Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

BILLY TAYLOR - ADEUS A UM PIANISTA

01 janeiro 2011

Navegando pelo sites neste primeiro de janeiro de 2010, li sobre o falecimento (aos 89 anos) em 28.12.2010 do pianista Billy Taylor.

No obituario de Billy Taylor (ver link abaixo)publicado no Jornal Chicago Tribune, tem um frase que se destaca:

"For Taylor, jazz was a central musical form for telling the story of America."

O site e o que segue:

http://www.chicagotribune.com/news/obituaries/la-me-billy-taylor-20101230,0,1478719.story

Pra lembrar Billy Taylor, segue um dos duos em piano, neste caso com Monty Alexander, no classico JOY SPRING, composicao de Clifford Brown.



Beto Kessel

8 comentários:

Beto Kessel disse...

ainda nao me acostumei. Estamos em 2011...

Beto

Beto Kessel disse...

No youtube, e possivel acessar inumeros Duos de piano, de Billy Taylor com Monty Alexander, Ramsey Lewis, John Lewis, George Shearing e Tommy Flanagan entre outros..

Dr. Billy taylor, obrigado pelo trbalho incansavel em favor do Jazz.

Beto Kessel

Beto Kessel disse...

Lembrando de Billy Taylor.

Puro Jazz.

O tema e work song com John Blake ao violino

http://www.youtube.com/watch?v=lOo6kLnmmIY&feature=fvw

Beto

APÓSTOLO disse...

Péssima notícia para iniciar (ou encerrar???!!!...) o ano.
Menos mal que escreveu belas páginas para o JAZZ, como músico e como mestre, deixando-nos precioso legado.

APÓSTOLO disse...

Em tempo: um duo de piano que soa como uma orquestra, plena, rica, alegre como o tema.
Pura beleza ! ! !

Beto Kessel disse...

Caro Apostolo,

Desde que descobri a musica de Billy taylor, fiquei impressionado com a simpatia, a elegancia e forma com que ele tocava...
Lendo mais sobre ele (*), percebi o quanto ele foi importante...Um verdadeiro mestre na forma de educar sobre a musica de jazz...Um precuror do trabalho que e feito por Wynton Marsalis.

Beto

(*) http://jazztimes.com/articles/26990-dr-billy-taylor-jazz-pianist-dies

Érico Cordeiro disse...

Realmente, uma perda enorme para o jazz.
Um dos grandes entusiastas do ensino jazzístico e um dos maiores divulgadores do estilo. Formou milhares de jovens em seus cursos e oficinas e encantou outros tantos com seu talento.
Sugiro um álbum fabuloso, ao lado de Gerry Mulligan, chamado "Live At MCG". O Jazz + Bossa publicou uma resenha a seu respeito, cujo endereço é:
http://ericocordeiro.blogspot.com/search/label/Billy%20Taylor
Agora, pode encantar velhos camaradas nas jams celestiais, onde os neons nunca se apagam e o bourbon jamais termina.
Abraços!

LeoPontes disse...

E pra quem ainda não sabia de sua existencia, como eu,Billy é um cavalheiro de primeiríssima ordem,fazendo a entrega expontânea dos primeiros solos nos duetos ao qual integrava, de corpo e alma. Deve ter sido um excelente professor de muita gente boa que nos ronda na atualidade.

Fraterno abraço a todos

Leo Pontes