Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

MORREU O ORGANISTA MELVIN RHYNE

11 março 2013



Faleceu em cinco de março em Indianápolis o organista Melvin Rhyne. Tinha setenta e seis anos e a “causa mortis” não foi revelada.  Melvin iniciou-se no piano e já com 19 anos tocou com o então desconhecido saxofonista Rahasaan Roland Kirk. Logo após dedicou-se ao órgão Hammond e seu estilo de piano fluiu rapidamente para o novo instrumento o que lhe proporcionou tocar com os velhos cantores de blues, B.B.King e T.Bone Walker. Mas,  o reconhecimento de sua arte aconteceu em 1959, quando passou a integrar o trio do guitarrista Wes Montgomery, com quem ficou durante cinco anos, gravando três álbuns. Após Montgomery, Melvin foi para Winsconsin, ficando fora de cena por quase duas décadas. Reapareceu em 1991 tocando e gravando com Herb Ellis o álbum “Roll Call”. Tocou e gravou também  com  Bryan Lynch   e em seguida fez oito álbuns para o selo Criss Cross. Em 2008 o organista formou um quarteto que contava com Rob Dixon (st), Fareed  Haque (g) e Kenny Phelps(dm).   Em seguida organizou o seu trio, completado por Peter Bernstein a guitarra e Kenny Washington a bateria. Foi o seu último trabalho no Jazz.
R I P

Nenhum comentário: