Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

CARNEGIE HALL 1938

21 janeiro 2013

FLASHES DO MAGNÍFICO CONCERTO DA BENNY GOODMAN ORCHESTRA


Concert "Carnegie Hall", New York, January 16, 1938

Benny Goodman And His Orchestra : Harry James, Ziggy Elman, Chris Griffin (tp) Red Ballard, Vernon Brown (tb), Benny Goodman (cl), Hymie Schertzer, George Koenig (as), Arthur Rollini, Babe Russin (ts), Jess Stacy (p), Allen Reuss (g), Harry Goodman (b), Gene Krupa (d), Martha Tilton (vcl) Teddy Wilson (p) Lionel Hampton (vib)
Arranjadores: Horace Henderson, Edgar Sampson, Claude Thornhill, Fletcher Henderson, Jimmy Mundy
BODY AND SOUL (1) - AVALON (2) - THE MAN I LOVE (2) - I GOT RHYTHM (2) -   BLUE SKIES (FH Arranjo) - LOCH LOMOND (CT Arranjo, MT vcl) - THE BLUE ROOM (FH Arranjo) - SWINGTIME IN THE ROCKIES (LM Arranjo) - BEI MIR BIST DU SCHON (MT VCL, JM Arranjo) - CHINA BOY (1) - STOMPIN' AT THE SAVOY (2) - DIZZY SPELLS (2) SING, SING, SING (JM Arranjo) - IF DREAMS COME TRUE - BIG JOHN'S SPECIAL (HH Arranjo)
trio (1)  e quarteto (2) 

3 comentários:

Anônimo disse...

Apenas "flashes", mas uma grandeza em termos de documento.
Uma época gloriosa, em que a qualidade de música era uma constante.
Grande MAJOR, um belo documento, com platéias lotadas e em traje de gala (é possível comparar com as "platéias" do tal de rock ???!!!).
Abraçso,

APOSTOLOJAZZ

Nelson disse...

Bem....isso é "um marco" do swing na história do jazz. Não conheço nenhum devoto do jazz que não tenha esse concerto em seu acervo de gravações. Foi um dia, de 1938, em que Gene Krupa quase fez vir abaixo o famoso teatro com o "Sing,Sing,Sing".
Beleza de pescaria, Mario.

Thanks for the memory
"Nels"

Edison Junior disse...

Uma exibição de gala, à altura da sua importância histórica!

E pensar que a gravação desse concerto ficou arquivada por mais de dez anos antes de ser publicada...

Quanto às roupas, hoje em dia acho que nem em concertos de música clássica a plateia se veste assim (pelo menos nos últimos em que fui).

Saudações!