Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Mestre Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Mario Vieira (Manim), Luiz Carlos Antunes (Mestre Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (Mestre MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).


BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

LEMBRANDO O GRANDE BUDDY DE FRANCO

30 dezembro 2019


Após oito décadas influentes, o brilhante clarinetista BUDDY DEFRANCO, que abriu o caminho para a transição de seu instrumento do swing para o bebop, morreu no Natal de 2014, aos 91 anos de idade e hoje queremos lembrá-lo novamente.
DeFranco começou sua carreira na adolescência no final dos anos 30. Começou a admirar Artie Shaw e nos anos 40 participou das bandas de Gene Krupa, Charlie Barnet e Tommy Dorsey. Na década seguinte, ele se juntou ao septeto do Count Basie.
Ele gravou e participou de concertos com algumas das celebridades da época, como Frank Sinatra, Billie Holiday, Tony Bennett, Ella Fitzgerald, Nat King Cole, Oscar Peterson e Art Tatum.
Quando Charlie Parker e Dizzy Gillespie (entre outros) começaram a "revolução bop", Buddy DeFranco ficou imediatamente interessado e formou um quarteto para desenvolver esse estilo com Art Blakey, Kenny Drew e Eugene Wright.
Ele viajou pela Europa e, em 1954, Norman Granz, produtor de "Jazz At The Philharmonic", juntou-se a Oscar Peterson e Art Tatum, com quem gravou sessões históricas.
Nas décadas seguintes, trabalhou principalmente na televisão, incluindo seu próprio programa, mas continuou a dirigir conjuntos de jazz, especialmente com Terry Gibbs, nos anos 80 e 90. Ele também trabalhou com músicos de jazz do estilo "West Coast".
Em sua carreira, ele recebeu inúmeros prêmios e honras. Em 2007, ele ganhou o prêmio de maior prestígio nos EUA para músicos de jazz, NEA (National Endowment for the Arts)
Buddy DeFranco deixou gravado mais de 160 álbuns.



(traduzido e adaptado do blog Noticias de Jazz)


CRÉDITOS DO PODCAST 498

29 dezembro 2019

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS  e AUTORES
GRAVAÇÃO LOCAL e DATA
ART PEPPER
Art Pepper (sa,) Ted Brown, Warne Marsh (st), Ronnie Ball (pi), Ben Tucker (bx) e Jeff Morton (bat)
ARETHA (Ronnie Ball)
Hollywood, CA, 21/dezembro/1956
Art Pepper (sa), Red Garland (pi), Paul Chambers (bx) e Philly Joe Jones (bat)
YOU'D BE SO NICE TO COME HOME TO
(Cole Porter)
Los Angeles, 19/janeiro/1957
TIN TIN DEO
(Gil Fuller / Dizzy Gillespie / Chano Pozo)
Art Pepper Plus Eleven temos: Pete Candoli, Jack Sheldon (tp), Dick Nash (tb), Bob Enevoldsen (v-tb), Vince DeRosa (trompa), Art Pepper (sa), Bill Perkins (st), Med Flory (sbar), Russ Freeman (pi), Joe Mondragon (bx), Mel Lewis (bat) e Marty Paich (arranjo, condução)
OPUS DE FUNK
(Horace Silver)
Los Angeles, 14/março/1959
Art Pepper (sa), Bill Perkins (st), Jimmy Rowles (pi), Ben Tucker (bx) e Mel Lewis (bat)
DIANE-A-FLOW
(Art Pepper)
Los Angeles, 11/dezembro/1956
TOO CLOSE FOR COMFORT
(Jerry Bock / Larry Holofcener / George David Weiss)
Los Angeles, 25/novembro/1960
Jack Sheldon (tp), Art Pepper (sa), Russ Freeman (pi), Leroy Vinnegar (bx) e Shelly Manne (bat)
MAMBO DE LA PINTA
(Art Pepper)
Hollywood, CA, 6/agosto/1956
FIVE MORE (Art Pepper)
Jack Sheldon (tp), Art Pepper (sa), Pete Jolly (pi), Jimmy Bond (bx) e Frank Butler (bat)
TEARS INSIDE
(Ornette Coleman)
Los Angeles, 25/outubro/1960
Art Pepper (sa), Marty Paich (pi), Buddy Clark (bx) e Frank Capp (bat)
PITFALL (Bill Pittman)
Hollywood, CA, agosto/1956
Chet Baker (tp), Art Pepper (sa,arranjo), Phil Urso (st), Carl Perkins (pi), Curtis Counce (bx) e Larance Marable (bat)
TYNAN TIME (Art Pepper)
Hollywood, CA,  20/novembro/1956
Art Pepper (sa), George Cables (pi), David Williams (bx) e Carl Burnett (bat)
SAMBA MOM-MOM
(Art Pepper)
Live at "Maiden Voyage", Los Angeles, 15/agosto/1981

