Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

MORREU ADALTO !

26 fevereiro 2008

Quem nos deu a notícia foi Arlindo Coutinho. Nosso amigo Adalto Argollo que morava nos Estados Unidos a mais ou menos trinta anos veio a falecer após uma cirurgia no joelho e mais complicações com diabetes.
Para quem não conheceu, Adalto fazia parte da “tropa de elite” das Lojas Murray e era o mais fanático admirador do Modern Jazz Quartet . Tinha um temperamento calmo, super educado e nunca reclamou das brincadeiras que todos faziam com ele. Certa ocasião apareceu com um sapato diferente, com duas tiras de couro em cima,entre as quais ele colocou uma moeda de meio dolar. Quando ví o sapato comentei com ele : “Isso é sapato de padre” e passei a chamá-lo de reverendo .
Quando aqui esteve o Modern Jazz Quartet (1962) tirou plantão no Hotel Glória, sempre carregando uma pilha de elepês procurando obter autógrafos dos músicos. Aliás, com seu inglês perfeito, muito me ajudou nas entrevistas que fiz com Percy Heath, Connie Kay e Milt Jackson.
Tantos anos separados e ainda assim sua pessoa sempre foi lembrada nas reuniões dos jazzófilos que o conheceram. Que Deus o tenha.



Adalto entre eu e Milt Jackson, após o musico ter autografado,com visivel máu humor o lote de elepêsque levava.

Nenhum comentário: