Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

PASSEANDO PELA NET

16 outubro 2018

Oi turma.
Mais um passeio meu pela net e sempre me traz ótimos frutos. Desta vez encontrei uma gravação de um concerto da Billie Holiday datado de 1946. Transcrevo abaixo o texto que acompanha a gravação.

“Este show de Billie Holiday é de uma transmissão de rádio ao vivo no The Embassy Theatre Los Angeles, CA em 24 de abril de 1946.
Acredita-se que este concerto, do Embassy Theatre em Los Angeles de 1946, faça parte da série de concertos do Disc-Jockey e do primeiro promotor Gene Norman, em que a maioria foi transmitida localmente. Os próprios shows foram inovadores porque o público era racialmente misturado, assim como os músicos no palco. Muitas das transmissões da série Just Jazz foram lançadas comercialmente e foram significativas, pois fizeram muito para promover o pequeno grupo Jazz e ajudaram a inaugurar Bop durante os dois anos pós-guerra. Norman foi um dos proeminentes promotores iniciais da “nova música”, assim como fez sua parte para promover a causa do R & B para um mercado branco, numa época em que a Rhythm & Blues estava restrita a gravadoras e estações de rádio de “Race Music”. os EUA
Mas este concerto de Billie Holiday ainda não foi lançado, e apesar de ser um mistério por que não foi lançado comercialmente na época, o fato de existir existe é algo sobre o que se pode esperar. Como a entrevista que fez no KNX em Los Angeles, em meados da década de 1950, que nunca foi transmitida, muitos desses documentos foram perdidos com o tempo - ou estão escondidos, esperando para serem descobertos e trazidos à luz do dia. Este é um daqueles documentos que serve para lançar mais luz sobre um dos grandes artistas do nosso tempo.”
John Dawson Littleton
Amateur Jazz Historian, Music Preservationist and Collector

As faixas da gravação são:
1. Body And Soul

2. Strange Fruit
3. Traveling Light
4. He's Funny That Way
5. The Man I Love
6. All Of Me
7. Gee Baby Ain't I Good To You
8. Billie's Blues

Espero que vocês gostem.
Forte abraço.





3 comentários:

MARIO JORGE JACQUES disse...

Maravilha Tibau

Carlos Tibau disse...

Amigo Mario
Valeu pela visita e comentário.
Forte abraço

Nelson disse...

Realmente Uma Maravilha

A Rainha do Blues está um "must" nessa "jam". "Body and Soul" e " The Man I Love" em fantástica interpretação.

Obrigado Tibáu por essa" pescaria "

Um Abraço

"Nels"