P O D C A S T # 4 9 8

27 dezembro 2019

MÚSICO EM FOCO COM ART PEPPER





PARA BAIXAR O ARQUIVO DE ÁUDIO USAR O LINK ABAIXO E CLICAR EM BAIXAR




HO! HO! HO!

23 dezembro 2019

Oi turma.
Chegou o final de ano e com ele o Natal. Para meu gosto acho que o Natal chegou muito rápido. 
Apesar de não aparecer muito por aqui, sempre acompanho os posts, principalmente do meu querido amigo Mário Jorge. Ouço sempre com muita atenção os programas pois neles tomo conhecimento de músicos que nunca ouvi e que, pela seleção que ele faz, são sempre músicos maravilhosos. Obrigado amigo Major por manter este blog com o velho e sempre importante Jazz.
Trago aqui meus votos de um Feliz Natal para vocês todos que seguem o CJUB, acrescentando que todos sejam felizes e com muita saúde. 
Como presente de Natal deixo abaixo uma apresentação da Banda do Maynard Ferguson como temas comemorativos da data.
Forte abraço.






CRÉDITOS DO PODCAST # 497

22 dezembro 2019

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS e/ AUTORES
GRAVAÇÃO LOCAL e DATA
J.J. JOHNSON
J.J. Johnson, Kai Winding (tb), Dick Katz (pi), Peck Morrison (bx) e Al Harewood (bat)
BAG’S GROOVE
 (Milt Jackson)
New York, 17/outubro/1954
BARRY HARRIS
Barry Harris (pi), George Mraz (bx) e Leroy Williams (bat)
New York, 2/junho/ 2000
SHELLY MANNE
Stu Williamson (tp), Bill Holman (st), Russ Freeman (pi), Leroy Vinnegar (bx) e Shelly Manne (bat, ldr)
Los Angeles, 6/dezembro/1955
MARK MURPHY
Mark Murphy (vcl) acc por Jimmy Deuchar (tp), Ake Persson (tb), Derek Humble (sa), Ronnie Scott (st), Sahib Shihab (sbar), Francy Boland (pi), Jimmy Woode (bx) e Kenny Clarke (bat)
WHY AND HOW ?
 (Jimmy Deuchar / Mark Murphy)   
Cologne, Alemanha, 18/dezembro/1967
CHARLES MINGUS
Ted Curson (tp), Jimmy Knepper (tb), Eric Dolphy (fl,cl,as,b-cl) Yusef Lateef (st,,fl) Joe Farrell, Booker Ervin (st), Sir Roland Hanna (pi), Charles Mingus (bx) e Dannie Richmond (bat)
TAKE THE "A" TRAIN
     (Billy Strayhorn)                
EXACTLY LIKE YOU
( Dorothy Fields / Jimmy McHugh)
New York, 25/maio/1960
GILSON PERANZZETTA
Gilson Peranzzetta (pi) e Nelson Faria (violão)
SAUDADES DO RIO
(Nelson Faria)
Araras, São Paulo, 2009 – Selo Delira Música
PAQUITO D’RIVERA
Claudio Roditi (tp), Paquito D'Rivera (sa,cl), George Coleman (st), John Hicks (pi), Daniel Freiberg (keyboards), Eddie Martinez (synt), Fareed Haque (gt), Rufus Reid (bx), Paul Socolow (bx), Ignacio Berroa (bat) e Sammy Figueroa (perc)
A LO TRISTANO
(Paquito D'Rivera) 
New York, 1/outubro/1985
ULF WAKENIUS
Carsten Dahl  (pi), Ulf Wakenius (gt), Yasuhito Hayashi (bx) e Morten Lund (bat)
LITTLE GIRL BLUE
(Lorenz Hart / Richard Rodgers)                
Copenhagen, Dinamarca, 2004
BUDDY RICH
Emmett Berry, Harry "Sweets" Edison, Joe Ferrante, Stan Fishelson, Jimmy Nottingham (tp), Eddie Bert, Jimmy Cleveland, Billy Byers, Willie Dennis (tb), Earl Warren, Phil Woods (sa), Al Cohn, Benny Golson (st), Steve Perlow (sbar), John Bunch (pi), Sam Herman (gt), Phil Leshin (bx), Buddy Rich (bat,ldr) e  Ernie Wilkins (arranjo,condução)
INDIANA
 [Back Home Again In Indiana]

