Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Mestre Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) *in memoriam*, Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Luciana Pegorer (PegLu), Mario Vieira (Manim), Luiz Carlos Antunes (Mestre Llulla) *in memoriam*, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (Mestre MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo), Carlos Augusto Tibau (Tibau), Flavio Raffaelli (Flavim), Luiz Fernando Senna (Senna) *in memoriam*, Cris Senna (Cris), Jorge Noronha (JN), Sérgio Tavares de Castro (Blue Serge) e Geraldo Guimarães (Gerry).

HÁ UM ANO ATRÁS, NOS DESPEDIMOS DE GARY PEACOCK

06 setembro 2021




Há um ano, o celebrado baixista GARY PEACOCK morreu aos 85 anos, após uma doença prolongada. 

Peacock gravou dezenas de discos com seu nome, mas sua discografia é muito mais ampla, tendo gravado também com grandes nomes do jazz, como Albert Ayler, Paul Bley, Bill Evans e, principalmente, com o trio de Keith Jarrett, que também incluiu o famoso baterista Jack DeJohnette . Este último trio tocou e gravou ao longo dos anos (mais de três décadas) uma longa e já lendária série de apresentações e álbuns com composições "standards".

Aos 15 anos, Peacock foi a um dos shows do "Jazz At The Philharmonic", onde ouviu Oscar Peterson se apresentar com o impressionante contrabaixista Ray Brown. Segundo ele, isso "mudou sua vida". E ele estava absolutamente certo porque com o tempo Gary Peacock se transformou em outro gigante do contrabaixo. Suas primeiras influências foram Ray Brown, Paul Chambers e Scott LaFaro.

 Após o serviço militar (1956), Peacock passou um tempo na Alemanha jogando com Hans Koller, Tony Scott e Bud Shank antes de retornar a Los Angeles onde participou de sessões com Barney Kessell, Art Pepper e Don Ellis. Então vieram vários outros músicos com quem ele se associou, incluindo Miles Davis, Jimmy Giuffre, Roland Kirk, Paul Motian e outros. No entanto, a maior e mais famosa colaboração foi aquela com os seus grandes amigos Keith Jarrett e Jack DeJohnette, que marcou os últimos 30 ou mais anos da sua magnífica carreira.



KEITH JARRETT, DEJOHNETTE & PEACOCK

Nenhum comentário: