Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

COLUNA DO MESTRE LOC NO JB DE SÁBADO, 1/11/14

03 novembro 2014

Nosso amigo, que ajustou o relógio das primaveras semana passada, traz-nos (particularmente aos fãs de Ciro Castanha) essa bela notícia em sua mais recente coluna.

Trio de Cyrus Chestnut grava primeiro CD ao vivo

Por Luiz Orlando Carneiro

Em Manhattan, há dois pequenos clubes particularmente apreciados por jazzófilos enturmados e por músicos que neles se apresentam mais por prazer do que por dinheiro ou prestígio: o Smalls, um basement na Rua 10 West, Greenwich Village; o Smoke, no Upper West Side, na Broadway, entre as ruas 105 e 106 (Duke Ellington Boulevard). Seus proprietários criaram selos exclusivos para gravar, ao vivo, jazzmende renome que lá se apresentam. O Live at Smalls, fundado em 2010, já tem 30 CDs no catálogo (o pianista Ethan Iverson, o guitarrista Peter Bernstein e o pianista-organista Larry Goldings são alguns de seus destaques); o Smoke Sessions editou 10 títulos em um ano de atividade (o pianista Harold Mabern, os saxofonistas Vincent Herring e Javon Jackson são algumas de suas estrelas).

Da mais recente fornada oferecida pelo selo Smoke Sessions merece especial atenção o álbum Midnight melodies, registro do trio de Cyrus Chestnut, 51 anos, um dos mais respeitados e cativantes pianistas daquela geração que começou a reinterpretar a mainstream do jazz, no fim da década de 1980, sob a liderança intelectual do trompetista-compositor Wynton Marsalis.

Os veteranos Victor Lewis (bateria) e Curtis Lundy (baixo) são os acompanhantes de Chestnut nas 11 faixas do disco, selecionadas de setsde duas noitadas de novembro do ano passado. É o primeiro registro ao vivo da discografia do primoroso pianista, que diz se sentir “em casa” no Smoke, onde tem à sua disposição um Steinway B que muito preza.

Ele aproveitou a oportunidade para reverenciar o subestimado John Hicks (1941-2006), que foi sideman de líderes do quilate de Art Blakey, David Murray, Arthur Blythe, e um dos mestres do teclado imortalizados na série de recitais (solo) Live at Maybeck Hall, documentada pela Concord Records entre 1989 e 1995. Três peças de Hicks estão em Midnight melodies: Two heartbeats (4m50) e Pocket full of blues (4m10), ambas em tempo rápido, no dialeto do bebop clássico; Naima's love song, uma extensa performance (14m25) a partir de uma também longa introdução a cappella, naquela atmosfera que remete ao hinário gospel, fonte de inspiração permanente de Chestnut (Cf. CD Blessedquietness, Atlantic, 1996).

O líder do trio assina apenas a meditativa To be determined (5m10), enquanto o baterista Victor Lewis é o autor de Hey, it's me you're talkin' to (7m15) – faixa em que exibe a sua arte nos tambores e pratos – e a romântica I wanted to say (8m30).


Os standards jazzísticos escolhidos por Cyrus Chestnut para o álbum gravado ao vivo no Smoke são bem íntimos dos iniciados: Bag's groove (6m55), o “carro-chefe” do vibrafonista Milt Jackson (1923-99); Chelsea Bridge (7m20) e U.M.M.G. (8m30), de Billy Strayhorn (1915-67);Giant steps (6m35), de John Coltrane (1926-67), tratado pelo trio em ritmo de alucinante corrida de obstáculos.

2 comentários:

apostolojazz disse...

Mais uma indicação primorosa de Mestre LOC, nesta ocasião com um pianista da melhor qualidade e representante de toda uma vertente da "mainstream".
Oxalá essas peças gravadas ao vivo cheguem às nossas lojas.

MauNah disse...

Pedro,
tá no Soulseek dando sopa...
Se não usar me fala poe email que dou as coordenadas.
Abraço,