Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

AVE, MESTRE

16 outubro 2007

Este espaço distingue-se de qualquer outro no Brasil por um exclusivo motivo: a reunião, em torno do assunto JAZZ (e Bossa, claro) do mais expressivo time de comentaristas profissionais, na ativa ou não, que se pôde arregimentar - outros, igualmente convidados a usar livremente este mural, não se decidiram até hoje em fazê-lo, principalmente em São Paulo - para falar o que desejam, quando bem entendem, sem nenhum tipo de cobrança ou recompensa que não seja a sua própria vontade em participar, democratizando seus vastos conhecimentos na matéria com todos os demais leitores.

Dentre esses grandes luminares que nos prestigiam, o decano fez aniversário ontem e como lhe é peculiar, sem nenhuma concessão a qualquer tipo de festa ou ôba-ôba, o que sua modéstia impede de forma definitiva. Deixamos passar em branco a data, para que hoje, já passada a efeméride por seu cimo emocional, pudéssemos prestar-lhe a devida homenagem.

Mestre Raf, pelo menos aqui estamos em festa animada, ao imaginário (e fabuloso) som de Powell, Parker e Navarro, rendendo-lhe a devida aclamação como mentor e orientador, farol de referência cujas informações precisas e profundas o fazem insubstituível como paradigma para este CJUB, desde que admitiu unir-se ao nosso grupo - esta pequena Armata Brancaleone - de entusiastas. Nós, que sempre o tivemos como fonte de referência por muitos e muitos anos através da imprensa, ficamos honrados quando passou a agraciar-nos com suas informações e comentários indisputáveis aqui mesmo neste blog. E continua sendo assim.

Receba, portanto, MESTRE RAFFAELLI, um carinhoso abraço dos componentes do CJUB, com o nosso desejo sincero de que possa continuar, saudável e firme por muitos e muitos anos, brindando-nos com suas presença e conhecimento. E tornando mais rica, a cada dia, a nossa percepção dessa arte que é a razão de sua própria e tão profícua vida, enquanto que é, para nós, apenas uma fonte de prazer.

Que viva o Jazz! E VIVAS AO MESTRE RAF!!!

Nenhum comentário: