Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

LEMBRANDO BOBBY HACKETT

01 fevereiro 2017



Bobby Hackett, seu nome Robert Leo Hackett  (*31/01/1915  † 7/6/1976) nasceu em Providence, Rhode Island, sua família era de imigrantes irlandeses. Cornetista, trompetista e guitarrista, atuou com as orquestras de Glenn Miller e Benny Goodman no final dos anos 30 e 40, antes de dirigir seus próprios conjuntos. O que o tornou famoso foi seu tom suave, lírico, mas com brilhante potência em cada nota, que o fez muito popular no jazz.
Ele fez seu nome como um dos seguidores do legendário cornetista Bix Beiderbecke.
No final dos anos 1930 Hackett tocou trompete na Orquestra Vic Schoen que apoiava as Irmãs Andrews. Hackett pode ser ouvido na trilha sonora do filme de Fred Astaire de 1940.
Teve um sério problema, seu lábio estava em mau estado após uma cirurgia dentária, tornando difícil tocar trompete ou cornetim. Glenn Miller veio para o resgate de Hackett em 1941, oferecendo-lhe um trabalho como guitarrista em sua banda. Apesar de seus problemas nos lábios, Hackett ainda podia tocar solos curtos ocasionais, e pode ser ouvido tocando um famoso solo com a Orquestra Glenn Miller em String of Pearls.
Um sonho tornado realidade para Hackett foi a sua inclusão no Town Hall Jazz Concert de Louis Armstrong em 1947. Ele admirava seu amigo Louis em particular sua forma de tocar, sem querer imitá-lo obteve grande influência. Em 1954, Hackett apareceu regularmente no show de variedades The Martha Wright Show, também conhecido como The Packard Showroom.
Era um músico de jazz muito popular e conhecido em todo o mundo e gravou uma série de álbuns como lider, de 1950 a 1970 foram 32. Devido a ser um fumante teimoso, teve complicações de saúde e morreu de um ataque cardíaco em 1976.
No streaming abaixo você pode ouvir Bobby Hackett como solista das orquestras de Glenn Miller e de Eddie Condon.



Glenn Miller And His Orchestra: Dale "Mickey" McMickle, Billy May Alec Fila, John Best (tp), Bobby Hackett (tp), Glenn Miller (tb), Paul Tanner, Jimmy Priddy, Frank D'Annolfo (tb), Babe Russin, Al Klink (st), Tex Beneke, Wilbur Schwartz (sa), Ernie Caceres (sbar), Chummy MacGregor (pi), Doc Goldberg (bx), Maurice Purtill (bat) e Jerry Gray (arranjo)
STRING OF PEARLS (Eddie DeLange / Jerry Gray)
New York, 3/novembro/1941

Eddie Condon And His Orchestra: Bobby Hackett, Billy Butterfield, Max Kaminsky (tp), Jack Teagarden (tb), Ernie Caceres (sbar), Gene Schroeder (pi), Eddie Condon (gt), Bob Haggart (bx), George Wettling (bat)
WHEN YOUR LOVER HAS GONE (Einar A. Swan)
New York, 13/dezembro/1944


2 comentários:

pedrocardoso@grupolet.com disse...

Estimado MÁRIO JORGE:

Belíssima lembrança de um lírico e preciso trumpetista que, talvez por causa do fumo, "respirava" diferente.
Deixou-nos legado de alta qualidade.

PEDRO CARDOSO

Carlos Tibau disse...

Amigo Mario
Assino embaixo o comentário do Pedro.
Obrigado pelo post.
Abraço