Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

MUSEU DE CERA # 48 – BUD FREEMAN

29 novembro 2008

Lawrence “Bud” Freeman era um dos membros do jovem grupo de músicos brancos de Chicago conhecidos como Austin High School Gang. Deste grupo participavam ainda Jimmy McPartland (tp) e seu irmão Dick McPartland (bj, gt), Frank Teschemacher (cl), Eddie Condon (bj, gt), Dave Tough (bat), Jim Lanigan (bx, tuba), Joe Sullivan (pi), dentre outros.
Freeman nasceu em Chicago a 13/abril/1906 e as primeiras lições foram tomadas do pai de Jimmy McPartland e em 1923 já tocava o sax tenor em dó conhecido como C_melody, estudando também o clarinete. Em 1926 faz uma turnê com o clarinetista Art Kassel e em 1927 ao retornar grava com os McKenzie-Condon Chicagoans indo em seguida para New York com Ben Pollack e depois gravando com Bix Beiderbecke and his Orchestra, Hoagy Carmichael and his Orchestra e Joe Venuti's Blue Four. Passou a atuar com vários músicos tais como: Red Nichols, Roger Wolfe Kahn Orchestra, Buck Clayton, Ruby Braff, Vic Dickenson, Jo Jones e Zez Confrey. De 1936 a 38 tocou com Tommy Dorsey e logo depois juntou-se por um ano a Benny Goodman Orchestra. Formou sua própria banda a - Summa Cum Laude Orchestra (1939-1940). Durante a 2ª Guerra Mundial liderou uma banda militar aquartelada nas ilhas Aleutas no Pacífico. Em 1974 foi para Inglaterra onde fez inúmeras gravações e apresentações por toda a Europa, retornou em 1980. Tocou regularmente com Eddie Condon, depois mantendo banda própria pelo resto de sua vida, extinta a 15/março/1991. Um dos “pais” do saxofone tenor no jazz com estilo suave, mas com ataque franco, vibrante e ótima sonoridade, excelente swing, mantendo-se fiel ao estilo Chicago. Uma alternância à tonalidade mais áspera (apesar de excelente) de Coleman Hawkins, tendo sido uma das inspirações de Lester Young.
Um de seus mais destacados trabalhos The Eel podemos ouvir agora no Museu.

The Eel (Bud Freeman) com Eddie Condon And His Orchestra:
Max Kaminsky (cornet), Floyd O'Brien (tb), Pee Wee Russell (cl), Bud Freeman (st), Alex Hill (pi, arranjo), Eddie Condon (bj), Artie Bernstein (bx) e Sidney Catlett (bat).
Gravação original: Col 35680 - New York, 21/outubro/ 1933
Fonte: CD – Dixieland Jazz – The Collection – MCPS GRF078 – Londres




Subscribe Free
Add to my Page

Nenhum comentário: