Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

MORRE SAXOFONISTA SAM RIVERS

28 dezembro 2011



Mestre Raffa me informa e eu divulgo para o CJUB. Quem faleceu em 26 de dezembro aos 88 anos em Orlando, Flórida foi o saxofonista Sam Rivers, vitimado por uma pneumonia. Rivers esteve no Brasil em maio de 1987, integrando o grupo de Dizzy Gillespie que se apresentou no Canecão. Aliás, ele e James Moody salvaram o show daquela noite pois Dizzy falou mais do que tocou e ainda colocou no palco um “bicão” brasileiro devidamente vaiado pela platéia. Rivers e Moody brilharam.



RIP

4 comentários:

APÓSTOLO disse...

Mestre LULA:

Segundo as informações "de cocheira" Gillespie já havia dado uma soberba "canja" para o pessoal de serviço do Canecão.
Quanto á platéia, temos fotos nossas acompanhados das respectivas "PATROAS" nessa apresentação.
Sam Rivers mostrou ao que veio, Moody um espetáculo, Gillespie nada mostrou !

Fred Monteiro da Cruz disse...

Caro MaJor.. Estive afastado, pelo menos da área dos comentários, embora esteja de vez em quando ligado nos seus excelentes podcasts. Sobre o grande Sam Rivers e seu passamento.. Infelizmente, aos poucos, se vão os grandes instrumentistas do jazz tradicional.. Questão de idade, mesmo. É de se esperar..E, pelo que se observa do novo panorama, não tem havido uma substitução à altura, no que pese o excelente nível técnico dos novos músicos, que hoje têm um acesso muito maior à teoria musical e às escolas superiores de música.

figbatera disse...

Eu tb estava nesse show mas não me lembro do tal "bicão" brasileiro; quem era?

llulla disse...

Alô Figbatera,
O "bicão" segundo disseram, era filho de um político e foi apresentado por Dizzy como um grande talento brasileiro. Sentou-se ao piano e começou a cantar musiquinhas de sua autoria, tipo Fábio Jr e congêneres. Sob os protestos da platéia entendeu que alí nãop era sua praia e saiu do palco de cabeça baixa.
O nome docara não foi divulgado.
abcs.
llulla