Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

P O D C A S T # 2 9 5

05 fevereiro 2016







PARA DOWNLOAD DO ARQUIVO DE ÁUDIO CLICAR NO LINK ABAIXO:

http://www113.zippyshare.com/v/QLrFb8jb/file.html


3 comentários:

pedrocardoso@grupolet.com disse...

Estimado MÁRIO JORGE:

Armstrong soberbo, solista como nenhum e mesmo em festival, normalmente voltado para a diversão, ele nos assombra com a sintaxe, a divisão no fraseado, a alegria de saber fazer.
Belo post, "Carnaval" na alma.
Grato pela MÚSICA.

apostolojazz@uol.com.br

Nelson disse...

Obrigado Mário
Por "esse bálsamo jazzístico" no "mar de Momo". Nos idos dos anos 50, "os Saúvas" de Niterói faziam, durante o carnaval, "um retiro de jazz", do qual participávamos, geralmente na residência do velho "Mr.Jones". Entre os participantes, costumavam - entre outros - serem assíduos os saudosos Tião Neto e Mestre Lula.

Se o jazz tivesse "um rei" mesmo, não seria - de certo - Paul Whiteman, ou mesmo Jelly Roll Morton. Seria "Satchmo", que foi contemplado somente com o título de "Embaixador do Jazz".
O jazz deve tudo que tem, a Armstrong e Parker.
A vc. e aos que nos lêm, bom descanso durante o carnaval.
Abçs.

"Nels"

Edison Junior disse...

Espetacular Jazz in Concert com o Armstrong! Abraços!