Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

COLUNA DO LOC

31 outubro 2010


Caderno B, JB, 31 de outubro


4 comentários:

Mario disse...

É isso aí, gente que desponta sempre é noticia alvissareira para o jazz. Precisamos de novos nomes, pois os conhecidos estão se encaminhando para o cemitério (vide postagens funebres quase que diárias).

Mario disse...

Ainda bem que as obras dos falecidos ficam. Grande coisa!

Palmeira disse...

Guzz, sua reprodução de artigos do LOC são uma grande coisa. Não sei o que seria de nós sem a internet, nesses tempos magros de publicações e de lojas de discos. Até pouco tempo atrás, eu nunca ouvira falar de Bunky Green. Participo de um forum virtual que tornou-se há algum tempo uma pequena reunião de uma meia dúzia de amigos e foi em um dos "blindfold tests" que usamos trocar ali que escutei Bunky Green pela primeira vez, sem saber quem era aquele sax. Revelou-se ser uma faixa de Another Place (2004), um dos dois ou três CDs que se encontram editados dele. Bunky Green é um músico de (hoje) 75 anos, daqueles que não aconteceu terem sido alçados a nenhum tipo de estrelato (os anos de sua maturidade foram menos generosos que os anos 50). Além de ter ficado maravilhado com a faixa do "blindfold test", percebi que ele era uma unanimidade entre os poucos que o conheciam, indenpendentemente de preferências por "mainstream", "advanced jazz" ou o que quer que seja. Graças a um desses amigos virtuais pude obter uma cópia de Another Place (e, de quebra, gravação de uma apresentação de B.Green em Banlieus Bleues em 2006). Recomendo fortemente. Como é coisa difícil de se achar por aqui, se alguém quiser dar uma escutada podemos ver como fazer para passar uma cópia.
Também já escutei de Rudresh Manhantappa uma faixa aqui e outra ali. Indicação do Luiz Orlando é uma ótima garantia de qualidade, e já não é a primeira vez que leio aqui, dele e de outros, referências a Rudresh e a Vijay Iyer. Já é hora de obter CDs deles. Vou dar uma olhada na Amazon (a seção de "used" CDs tem maravilhas, recebi outro dia o volume 2 da SF Jazz Collective, em tributo a Coltrane, em excelente estado, e que me custou dez dólares, incluído o frete).
Abraços
Luis Antonio

Guzz disse...

grande Palmeira
já temos aqui a SF Jazz em tributo a Horace Silver em cd e dvd, broadcast do primeiro mundo

confesso que ainda não absorvi a música de Vjay Iyer, tenho o Historicity e dois concertos ao vivo em trio (2009 e 2010) para ouvir melhor; e o Rudresh também, nas esse último trabalho que o LOC comenta eu gostei muito

e tá na hora de voce comecar a escrever seus próprios posts aqui !
mantenha contato

abs,