(James F. Hanley / Ballard MacDonald) 
New York, 10/abril/1959
GERRY MULLIGAN
Jon Eardley (tp) Bob Brookmeyer (v-tb), Zoot Sims (st) Gerry Mulligan (sbar), Peck Morrison (bx) e Dave Bailey (bat)
DEMANTON (Jon Eardley)
New York, 21setembro/1955
FRANK ROSOLINO
Frank Rosolino (tb), Louis van Dijk (pi), Jacques Schols (bx) John Engels (bat)
ALL THE THINGS YOU ARE
(Oscar Hammerstein II / Jerome Kern) 
Hilversum, Holanda, 3/abril/1975

P O D C A S T # 4 9 7

20 dezembro 2019

BARRY HARRIS 
MARK MURPHY 

GILSON PERANZZETTA
ULF WAKENIUS 




PARA BAIXAR O ARQUIVO DE ÁUDIO USAR O LINK ABAIXO E CLICAR EM BAIXAR 

HOMENAGEANDO EGBERTO GISMONTI

18 dezembro 2019

A violinista Ana de Oliveira e o violonista Sérgio Ferraz estão lançando o CD “Carta de Amor e Outras Histórias”, trazendo uma homenagem a um dos maiores nomes da nossa música - Egberto Gismonti.
Com produção independente e distribuição pela Tratore, o trabalho traz texto de encarte assinado pelo consagrado maestro e compositor Ricardo Tacuchian, que atesta o trabalho pela lúcida objetividade - “O disco é um verdadeiro cordel musical, uma síntese do popular com o erudito, um encontro norte-sul, uma superposição temporal contemporâneo/medieval”.

De fato, o violino de Ana de Oliveira, que ora se transfigura em rabeca, e os violões de oito e doze cordas de Sérgio Ferraz, nos remetem a uma viagem sem igual ao vasto sertão sonoro proposto pelos dois exímios musicistas contemporâneos: Ana, com longa atuação como spalla de importantes orquestras e grupos de câmara brasileiros e Sérgio, um prolífero compositor com diversos discos já lançados, referência na música instrumental brasileira.

O disco começa com o samba-baião “Floresta do Navio”, que foi composto em homenagem à Floresta, cidade natal do pai do compositor no sertão pernambucano.  Sua profundidade e riqueza composicionais se destacam na Suíte Armorial para violino e violão, originalmente composta por Ferraz em 2012, na forma de Concerto para violino e orquestra em três movimentos, dedicada ao escritor Ariano Suassuna. Aqui, ganhou uma adaptação para violino e violão de 12 e 8 cordas e ganhou mais um movimento (Festa na Aldeia). “Mestre Salu” (1º movimento) é dedicado ao rabequeiro e mestre de maracatu rural, Mestre Salustiano e representa a união da cultura erudita e popular. O segundo movimento, “Lamento” expressa a aridez do deserto, as origens mouras quando essa cultura dominou a península ibérica deixando lá seus traços culturais. Já o movimento seguinte, “Zumbi”, apresenta-se como um maracatu de baque virado dedicado ao líder negro Zumbi dos Palmares. “Festa na Aldeia” conclui os quatro movimentos e nos remete às danças medievais e às danças populares do Nordeste brasileiro.

