Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

MUSEU DE CERA # 30 – ART TATUM

15 outubro 2007

ARTHUR TATUM JR. nasceu em Toledo no Ohio a 13/out/1909 sendo portador de séria deficiência visual, cego de uma vista e com parcial visão na outra, recebeu ainda adolescente suas primeiras lições de piano na Toledo School of Music e aprendeu a ler partituras com fortes lentes e mais tarde no método Braille. Contudo sua maior escola foram as exaustivas audições dos rolos de pianola, dos discos e programas de rádio com o pianista Lee Sims, que afirmava ter sido sua primeira inspiração. Suas outras influências são os mestres James Price Johnson, Willie “ The Lion” Smith e sobretudo Fats Waller.
Ainda em Toledo em 1926 começou a tocar profissionalmente inclusive na radio local atuando de 1929 a 30. Em 1932 se mudou para New York como acompanhador da cantora Adelaide Hall. Em março de 33 fez suas primeiras gravações para Brunswick. Em 1934/35 tocou em Cleveland e em Chicago no período de 1935/36.
Sua reputação maior como pianista de Jazz ocorreu em 1937 se apresentando em vários clubes de NY e em rádio shows e ao final dos anos 30 e na década de 40 fixou-se entre NY e Los Angeles.
Tomando como base o Nat King Cole Trio formou o seu em 1943 com o baixista Slam Stewart e o guitarrista Tiny Grimes, este substituído em 1944 por Everett Barksdale.
Mantendo-se sempre em atividade Tatum era celebrizado pelos músicos mas esquecido nas populares pesquisas (polls) dos magazines especializados.
Em 1953 associou-se ao produtor Norman Granz quando fez inúmeros registros com magníficos músicos em pequenos conjuntos como de Benny Carter, Buddy De Franco, Roy Eldridge, Lionel Hampton, Ben Webster e outros.
Tatum transportou a arte da improvisação no piano para além do real através de sua extraordinária imaginação, técnica fabulosa com domínio completo do instrumento, clareza de toque, infalível senso rítmico e muito swing. A magia da técnica e inventividade de Tatum deixou certa vez Vladimir Horowitz um dos maiores pianistas clássicos com tal emoção que o cumprimentou com os olhos cheios de lágrimas.
Certa ocasião em 1938 Tatum entrou em um clube para ouvir Fats Waller que ali se apresentava e o mesmo ao entrar no palco comenta para o público: - "I just play the piano, but God is in the house tonight."
Alguns críticos o condenam de ser algo repetitivo em seus magníficos glissandos, questão de estilo, porém sempre partia da melodia e harmonia originais mantendo enorme capacidade de expandí-las e enriquecê-las. Mary Lou Williams afirmava que Tatum foi o primeiro a explorar harmonias que mais tarde seriam usadas pelos bebopers.
Deixou mais de 600 gravações e raramente takes alternativos, costumava chegar ao estúdio sentar ao piano e ír tocando sendo gravado sem repetições. Faleceu a 5/nov/1956
Podemos ouví-lo em duas interpretações soberbas: a estonteante Tiger Rag sua primeira gravação e a balada clássica Stormy Weather.
TIGER RAG (Nick La Roca) e STORMY WEATHER (Ted Koehler, Harold Arlen) – piano solo Art Tatum (tempo total 5:34min)
Gravações originais: Tiger Rag de 21/03/1933 - selo Brunswick 6543 (mx B13164A) e Stormy Weather de 29/11/1937 – selo Decca 1603 (mx 62823A) - New York
Fonte: CD – ART TATUM MASTERPIECES Vol. 16 – The Jazz Archives Masterpieces - EPM 158632 – 1996 - França

||

Nenhum comentário: