Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

"POSIBILITIES"- Autobiografia de Herbie Hancock

12 abril 2016

Não é a primeira vez que o título "POSIBILITIES" está associado com Herbie Hancock. Foi um documentário audiovisual sobre ele com esse nome, e foi também o título de um de seus álbuns. Mas Hancock decidiu usá-lo para sua autobiografia, publicada e recebida com grandes elogios pouco mais de um ano.
Neste mês de jazz, culminando com o Dia Internacional de Jazz Herbie Hancock introduzido por meio da UNESCO, da qual ele é embaixador ocorre o lançamento.
O livro é em grande parte uma história pessoal de desenvolvimento do jazz moderno, embebido em sua própria experiência e carreira musical.
Herbie Hancock é um músico multifacetado respeitado e admirado por músicos de todos os gêneros. Pianista e compositor de nota, sua carreira se estendeu por quase sete décadas em que ele ganhou 14 prêmios Grammy, um Oscar, além de inúmeros outros prêmios e honrarias. Esta autobiografia, portanto, foi aguardada com grande expectativa em vários setores do mundo cultural e artístico.
Vai desde o seu início como uma criança prodígio em Chicago (ele fez sua estréia como pianista clássico aos 11 anos de idade quando tocou um concerto de Mozart com a Orquestra Sinfônica de Chicago), ao seu status atual como um embaixador cultural da UNESCO e presidente do Thelonious Monk Jazz Institute of Jazz.
Contada em detalhes o seu trabalho com artistas como Miles Davis, Wayne Shorter, Stevie Wonder, Kathleen Battle, Joni Mitchell, Sting, Paul Simon, Carlos Santana, Annie Lennox, John Mayer, Christina Aguilera e Tina Turner, deixa clara a versatilidade e amplitude do interesse artístico de Hancock.
Ele relata como se tornou um pianista de música clássica  para pianista de jazz; seu início com estreita amizade com Donald Byrd, Wayne Shorter e Tony Williams; o caráter de muitos de seus álbuns; mudanças de gêneros; a enorme influência que ele teve sobre Miles Davis; seu encontro com drogas e, em seguida, com o budismo; interesse com a música eletrônica; seu relacionamento com sua família; como isso afetou o racismo apesar de sua fama; seus prêmios; sua música para filmes e o "Oscar", que ganhou pela direção musical do filme "Round Midnight"; seus prêmios internacionais, e mais homenagens.
Hoje dia 12/abril é o aniversário de Herbie Hancock – 76 anos

(adaptado de Noticias de Jazz)

4 comentários:

Nelson disse...

Happy Birthday Mr. Hancock. May God preserve you to give us much more and better Works for the years ahead.
There is someone in here to be able to inform what are the "Possibilities" (US$) to get this book ?

Regards

"Nels"

Thank you Mario

MARIO JORGE JACQUES disse...

Mr. Nelson na AMAZON o preço é de $15.38
No Brasil em oferta na Cultura por R$ 38,99

MARIO JORGE JACQUES disse...

CORRIGINDO por 38,90 é digital e-book, em papel 158,90....ah! bom!

Nelson disse...

Grande Mário (Marão)

Obrigado pela imediata e prestimosa informação. Agora vamos aguardar as "Possibilities" do Estado do Rio de Janeiro pagar os salários. Diz que não tem dinheiro para aposentado porue não tem "petróleo". PÔ ! que vergonha !!!! Vái atrasar o pagamento da patroa !!! Mas... jazz é jazz e, correremos atrás.
Valeu Mário.
Abração
"Nels"