Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

DAVE BRUBECK ANUNCIA RETIRADA

26 outubro 2012

O veterano e estimado pianista Dave Brubeck, que completará 92 anos em dezembro próximo, anunciou oficialmente, pelo seu site, a sua retirada dos palcos, embora continue tocando o piano em seu próprio domicílio. 

Eis um músico que muito contribuiu para a divulgação do Jazz, não só nos Estados Unidos, através a série de concertos que deu nas universidades, como também em todo o mundo. 

Dono de um estilo próprio, ele tornou famoso o seu quarteto que contava com o grande saxofonista Paul Desmond, o baixista Gene Wright e o baterista Joe Morello. Sua discografia é rica em quantidade e qualidade e soma mais de cem álbuns gravados entre 1949 e 2011. Só podemos dizer..."TAKE FIVE" .

4 comentários:

Anônimo disse...

Mestre:

Desse nada perdemos, pois foi JAZZ de alta qualidade enquanto atuou.
Com essa idade e tal como poucos outros (Benny Carter, por exemplo), merece todas as homenagens, férias e tempo para assistir aos filhos músicos.

APÓSTOLO

Beto Kessel disse...

Estou com o apostolo. Dave Brubeck merece todas as homenagens.

Beto

Nelson disse...

Simplesmente, Inesquecível.

Não conheço no meio jazzístico quem não o tenha ouvido em sua interpretação em "The Duke", gravado em seu "JAZZ - Red,Hot & Cool" para a Columbia Records.
Merecido repouso de "um grande guerreiro".
Parabéns "ad aeternum".

"Nels"

MauNah disse...

Brubeck já recebeu TODAS as honrarias - merecidíssimas - que o Governo americano pôde lhe conceder, felizmente em vida e gozando de boa saúde. Sua obra está eternizada na cabeça de todos nós, por diversos temas e momentos inesquecíveis.
Mas acho que ele ainda vai nos surpreender com mais alguma coisa grande, gravada em casa mesmo. Vai abandonar os deslocamentos, sim, mas sua mente ainda é febril com idéias. Ele simplesmente não consegue parar. Vamos torcer.
Abraços.