Sérgio Ferraz faz sua homenagem ao Rio de Janeiro em “Dia de São Sebastião” – primeira música escrita em solo fluminense e composta para violão solo, improvisada no estúdio com violão de 8 cordas, acrescida posteriormente de um segundo violão. O duo presta ainda uma homenagem ao grande músico fluminense Egberto Gismonti, em “Lôro” e “Frevo”, além da quase-valsa lenta “Eterna” (para violino solo) e a peça “Carta de Amor”, “ligadas entre si por uma criativa cadenza, composta pela própria violinista”, como bem registrou Ricardo Tacuchian no encarte concluindo sobre as obras do homenageado: “deste tríduo, onde perpassam elementos impressionistas e jazzísticos, como num sonho, sai o título do CD “Carta de Amor e Outras Histórias”. Sim, são muitas estórias amorosas porque somos muitos “Brasis”.

O CD “Carta de Amor e Outras Histórias” foi gravado em junho de 2019 no Estúdio de Roberto Frejat (Estúdio do Brou) no Rio de Janeiro, com capa de Romero Andrade Lima, design gráfico de Guga Burckhardt e conta com a participação especial do percussionista Marcos Suzano nas faixas “Zumbi” e “Festa na Aldeia”.

Você pode adquirir o CD físico pela Tratore, e está disponível nas plataformas digitais Spotify, Apple Music e Youtube

Assessoria de Imprensa: Cezanne Comunicação Cultura e Arte

UM ANO SEM O CANTO DE NANCY WILSON

16 dezembro 2019





NANCY SUE WILSON uma das grandes vocalistas de jazz que cantou com os melhores músicos do gênero, morreu na Califórnia, há um ano, após uma longa doença, aos 81 anos de idade. Curiosamente, uma de suas principais influências foi de Dinah Washington, que morreu na mesma data em 1963.
Vencedora de três prêmios Grammy, sua carreira começou há cinco décadas e seu repertório incluía, além de jazz, rhythm and blues e alguns temas pop.

Possivelmente, o álbum mais interessante do repertório de jazz foi o que gravou com o saxofonista Cannonball Adderley.
Há alguns anos, Nancy também gravou um aclamado álbum de Natal com orquestras de jazz e solistas do gênero. Em sua carreira  gravou mais de 70 álbuns.
Em 2004, a National Endowment For The Arts (NEA) concedeu a ela o prestigiado prêmio "Jazz Masters Fellowship", um dos mais preciosos do mundo das artes e da música.
Entre outros músicos de jazz com quem cantou e gravou, podemos mencionar Hank Jones, Chick Korea, George Shearing, Ramsey Lewis, Stanley Clarke e uma série de solistas instrumentais em seu álbum de jazz de Natal.
Nancy Wilson teve seu próprio programa de televisão entre 1967 e 68, "The Nancy Wilson Show", e também apareceu em inúmeros programas tais como: I Spy, The FBI , Sala 222, Hawaii Five-O, Police Story, The Jack Paar Program, The Sammy Davis Jr. Show (1966), Danny Kaye Show, The Smothers Brothers Comedy Hour, Kraft Music Hall, Sinbad Sho,] The Cosby Show, Andy Williams Show, Carol Burnett Show, Soul Food, Nova York Undercover, e recentemente Moesha, e The Parkers. Ela também aparecia no Ed Sullivan Show, no Merv Griffin Show, no Tonight Show, no Arsenio Hall Show e no Flip Wilson Show.
Também apareceu nos filmes:
1964  The Killers      Singer Uncredited
1983  The Big Score Angie Hooks
1993  The Meteor Man       Mrs. Laws
2005  The Naked Brothers Band: The Movie Herself
Possui os DVD’s - Nancy Wilson at Carnegie Hall (2001) e Great Women Singers of the 20th Century – Nancy Wilson (2005)
Vemos o quanto Nancy Wilson era solicitada.

