Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

P O D C A S T # 6 8

16 setembro 2011

7 comentários:

APÓSTOLO disse...

Prezado MÁRIO JORGE:

"'Round Midnight" com o pianismo de PETRUCCIANI bem acompanhado, BERTRAND JEAN "BARNEY" WILEN em solo magistral e a insuperável SARAH VAUGHAN utilizando toda a sua extensão vocal, fizeram uma abertura acima de qualquer expectativa.
Fantástico solo de BECHET (quem mais domina o soprano como ele!!!???) devidamente coadjuvado por JONES, "Museu" com a máquina de CHICK WEBB, DONALD BIRD com PAUL CHAMBERS, JIMMY McPARTLAND com TEAGARDEN solando e cantando, FRANK FOSTER em formação "All Stars" e CYRUS encerrando com classe, fizeram do "Pod 68" uma resenha para todos os gostos.
Parabéns e grato pela música ! ! !

llulla disse...

Prezados confrades,
A primeira música do 3 x 1 não é "Round Midnight" como anuncioiu o nosso Major. Houve uma troca de faixa.
Acontece.
abcs.
llulla

MaJor disse...

Acontece, mas o nome no CD NHOP LIVE está errado e não notei precisamente a música, apesar de achar um tanto estranha a interpretação do Petrucciani.

JoFlavio disse...

Major.
Você está certo. Pode não ser o "Round", mas no álbum duplo lançado em 2009 a faixa creditada para esse standard do Monk é exatamente a que você colocou. Provavelmente trata-se de algum tema da própria dupla Michel/Orsted. Há outro chamado Future Child. Portanto...

John Lester disse...

Muito bom Mestre MaJor!

Grande abraço, JL.

Bene-X disse...

Caro Major,

Penso que Misty, de Errol Garner, é o standard de jazz, composto por músico de jazz, mais gravado na história, por músicos de todos os gêneros. Talvez Round Midnight venha depois, acredito.

Abs.,

MaJor disse...

Oi BeneX, há muito não comentava os podcasts, sempre bom ouvir (ler) opiniões. Quanto aos standards em algum site lí sobre Round Midnight ser o tema de jazzista mais gravado. Misty também certamente foi muito gravado, agora por jazzistas RM teve 1486 e Misty só 740. Agora, Misty tem uma estrutura melódico-harmônica bem mais fácil para músicos genéricos e RM é bem mais difícil, assim é bem possível que Misty tenha mais gravações no geral. Adoro os 2 temas.
Abraços
Mario Jorge