Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

07 outubro 2016

P O D C A S T # 3 3 0

MCCOY TYNER 
CHARNETT MOFFETT 
BOBBY HUTCHERSON 

ERIC KAMAU GRAVATT 




PARA BAIXAR O ARQUIVO DE ÁUDIO CLICAR NO LINK ABAIXO:

http://www63.zippyshare.com/v/QZmRiHJC/file.html

6 comentários:

Anônimo disse...

Mccoy incrivel, brilhante e os demais músicos excelentes, mais uma perola no podcast Major
Carlos Lima

Nelson disse...

Meus amigos,
O jazz, como todos sabemos, se apresenta com diversas roupagens. O "clima" desse "pod" tem muito a ver com isso. O amodal e o polifônico, com apresentações de grupos diversos como aqui o faz McCoy Tynner traz á nossa lembrança a evolução de C.Mingus, celebre contrabaixista, há mais de meio século atrás. Mingus tocara com Armstrong, e com ele até excursionou, na época em que Armstrong "andava roendo corda", entre os anos de 1938 a 1047, Época em que o idioma estava mudando, graças à aproximação da "chegada de Parker".
Mingus montou uma banda considerada "underated" e, que pouco se tem noticia e gravações. Batizada de "Stars of Swing" muito anterior às que lhe deram fama, tinha um idioma "cool" muito antes que Miles Davis e Mulligan "sacudissem o cenário" com seus "nonetos". Fazia parte dessa banda Buddy Collette, Brit Woodman, John Andersen, Oscar Bradley e um pianista/arranjador Spauldin Givens que escrevia os arranjos. Lucky Thompson também dava "o ar da graça", vez por outra.
Era "coisa de arrepiar", na época, em matéria de "ideias", pois Jimmy Giuffre, Shorty Rogers e Shelly Manne nem pensavam ainda fazer um "free jazz de branco", cujo exemplo é esse "LP dos Pinguins", cuja capa encontra-se apresentada aqui na lateral da página do "blog".
Assim, essa apresentação postada aqui no POD-CJUB é o fenômeno cuja amálgama foi dada por gente como essa que aqui citamos, remontando meio século atrás.
A vc,, Mário o meu
MUITO OBRIGADO

"Nels"

Nelson disse...

Leia-se TYNER e também 1947, no texto acima
OBRIGADO E, DESCULPEM A FRALHA DE DIGITAÇÃO

"Nels"

MARIO JORGE JACQUES disse...

Prezado Nelson ótimas considerações completando o nosso POD e já agradeço. Como editor que é do blog estamos aguardando novas contribuições. Keeping Swing Abração

pedrocardoso@grupolet.com disse...

Estimados NELSON e MÁRIO JORGE:

Excelente "pod" e pelo "clima", tão bem destacado pelo NELSON.
A série "pod" já é, de há muito, um ícone.

PEDRO CARDOSO

Edison Junior disse...

Caro Mário, estou meio atrasado com minhas audições do nosso podcast e só agora pude ouvir essa maravilha de concerto. Obrigado e um abraço!