Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

A A.N.D. FEZ VINTE E UM ANOS

03 fevereiro 2009

A A.N.D. é uma confraria que reúne alguns amigos e ex-ouvintes do programa "O Assunto é Jazz”. A sigla significa “audiência nota dez”, expressão usada pelo produtor ao agradecer esclarecimentos prestados pelo então “ouvinte” Maxwell Johnstone. Após os programas , era costume dos presentes ir a uma pizzaria onde continuavam as conversas de bastidores desenvolvidas na audição.
Foi em 29 de Janeiro , na nossa duo centésima nona reunião, que completamos 21 anos de existência. O tradicional encontro realizado na Taberna da Glória embora assinalasse algumas ausências importantes,contou com a surpresa de visitantes ilustres, ex-andistas, que se afastaram em função de seus trabalhos. Foram eles o professor Eduardo Tróia, Renato Pereira e Walte "Blue Singer”. Entre os assuntos gerais, foram lembradoscom carinho os amigos que já partiram : Maxwell Johnstone, José Maria Pacheco e Gedir Pimentel. De resto, o Jazz sempre presente nas conversas e nos vídeos, levados peloRenato, que a direção das Taberna nos permite assistir. Farta troca de material fonográfico e de informações assinalaram ese festivo encontro.


Simbolo adotado nas camisas comemorativas do nosso vigésimo primeiro aniversário.

4 comentários:

APÓSTOLO disse...

Mestre LULA:

Vivos ou celestialmente ausentes, seguimos ouvintes nota 10, se não do programa, com certeza do produtor e apresentador.

edú disse...

Prezado Mestre Llulla,
nem mesmo um grande amor é eterno, quanto mais um excepcional programa de rádio.O q resiste melhor ao tempo, e esses fatos atestam isso , é o vinculo que originou sua bela iniciativa :um rol de excelentes amizades.

Mau Nah disse...

Vida longa ao jazz e às amizades que ele nos proporciona.

Grande abraço, Mestre, e parabéns pela maioridade dessa torcida super organizada. Não é pra qualquer um.

Inté!

Anônimo disse...

Alô amigos,
Muito grato pelas palavras carinhosas. Vamos em frente enquanto Deus quizer.
abcs.
llulla