Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

31 janeiro 2011

Bill Stewart - Um Grande Artista



8 comentários:

Internauta Véia disse...

Muito bom mesmo, Mr. Tandeta!
Valeu!

APÓSTOLO disse...

Prezado TANDETA:

Não conhecia o MAT DANON à bateria; uma grandeza de técnica e de exatidão.
Excelente ! ! ! !

Andre Tandeta disse...

E' ,amigo apostolo, realmente ele e' parecido com o Matt Damon, um ator igualmente talentoso.
Numa rapida analise de estilo pode-se dizer que Bill Stewart tem bastante influencia de Roy Haynes. Mas com um toque menos agressivo.E suas frases são sensacionais , muito bem construidas e formando umas com as outras verdadeiras peças musicais,u compositor ,na verdade .
Sou um grande admirador de Bill Stewart e ja tive a oportunidade de ve-lo tocar ao vivo onde ele me deixou com os olhos cheios d'agua num solo maravilhoso .

MaJor disse...

Excelente baterista,e que não conhecia. Vou ficar atento a outras apresentações do dito, Bill.

Nelson disse...

ÉÉhh!!!Tandeta,

O "cara" é "um ás" no instrumento, tocando o tempo todo de "mão inglesa", com a esquerda. Grande batera. Valeu, e muito obrigado.
Abçs.
Nelson Reis

Andre Tandeta disse...

Esse trio ,com Larry Goldings no orgão e Peter Bernstein na guitarra tem varios discos gravados, eu tenho 5.
E' possivel adquirir no site da gravadora Palmetto, o preço e' bem em conta. Eu comprei 4 CDs que chegaram ate' bem rapido e com as despesas de correio eles sairam por menos de 25 reais cada. Foram 50 e poucos dolares no cartão, na epoca deu 98 reais ,mais ou menos. E a gravadora tem um catalogo muito bom, Fred Hersh , por exemplo, tem varios discos pela Palmetto.

Que bom que voces gostaram.
Abraços

Érico Cordeiro disse...

Mr. Tandeta,
Tenho um disco espetacular em que o Bill Stewart atua, o Monk, do Peter Bernsteis, que é fantástico. Acho que a versão de Let's Cool One é uma das melhores que já ouvi, rivalizando com a do Clark Terry (do disco In Orbit).
Realmente o Stewart é muito bom baterista, mas não sei se tenho outros discos com ele.
Falando nisso você já ouviu falar num baterista, também jovem, chamado Jarrod Cagwin? Ele toca com o Charlie Mariano em um disco que vou postar em breve, chamado Deep In A Dream e surprende, sobretudo porque é bem jovem (acho que tem 30 e poucos anos).
O Larry Goldings é um pianista muito melodioso e refinado, com um toque que lembra o Bill Evans. Tenho o Awareness (com o Paul Motian na bateria e o Larry Grenadier no baixo) e o When Larry Met Harry, co-liderado pelo Harry Allen e que tem uma versão esplendorosa de Sous Le Ciel De Paris.
Não conheço seus trabalhos com o órgão (na verdade, não sou muito fã desse instrumento, embora tenha muita coisa de Jimmy Smith e outros mais), mas dos organistas atuais eu destaco o Mike LeDonne (que também toca um piano finíssimo), cujo disco The Groove é uma paulada (esse ouço sempre e tem o Bernstein na guitarra e o Eric Alexander detonando).
Um outro disco recente e bem legal é o Blues for Brother Ray, do trompetista Jim Rotondi (também com LeDonne no órgão e o Bernstein e o Eric Alexander).
Bom, desculpem a loquacidade...
Abração!

Érico Cordeiro disse...

Só complementando, Mr. Tandeta,
Dei uma passada no Allmusic e o “cartel” do rapaz não é sopa não.
Ele simplesmente já tocou com todo mundo, incluindo Maceo Parker, Lee Konitz, Bill Charlap, Ronnie Cuber, Martial Solal, Jim Hall, Chris Potter, Pat Martino e uma cacetada de outras feras.
E aí descobri que tenho outros discos onde ele atua, como o El Matador, do Kevin Hayes, o Love Walked In, do Steve Kuhn, e o Hand Jive, do John Scofield.
Vou tentar descolar outros discos em que ele toca - o homem é um verdadeiro "selo de qualidade" ambulante!!!