Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

TERENCE BLANCHARD NA CECILIA MEIRELES

03 setembro 2009


A Dell’Arte anunciando para o dia 14 de setembro, apresentação única do trompetista Terence Blanchard. Mais uma oportunidade de se assistir e ouvir um bom Jazz. O ingresso custa cem reais e parece justo para a importância do artista.

12 comentários:

APÓSTOLO disse...

LULA:

Aproveite, que o moço é um dos que está escrevendo a história.
Com certeza valerá a pena.

Leal disse...

A apresentação é solo ou com banda? Sabem a formação? Obrigado.

Beto Kessel disse...

Mais um dos grandes musicos oriundos da Crescent City (New Orleans), e que foi um dos young lions que surgiram nos anos 80.

Anônimo disse...

A nossa estimada imprensa é totalmente nula em informaçoes quando se trat de Jazz. Normalmente,só sabemos a formação dos grupos no dia em que tocam.
llulla

Leal disse...

É realmente lamentável que a imprensa brasileira só se dê ao trabalho de divulgar eventos medíocres e pasteurizados para entreter os incautos que são levados pelos modismos mercadológicos...Com ou sem maiores informações, o grande Terence, seguindo a tradição de Lee Morgan, Gilespie e Freddie Hubard(só para citar alguns dos meus preferidos), vai nos apresentar, sem dúvidas, um jazz de altíssima qualidade, como sempre.

Nelson disse...

Meus confrades,

Será que com todos esses "anos de estrada", os nobres colegas ainda não aprenderam que "JAZZ, NO BRASIL",é música de uma "minoria esclarecida"?
Nós lemos jornal, o restante limpa b.... com ele.
Daí, não fazemos "nemhum movimento de plenário da justiça na Câmara", para "legalização" de "p... nenhuma", do tipo "funk",que é uma "fábrica de barulho" e, nem brasileiro, também não é, por não estarmos junto da populacha. Não é "elitismo" não, "é problema cultura" mesmo. E isso, não interessa a um governo medíocre _ para dizer o mínimo - apoiado por uma mídia que "façam-me o favor" !!!!
Keep swinging.
Nelson Reis

Nelson disse...

leia-se "problema cultural" e não "problema cultura".
Desculpem e obrigado.
NR

llulla disse...

À propoósito, li em "O Globo" o comentário do jornalista Leonardo Lichote sobre o CD de Jane Duboc e Victotr Biglioni : Eis o texto :
"O "blues" Stormy Weather" virou um samba-jazz."
Pois é.......
llulla

edú disse...

Apresentação solo de trompete é apenas para convocar o regimento a sair do beliche no toque de alvorada.

Érico Cordeiro disse...

Ô Seu Mr. Edú,
Tem uns malucos como o Evan Parker e o Steve Lacy que andaram fazendo uns discos solo de sax soprano.
Vai que aparece outro disposto a fazer o mesmo com o trompete (rs, rs, rs)...
E parece que vai dar Nadal outra vez, né?
Abração!!!

esclefevre disse...

Prezados,

A formação anunciada é o quinteto regular de Blanchard, o mesmo com que vem, há tempos, se apresentando, a saber:

Blacnahrd, trompete, flugel;
Brice Winston (sax-tenor e soprano);
Fabian Almazan (piano);
Derrick Hodge (baixo); e
Kendrick Scott (bateria).

Abs.,

esclefevre disse...

Corrigindo: Blanchard.