Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

25 fevereiro 2012

HÁ ESPERANÇA. NO JAPÃO, PELO MENOS

Um amigo, Fernando Ribeiro, sempre interessado por boa música e mais ainda em jazz, para o qual vem voltando sua atenção com mais e melhores audições a cada dia, enviou-me o clip abaixo (o que está no link, pois o autor não autoriza embutir no blog), no qual fica patente que ainda há esperança para a humanidade, que ainda há vida inteligente grassando pelo planeta, mesmo que em regiões frias e longínquas, e que o jazz ainda pode empolgar aos jovens de qualquer parte. Sim, desde que apresentado através de suas vertentes mais animadas e empolgantes, como o trazido essa banda de porte médio, formada por meninas japonesas chamadas de Swing Girls - apenas o pianista é do sexo masculino -, que tocam com alto nível técnico.
Viva a civilização japonesa e o alto padrão educacional conferido a seu povo!

Aqui, para ouvir "Sing, sing, sing"



"In the Mood"


Aqui, as Swing Girls mostram sua técnica na conhecida "Moonlight Serenade"



Obrigado, Fernandinho!

5 comentários:

Mario disse...

Lembrei do comentário do Phil Woods, que fez um concerto em Tóquio logo após o terremoto/tsunami no norte do Japão. A sala estava lotada e no final havia uma enorme fila de saxofonistas mulheres com seus instrumentos para serem autografados.
A Yano Saori que o diga.

Beto Kessel disse...

Paises desenvolvidos como o Japao tem um povo que busca o melhor. Legal

Beto

APÓSTOLO disse...

Enquanto isso seguimos com os "bailes" funk, axé, "música"(?!?!?!?) sertaneja falsificada e outras porcarias.
Até quando ? ? ?

MaJor disse...

Adorei, bem afinadinhas e umas belezocas e cheias de maladrangem. Se pintarem por estas bandas temos que asssísti-las. Valeu.

claudio santiago disse...

Muito bom