Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Mestre Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) *in memoriam*, Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Luciana Pegorer (PegLu), Mario Vieira (Manim), Luiz Carlos Antunes (Mestre Llulla) *in memoriam*, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (Mestre MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo), Carlos Augusto Tibau (Tibau), Flavio Raffaelli (Flavim), Luiz Fernando Senna (Senna) *in memoriam*, Cris Senna (Cris), Jorge Noronha (JN), Sérgio Tavares de Castro (Blue Serge) e Geraldo Guimarães (Gerry).

MEXENDO NA DISCOTECA

06 outubro 2021

Olá turma.
Volto aqui com mais um Lp da minha discoteca e desta vez com um ícone do sax-alto. Art Pepper. Com uma sonoridade clean e com improvisações geniais, ele gravou este álbum, que leva o título de The Art Pepper Quartet, acompanhado por um grupo de primeira linha do Jazz West Coast. O selo é da Tampa Records e foi gravado em 23 de Novembro de 1956 em Hollywood California.

Formação do quarteto:
Art Pepper - sax-alto
Russ Freeman - piano
Ben Tucker - baixo
Gary Frommer - bateria

O tema: Art´s Opus

Forte abraço com saúde







4 comentários:

MARIO JORGE JACQUES disse...

Muito bom Tibau, Pepper era um dos grandes do sax alto. Valeu. Abraço e muita saúde amigo

Carlos Tibau disse...

Valeu amigo Mário.
Forte abraço e saúde.

Edison Junior disse...

Delícia de som, grato por compartilhar. Abraços!

Carlos Tibau disse...

Caro Edison
Obrigado pela visita e pelo comentário.
Forte abraço com saúde.