Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

AOS COLECIONADORES: 11 NOVOS LPs DE MILES DAVIS

25 maio 2017



A gravadora PRESTIGE lançou uma caixa de luxo com onze LPs (formato vinil) contendo quase todas as gravações feitas por MILES DAVIS para esse rótulo. Esta versão foi feita para comemorar o 90º aniversário do nascimento do aclamado músico, no ano passado.
A coleção é chamada de "Miles Davis: The Complete Prestige 10 polegadas LP coleção".
Miles Davis é uma das figuras mais influentes e admiradas ao longo da história de gravações de jazz lendárias feitas para o selo "Prestige" e estão entre as mais clássicas do gênero, tendo incluído o período entre 1951 e 1954.
Elas incluem músicos como Lee Konitz, Art Blakey, Al Cohn, Kenny Dorham, Dizzy Gillespie, Roy Haynes, Percy Heath, Milt Jackson, Charles Mingus, Thelonious Monk, Max Roach, Sonny Rollins, Horace Silver e Zoot Sims, entre outros.
As gravações da coleção foram bem melhoradas tecnicamente  e são acompanhadas por um livreto de 16 páginas com inúmeras fotografias, bem como notas e comentários escritos, principalmente, pelo autor Ashley Kahn (*), que ganhou um prêmio Grammy. Contendo um total de 46 composições.
Todos os discos vêm com arte da capa original dos anos 50.

(traduzido e adaptado do blog Noticias de Jazz de Pablo Aguirre)

(*) Ashley Kahn é um historiador de música, jornalista e produtor musical estadunidense. É professor adjunto na Universidade de Nova Iorque. Em 2015, Kahn conquistou um prêmio Grammy por suas notas no álbum Offering: Live at Temple University, de John Coltrane

Um comentário:

pedrocardoso@grupolet.com disse...

Estimado MÁRIO JORGE:

E os arqueólogos vão nos proporcionando essas raridades em cascatas.
Vamos conferir, claro ! ! !

PEDRO CARDOSO