Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

HISTÓRIAS DO JAZZ N° 63

04 novembro 2008

“O Assunto é Jazz” – Mais um gol !

Em uma de nossas reuniões da A.N.D. comemorou-se o aniversário de Maurício Einhorn. Para nossa surpresa o aniversariante apareceu trazendo um grupo de amigos petropolitanos, todos eles rapidamente se integrando ao nosso ambiente, até porque gostavam de Jazz. Foi um vinte e nove de maio muito festivo que contou até com um mini show de gaitas à cargo de Gabriel Grossi, Maurício e um outro rapaz cujo nome nos escapa.
As folhas tantas,um dos amigos petropolitanos solicitou que eu e Maurício tirássemos um foto juntos para uma surpresa que ele nos queria fazer. Mas, acabou revelando o teor da surpresa
nada mais nada menos do que um CD que ele faria aproveitando uma audição do programa “O Assunto é Jazz”, no qual Maurício Einhorn e Alberto Chimelli ao violão ilustraram a parte de musica ao vivo, que ele gravara na íntegra. A foto seria a capa do CD. O tempo foi passando e até nos esquecemos da promessa do amigo petropolitano.
Eis quando em reunião de outubro chega Maurício e me passa um pacote contendo um CD . Era a prometida “surpresa”, um CD especial tendo na capa a foto tirada na reunião de maio e um encarte cuidadosamente preparado,especificando as músicas e os respectivos autores. Chegando em casa apressei-me em ouvir a peça e foi realmente emocionante .Recordei os programas que fizemos com os amigos músicos. Maurício, Chimelli, Cláudio Roditi, Alex Andrade e a Rio Dixieland Jazz Band numa”Jam Session” improvisada durante uma audição de aniversário de “O Assunto é Jazz”. Naquele tempo, como diziam os antigos, “a escola era risonha e franca” e o nosso Jazz frutificava em pleno ninho do barulhento “roquenrol” que era a “Maldita”, ou seja, a Fluminense FM.
Tempo em que amigos com cinco ou seis carros atravessavam a ponte todas as terças-feiras somente para assistir a nossa audição, sempre levada ao vivo. Dessas visitas foi surgindo o embrião da AND, hoje com vinte anos marcados em seu calendário. Criei uma frase ainda naquele tempo : “Jazz, a música que faz amigos ! “ a qual através dos anos comprova realmente uma verdade. O programa foi sempre uma alegria para quem fazia, para quem assistia e para quem ouvia. Para nossa satisfação ainda dá frutos, com encontros mensais com ex-ouvintes e amigos e as “surpresas” que nos pregam como essa do CD criado pelo amigo petropolitano. Que bom.

Nenhum comentário: