Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

MICHELLE

23 janeiro 2009

Terri Lyne Carrington é baterista, compositora e produtora; nasceu em 1965 em Medford, Massachusetts.
Esteve andando por nossas praias em 2007 acompanhando Herbie Hancock no TIM Festival e quem viu saboreou a forma como essa menina de 43 anos consegue construir sua performance com dinâmica, improviso e soar tão melódica. E não é só Hancock que tem esse privilégio; Shorter, Al Jarreau, Getz, Sanborn, Joe Sample, Cassandra Wilson, entre outros nomes também tem a assinatura de Terri Lyne na bateria.

Mas a curiosidade aqui é seu último grupo denominado Terri Lyne Carrington Mosaic Project onde está acompanhada por Geri Allen no Rhodes, Ingrid Jensen no trompete, que também esteve aqui no Festival de Ouro Preto, Tineke Postma no alto e soprano e Katie Thiroux no contrabaixo em apresentação em 10 de janeiro último no Internationales Jazzfestival em Munster, Alemanha.

O tema é Michelle, a mesma de Lennon e McCartney, que ganha aqui um arranjo muito particular, entortado, no bom sentido, em 17 minutos de tema transpirando uma atmosfera jazz.
Aliás, já mostramos aqui outros temas de grupos mais pop interpretados na forma jazz como Radiohead por Mehldau e Bjork por Marcin Wasilewski; mas esta interpretação de Michelle merece destaque e vou deixar aqui na vitrola.

2 comentários:

FIGBATERA disse...

Sou fã da Terri; tb já falei sobre ela lá no meu bloguinho.

LeoPontes disse...

Ok nada a declarar quanto a Terry, excelente instrumentista.Quanto ao tema, Lennon deve ter acordado sobressaltado, lá no céu quando descobriu a performance do grupo, tocando nos ultimos compassos a releitura de sua Michelle muito mais que entortada, retorcida e espremida até a penultima gota.

Abçs/