(traduzido e adaptado do blog Noticias de Jazz)


CRÉDITOS DO PODCAST # 496

15 dezembro 2019

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS e AUTORES
GRAVAÇÃO  LOCAL / DATA
BILLY PIERCE
Billy Pierce (st), Donald Brown (pi), Christian McBride (bx) e Billy Drummond (bat)
IN WALKED TOOT
(Donald Brown)
New York, 22/dezembro/1992
STRODE RODE (Sonny Rollins)
CHERYL BENTYNE
Cheryl Bentyne (vcl) acc by Ken Peplowski (cl), Peter Gordon (fl), Ted Howe (pi), Larry Koonse (gt), Kevin Axt (bx) e Dave Tull (bat)
FASCINATING RHYTHM - I GOT RHYTHM
(George e Ira Gershwin)
New York, c. 2010
NICE WORK IF YOU CAN GET IT
(George e Ira Gershwin)
LARRY WILLIS
Jerry Gonzalez (tp,flh), Joe Ford (sa,sop), Larry Willis (pi), Don Pate (bx) e Jeff "Tain" Watts (bat)
HEAVY BLUE (Larry Willis)
New York, dezembro/1989
WINTHER BLUE  (Larry Willis)
GEORGE WEIN
Ruby Braff (cnt), Vic Dickenson (tb), Pee Wee Russell (cl), George Wein (pi), Jimmy Woode (bx) e Buzzy Drootin (bat)
WHEN MY SUGAR WALKS DOWN THE STREET
(Gene Austin / Jimmy McHugh)
Concert at "L'Olympia", Paris, 22/abril/1961
LOVER COME BACK TO ME
(Oscar Hammerstein II / Sigmund Romberg)
BUD POWELL
Bud Powell (pi), George Duvivier (bx) e Art Taylor (bat )
BLUES FOR BESSIE (Bud Powell)
New York, 5/outubro/ 1956
GET IT
(Bud Powell / Stevie Wonder)
TITO MARTINO
Francisco Missali (cnt), Pablo Redondy (tb), Tito Martino (cl,ssop), Paulo Eduardo Bittencourt (gt), Rubens Gianesella (bj), Daniel Grisanti (bx) e Paulo de Lima (bat)
LET'S HAVE A GOOD TIME
(Percy Gray, Jr.)
Live at: "Scandinavian Lutheran Church", São Paulo, setembro/1992
HOT ONE (
Ronald Watkins / Kevin White)

P O D C A S T # 4 9 6

13 dezembro 2019

LARRY WILLIS
TITO MARTINO

BILLY PIERCE

CHERYL BENTYNE

PARA BAIXAR O ARQUIVO DE ÁUDIO USAR O LINK ABAIXO E CLICAR EM BAIXAR

CRÉDITOS DO PODCAST # 495

08 dezembro 2019

LIDER
EXECUTANTES
TEMAS e AUTORES
GRAVAÇÃO
LOCAL e DATA
MIKE CLARK
Randy Brecker (tp), Donald Harrison, Jr. (sa), Robert Dixon (st), Antonio Farao (pi), Christian McBride (bx) e Mike Clark (bat, ldr)
OF INFINITY (Robert Dixon)
Live at "Iridium", New York, outubro/2018
BLACK INSIDE (Antonio Faraò) -
PAST LIVES (Linda Reynolds)
SWEET (Rob Dixon)
STRAIGHT NO CHASER
 (Thelonious Monk)
IF WE MUST DIE (Claude McKay)
LUCKY NO. 7 (Jason Marsalis)
WELL YOU NEEDN'T (Thelonious Monk)