Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

SOPRO DE VIDA

30 outubro 2015

Na iminência de verem enterradas todas e quaisquer tentativas de vida jazzística na cidade do Rio de Janeiro - afinal, com nossa exuberante cena cultural, riquíssima em pagodes desafinados de porta de boteco e com todos esses memoráveis bailes funk movidos a drogas, ao longo das favelas que literalmente nos cercam, quem precisa de jazz? -, eis que a última brasa da fogueira recebe uma lufada de vento maral e se acende mais uma vez. Depois de terem feito uma derradeira apresentação no restaurante Vizta, a valorosa "Armata Brancaleone" de nosso colaborador Reinaldo Figueiredo (o RayNaldo) ressurge, com esta bela notícia, que divulgo para conhecimento de todos:


Olá, amigos do Bossa Jazz e Muito Mais!

É com grande alegria e orgulho que noticio a todos vocês, em primeira mão, nosso novo parceiro no projeto Bossa Jazz e Muito Mais!

Voltaremos a produzir nossos grandes shows em parceria com o Hotel Pestana Rio Atlântica 

A rede Pestana, é uma grande cadeia de hotéis possui 86 unidades espalhados pelo mundo, todos top.

Faremos um soft-opening nos dias 30 & 31 de outubro (6a. e sábado) para convidados ultraexclusivos e vocês fazem parte disso!

Os grupos que irão se apresentar são a CEJ (Companhia Estadual de Jazz) e a Conexão Rio com convidados.

Na 6a., dia 30/10, a CEJ irá apresentar seu sambajazz levando ao Pestana seu time oficial, Reinaldo Figueiredo (contrabaixo), Sergio Fayne (piano), Chico Pessanha (bateria) e Fernando Clark (guitarra), e mais o convidado especial Guilherme Dias Gomes (trompete). O Sambajazzificator System  está com sua versão 2015.1 atualizada, vale conferir!  

No sábado dia 31/10, um lindo show de bossa nova da Conexão Rio com a participação especialíssima de Vinícius Cantuária na bateria e Vittor Santos no trombone, dois artistas internacionias e do primeiro time no mundo!
O grupo é formado por André Cechinel (fender rhodes), Fernando Barroso (baixo), Maria Thalita (voz) e Fernando Clark (guitarra).

Por ser uma estréia, nosso couvert simbólico será de R$10,00, para testarmos toda a operação.

Infelizmente teremos apenas 80 reservas e para tal, disponibilizamos o contato de nossa hostess Tânia para organizar a lista, é fundamental reservar!

Para reservar o show ligue: 21 96784-2262,  garantimos a reserva até as 21.15h

Vamos em frente e viva música!

Serviço:  Pestana Rio Atlântica, Av. Atlântica, 2964, Copacabana


Voltando: então é isso, pessoal, eu já confirmei minha ida HOJE para dar uma geral no ambiente e curtir um pouco do oxigênio para o espírito, carente de música de qualidade ao vivo. Quem mais do CJUB quiser aparecer será muito bem vindo pela CEJ, pois querem avaliações nossas. Abraços.

5 comentários:

Mario disse...

Estaremos lá. Divulgando...

apostolojazz disse...

Aleluia ! ! ! !

Anônimo disse...

Fomos conferir, Manim e eu, a parada. O lugar é digno, a acústica é boa embora haja ainda muita gente - senhoras espalhafatosas falando alto, alem de alguns senhores idem - falando durante o show, que não chega a ser, por isso, um concerto. Mas há mais acertos que erros, o que deve fazer o ponto se manter. Dá até para jantar, pois é no restaurante do hotel. A capacidade me pareceu entre 80 e 100 lugares, fora uma varanda coberta no exterior para fumantes, separada por um vidro que mesmo assim permite alguma audição.
Em resumo, voltarei lá tantas vezes quanto os convidados especiais forem diferentes. Amigos que foram sabado para ouvir bossa saíram elogiando também. Que aciniciativa possa de perpetuar. O Rio agradece.
Abraços!
MauNahi

Beto Kessel disse...

Me animei para ir la conhecer o lugsr e ouvir e ver a CEJ, mas soube que ja estava lotado. Bom saber que e mais um local que pode ter boa musica no Rio.

Anônimo disse...

Bom lugar para a boa música, mas com o couvert artístico @ 50,00 fica difícil para muita gente. Vou conferir nesta sexta se o povo irá.

Manim