZ - JAZZ LEGENDS
DVD da etiqueta “Quantum LEAP” reunindo 22 grupos em “takes”, sendo que Duke Ellington marca presença no clássico “Stormy Weather”
2006 - THE DEFINITIVE DUKE ELLINGTON
Estojo com DVD + CD, tendo o DVD 12 faixas gravadas em diversas ocasiões, parte delas apresentadas pelo próprio Ellington, sendo algumas em cores e outras em P&B, lançado pela etiqueta “The Store For Music”
2007 - DUKE ELLINGTON AT THE CÔTE D’AZUR WITH ELLA FITZGERALD AND JOAN MIRÓ e DUKE: THE LAST JAM SESSIONVide 1966.   DVD duplo da “VERVE” com a apresentação da banda no “Jazz Festival In Antibes-Juan Les Pins”, mais uma visita de Ellington à residência de Joan Miro e por ele acompanhado, além de uma “JAM” com Ellington capitaneando Joe Pass, Ray Brown e Louie Bellson.

Cremos que a  filmografia antes relacionada proporcionará a nossos prezados "cjubianos" momentos de prazer musical e histórico, sempre lembrando que é uma parte do que foi produzido sobre o Maestro.
 
Prosseguiremos com a parte final de ELLINGTON