Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

O MAIOR FESTIVAL DE JAZZ DO MUNDO NO SWING COMPLETO

01 julho 2018





Durante anos, estabeleceu-se como o maior e mais importante festival de jazz. Mais de dois milhões de fãs de jazz de todas as idades participam deste evento anual, de mais de 30 países, transformando a cidade em uma família musical e paraíso amigável. Foi criado há 39 anos.
É o FESTIVAL INTERNACIONAL DE JAZZ DE MONTREAL, orgulho dos canadenses. 
Para o evento a maior parte do tráfego do centro da cidade é fechado, a fim de poder levantar vários palcos ao ar livre, são adicionados ainda, teatros, salas de concertos, clubes e estabelecimentos de ensino. Uma programação envolvendo milhares de músicos em mais de 800 apresentações por 10 dias. Funciona entre 28 de junho e 7 de julho.
Este ano, entre centenas que não estão incluídas abaixo, destacam-se alguns em ordem alfabética:
Afrodizz, Alela Diane, Anoushka Shankar, Béla Fleck, Ben Harper, Benny Golson, Bobby McFerrin, Brad Barr, Brian Blade, Charles Trudel, Chris Botti, Chris Potter, Christine Jensen, Con Brio, Dave Holland, Dr. Lonnie Smith Emmet Cohen, Eclética Django, Gretchen Parlato, Gwyneth Herbert, Helen Sung, Herbie Hancock, Holly Cole, Lido Pimienta, Luca Mendoza, Marianne Trudel, Paulo Ramos, Preservation Hall Jazz band, Ray Anderson, Terence Blanchard, Trabuco Habanero, Zakir Hussain .
Todas as manhãs, às 11:00, várias grandes bandas de escolas e universidades no Canadá e dos EUA são apresentadas. Durante o dia também há seminários, workshops, discussões e exposições de jazz.
Todas as noites há inúmeras "jam sessions" em diferentes lugares.

 (traduzido e adaptado do blog Noticias de Jazz)

3 comentários:

Anônimo disse...

E NOIS AQUI OH!! CHUPANDO O DEDO!!!!

Mario Vieira disse...

Vou procurar, deve ter transmissão ao vivo pela internet.

MARIO JORGE JACQUES disse...

Legal xará, passa para gente se vc achar, ok?