Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

P O D C A S T # 8 3

30 dezembro 2011




3 comentários:

APÓSTOLO disse...

Estimado MÁRIO JORGE:

Se há uma verdade no "gipsy jazz" é que DJANGO permanece completamente vivo após 58 anos do seu anunciado falecimento em Samois-Sur-Seine.
Essa herança passada geração-pós-geração implica que as "crianças" começam com 04 ou 05 anos a ganhar força nos dedos acompanhando os mais velhos ("faire-la-pompe"), até que com força para tanger as cordas de aço iniciam seus solos.
Sempre pura beleza......
Grato pela música !

APÓSTOLO disse...

Estimado MÁRIO JORGE:

Afinando os ponteiros, tenho em minhas notas que essa apresentação de BILLIE ocorreu no "Carnegie Hall" (tenho cópia do cartel).
Foi produção de Don Friedman, em uma noite com 03 sets, iniciados às 20.30 horas, sendo o primeiro com o quinteto de Chico Hamilton (Paul Horn, Fred Katz, John Pisano, Carson Smith e Chico), o segundo com o grupo que você transmitiu e o terceiro (iniciado à 1/2 noite) com Billie, Buck Clayton, Al Cohn, Tony Scott, Carl Drinkard, Kenny Burrell, Carson Smith e Chico.
O "mestre de cerimônios" foi Gilbert Millstein.
Ingressos de US$ 2.25 até US$ 4.00.

Anônimo disse...

Programa excelente, parabens e um ano novo cheio de vida para muitos programas, Major.
Carlos Lima