Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

Jazz No Cinema

07 setembro 2016

Salve turma.
Por ser um fanzoca em cinema e Jazz, resolvi criar uma série no Youtube que chamei de "Hoje É Dia De Jazz No Cinema". Comecei com os dois filmes que assisti e que, na minha opinião, a trilha sonora é melhor que o filme. São eles: Depois Daquele Beijo (Blow-Up) com a trilha composta pelo Herbie Hancock e Os Subterrâneos Da Noite (The Subterraneans) com a trilha sonora composta pelo Andre Previn. Se você também gosta de cinema e Jazz, acho que você vai gostar desta série.  Aguardo sua visita, suas críticas e sugestões. Forte abraço.

Os Subterraneos Da Noite:

Depois Daquele Beijo:





6 comentários:

MARIO JORGE JACQUES disse...

Caro Tibau, sensacional, excelente idéia e realização, parabéns. Pessoal não deixem de ir ao You tube.

pedrocardoso@grupolet.com disse...

Prezado TIBAU:

Realmente 02 filmes impossíveis de esquecer !
Nos "Subterraneos" Muligan nos brinda com solos de exceção.
Gol de placa.

PEDRO CARDOSO

Anônimo disse...

Fui ao YT e achei tambem maravilhoso, ótima idéia, tem muitos filmes com música de jazz. Acabei de assistir HIGH SOCIETY do Woody Allen e como sempre muita música boninta tocada por jazzístas. No livro Glossário do Major há um verbete sobre filmes são muitos. òtimo Tibau aguardemos os próximos.
Carlos Lima

Nelson disse...

Tibáu," velho de guerra".

Qualidade e bom gosto é isso aí. "Os subterrâneos", somos nós "nessa terrinha de meu Deus". Quanto ao filme, ótimo revê-lo, que na época - juntamente com "I want to live" com Susan Heyworth - foram um "must" para nós, que gostamos de jazz. Em especial "west coast".
Um abraço niteroiense do velho
"Nels"

Anônimo disse...

Olá, Tibau. Ótima iniciativa, acho que vai render momentos muito agradáveis na audição, por conta das memórias visuais que proporciona.

Uma pergunta: por acaso é possivel saber quem estava no sax-barítono na gravação do grupo do Prévin?

Parabéns pelo filão. Abraços,
MauNah

Carlos Tibau disse...

Queridos amigos
Muito obrigado pela visita e pela força.
Forte abraço

Amigo MauNah
O sax-barítono é o Mulligan e seu som maravilhoso.
Obrigado pela visita
Abraço