Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

06 março 2009

UM ÓTIMO SHOW NO VELHO ARMAZEM

UM ÓTIMO SHOW NO VELHO ARMAZÉM
Márvio Ciribelli continua promovendo ótimos espetáculos
no Velho Armazém. Ontem, foi a vez da cantora francesa Manu
Le Prince, fazendo uma homenagem a Cole Porter (Night and Day-
I get a kick out of you – Get out of town etc . ) e ingressando
depois no repertório internacional, com músicas brasileiras e a
italiana “Estate”, na opinião de muitos o ponto alto de sua apresentação.
O trio de acompanhamento com Márvio, Alex Rocha e Paulo Diniz, que
abriu a noite com bela versão de “Beautiful Love” teve destacada atuação
dando um excelente suporte a Manu.
Depois do intervalo a grande surpresa da noite. A cantora apresenta o
seu filho Julien, de 14 para 15 anos e este em poucos momentos convence
a todos que conhece os segredos do piano de Jazz. Improvisos bem
construídos e uma fraseologia eficiente, dentro da linguagem moderna do
instrumento. E para que não ficassem dúvidas, o garoto informa que era
o dia da música clássica e interpreta na íntegra a “Rhapsody in blue” de
George Gershwin.
Em seguida a competente Thaís Motta é chamada ao palco e nos brinda com
três excelentes números , mostrando mais uma vez toda a sua categoria.
Foi uma bela noite.
ATENÇÃO – Na próxima quinta feira (12-03) Márvio recebe o cantor francês
Bernard Fines com a participação do saxofonista, flautista e
também cantor. Guilherme Vianna. E em 19-02 mais uma visita
de Michael Carney.

2 comentários:

figbatera disse...

Puxa, pela descrição, foi mesmo uma noitada muito boa!
Já presenciei alguns bons shows no Velho Armazém; parabéns à casa por continuar promovendo a música de boa qualidade.
Viva o jazz e a bossa-nova!

APÓSTOLO disse...

Bela noite, bela música e, a permanecer assim, vale a pena atravessar a "poça".