Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

THE JUBILEE SHOWS - #6

26 março 2010








SEXTA FEIRA É DIA DE JUBILEE

JUBILEE SHOWS uma série de programas produzidos pela Armed Forces Radio Service (AFRS) durante a II Guerra Mundial para as estações de rádio militares.
Apresentamos hoje uma parte da edição gravada em abril de 1943 no estúdio-auditório da NBC em Hollywood.
O programa apresentou a magnífica big band de Benny Carter e a vocalista Savannah Churchill.
1. ABERTURA com o tema Great Day (V. Youmans) pela Armed Forces Radio Orchestra, o locutor Art Gilmore e o Mestre de Cerimônia Ernest Whitman.
2. RIFF ROMP (B. Carter) – com a big band: Benny Carter (tp e sa), Gerald Wilson, Snooky Young, Walter Williams, Fred Trainer (tp), John Shorty Haugton, Alton Slim Moore, Jay Jay Johnson (tb), Kirt Bradford, Willard Brown (sa), Gene Porter, Eddie Davis (st), Ted Brannon (pi), John Smith (gt), Curly Russel (bx), Oscar Bradley (bat).

Benny Carter em 1938, após uma bem sucedida excursão à Europa, chega aos EUA e vai dirigir a orquestra do Savoy Ballroom, depois monta várias orquestras na década de 40 e início dos anos 50. A formação que atua neste Jubilee Show, apesar de nomes não muito conhecidos a não ser o trombonista Jay Jay e dos trompetistas Gerald Wilson e Snooky Young, reúne a "nata" dos músicos disponíveis na área de Los Angeles e é de excelente qualidade, muito bem ensaiada como se pode atestar neste complexo arranjo, nada devendo às grandes orquestras swing.
3. WHY DON'T YOU DO RIGHT? (McCoy) – a seguir é convidada a cantora Savannah Churchill que foi crooner de Benny em várias ocasiões tendo gravado 12 sessões com a banda, bem como trabalhos na Jimmie Luncerford Orchestra e com o trombonista Will Bradley. Whitman a anuncia como a "lovely-lookin'-lark" (amável olhar de cotovia).
4. ILL WIND (YOU'RE BLOWING ME NO GOOD) (Harold Arlen / Ted Koehler) - uma balada introduzida 10 anos antes na revista musical Parade In Harlem no Cotton Club com destaque para Carter, talvez o saxofonista alto mais lírico e romântico do Jazz. Aqui uma versão bem diferente da gravação de Carter para a Victor (RA5335) de out/1941.
5. HONEYSUCKLE ROSE (Fats Waller) – novamente a big band no grande clássico de Waller em mais um sensacional arranjo, com desempenho não menos sensacional, uma verdadeira "tour de force" da banda liderada inicialmente pelo trompete de Benny Carter logo depois no sax-alto.
6. ENCERRAMENTO com Great Day com a Armed Forces Radio Orchestra.

Fonte: CD - THE JUBILLE SHOWS Vol.6 – produção de Carl. A. Hällström – Storyville Records (501 0006) – Dinamarca - 2002


7 comentários:

John Lester disse...

Prezado Mestre, puro swing! A resenha demonstra bem o quilate desse blog, verdadeiro inspirador do Jazzseen.

Bom conhecer a vocalista Savannah Churchill, raridade digna de nossa atenção. Quanto ao sax de Carter, prefiro nem comentar. E, vejam só, Gerald Wilson na seção de metais! Quem poderia querer mais?

Que os exércitos libertários de hoje, mesmo sem essa música maravilhosa, possam erradicar do globo as religiões que tolhem a liberdade e promovem o terrorismo.

Grande abraço, aproveitando para agradecer a dica: não sabia que o Divshare podia agasalhar faixas tão longas.

JL

Érico Cordeiro disse...

Caro MaJor,
Como sempre, uma seleção primorosa, sobre momentos importantes da história do Jazz. Me impressiona a qualidade das gravações, nas quais se pode ouvir, de forma cristalina, cada um dos instrumentos.
Também não conhecia a Savannah Churchill - a faixa postada foi uma ótima forma de conhecê-la!
Grande abraço e parabéns!

APÓSTOLO disse...

Estimado MÁRIO JORGE:

A meu juizo a melhor postagem da série até o momento. Se as anteriores mereceram nota 11, essa merece mudar a escaladas notas.
Grato pela música eterna ! ! !

APÓSTOLO disse...

Em tempo, onde se lê "escaladas", leia-se "escala das".
Sorry...

Nelson disse...

Beleza. Blow Benny Blow
Sensacional, meu amigo Mário
Os "blue eyes" se matando na Guerra e, quantos não puderam ouvir uma apresentação como esta.
Thank you.Thank you, Benny Carter. Now and forever. Thank God, for we here.
Parabéns Mário.

Abçs.
Nelson Reis

Nelson disse...

Please, read:
for we are here, instead of "for we here"
NR

Anônimo disse...

Hi there it's me, I am also visiting this web page on a regular basis, this web site is truly fastidious and the visitors are genuinely sharing fastidious thoughts.

Look into my weblog - cheap online backup
Here is my webpage - online backup