Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

19 janeiro 2017

Série   “PIANISTAS  DE  JAZZ
Algumas Poucas Linhas Sobre o Piano e os Pianistas
23ª Parte

(25)(b) ERROLL GARNER    Excelência sem estudo (Apêndice I)

Antes de prosseguir com a 3ª Parte sobre ERROLL GARNER, abrimos um “Apêndice” para incluir a relação dos lançamentos discográficos de ERROL GARNER no Brasil, conforme mestre LULA. Escrevia ele:
“A idéia de relacionar apenas os LP’s de GARNER lançados no Brasil fundamenta-se no fato de que, todos eles, são originais, contendo preciosos textos de contracapa, com fatos nem sempre constantes dos livros e das biografias..........................Buscamos também apresentar, da melhor maneira possível, as gravações de GARNER em ordem cronológica (não coincidentes com a de seus lançamentos no Brasil), iniciando com os álbuns de “GARNER-titular” para depois abordar as “coletâneas”. Temos então:
PASSAPORTE À FAMA
LP 10” lançado pela “Copacabana” (“Atlantic Records”), citado por Carlos Tibau em “Discografia do Jazz” disponibilizada para o CJUB em 08/janeiro/2017, com temas retirados de velhos acetatos gravados em 1944 para o selo “Rex”. As execuções de GARNER já mostram sua característica essencial - o proposital atraso da mão direita em relação ao acompanhamento da esquerda e, ainda, um fato raro em sua carreira = a execução de um “boogie woogie”. As faixas do LP 10” são “Perdido”, “Everything Happens To Me”, “Soft And Warm”, “I Get A Kick Out Of You”, “I’m In The Mood For Love”, “Boogie Woogie Boogie” e “All The Things You Are”. Capitaneados por GARNER temos Edgar Brown no baixo e Harold “Doc” West na bacteria.
ERROLL GARNER
Lançamento da “Imagem” (representante da “Everest Records”) foram 02 albuns (este e o próximo), extraídos das longas sessões de gravação para a “Savoy” entre 1945 e 1949. Praticamente apenas “standards” - “Somebody Loves Me” (com o título de “Somebodys Loves You”, tendo ao lado de GARNER John Levy / baixo e George de Hart / bateria), “On The Sunny Side Of The Street”, “I Can’t Bellieve That You’re Love With Me”, “Stompin At The Savoy”, “Red Sails In The Sunset”, “She’s Funny That Way”, “Storm Weather”, “This Can’t Be Love”, “Moonglow” e “Confessin’”(com John Simmons no baixo e Alvin Stoller à bacteria, capitaneados por GARNER no piano).
ERROLL GARNER, volume 2
Os clássicos “Star Dust”, “Laura” e “Indiana” com GARNER ao lado de John Levy / baixo e George de Hart / bateria, enquanto que Leonard Gaskin / baixo e Charlie Smith / bateria ladeiam o pianista em “Starway To The Stars” e são substituídos por John Simmons / baixo e Alvin Stoller / bateria em “Cottage For Sale”, “All Of Me”, “I’m In The Mood For Love”, “The Man I Love”, “September Song”, “All The Things You Are”, “Undecided” e “Over The Rainbow”. A capa do “LP” é similar à do album anterior, mas em tonalidade azul.
JAZZ MASTERS, VOLUME 2 – MISTY
10 temas gravados entre 1946 e 1954, inclusive com o original de “Misty”, que dá título ao álbum.
RAPSÓDIA (idem Carlos Tibau)
10 temas que incluem “Flamingo”, “Skylark”, “Pavanne” e “Turquoise”.
THE GREATEST GARNER – THAT’S JAZZ, VOLUME 4
12 temas pinçados de albuns anteriores, remasterizados e com alta qualidade técnica, todos eles com GARNER em trio.
ERROLL GARNER - PIANO (idem Carlos Tibau)
GARNER ao piano mais John Simmons no baixo e Harold Wings na bateria interpretam 08 temas, incluindo o magnífico “Serenade In Blue”.
ERROLL GARNER TOCA, VOCÊ DANÇA
Início da fase “Columbia” (“CBS”, depois “Sony Music”) onde GARNER gravou a maior parte de seus discos. São 10 temas gravados originalmente entre 1950 e 1953, sempre em trio.
PLAY IT AGAIN, ERROLL 
Album duplo da CBS com um total de 21 faixas gravadas entre 1951 e 1953, todas em trio e variando os acompanhantes de GARNER:   baixo/bateria com John Simmons / Shadow Wilson, Wyatt Ruther / Shadow Wilson, Wyatt Ruther / Fats Heard e Al Hall / Specs Powell. 
JÓIAS DE ERROLL GARNER
Na metade da década de 1950 a CBS editou um dos melhores álbuns de GARNER, com 03 sessões, duas das quais com as mais importantes formações em trio:   John Simmons / Shadow Wilson e Wyatt “Bull” Ruther / Fats Heard secundaram GARNER em 11 de janeiro de 1951, 03 de janeiro de 1952 e 30 de março de 1953, para um total de 12 faixas. 
ROMANTIC & SWINGING
Album lançado pela “Polygram” com gravações para a “Mercury” em 1954 e 1955, a primeira com Wyatt Ruther / baixo e Fats Heard / bateria acompanhando GARNER, enquanto que a segunda em piano solo, lançada anos mais tarde com o título de “Solitarie”. 
ERROLL
LP com gravações de 27 de julho de 1954 e 14 de março de 1955, com participação em 02 faixas de Candido Camero (conga) e 04 faixas em piano-solo por GARNER: “Who”, “Salud Segovia”, “When A Gypsy Makes His Violin Cry" e “Yesterdays”.
CONCERT BY THE SEA
Cabe aquí a perfeita colocação de Joachim-Ernst Berendt e Günther Huesmann em seu laudatório “O Livro do Jazz – De Nova Orleans ao Século XXI” (SESC, Editora Perspectiva, 2014, 638 páginas): “Desde Fats Waller nenhum outro pianista foi tão automaticamente associado à alegria quanto ERROLL GARNER, também comparável a Fats ou a Art Tatum pelo fato de tocar seu instrumento de forma “orquestral” dominando soberbamente todo o teclado. “Concert By The Sea” é o título de um de seus vários álbuns de sucesso, e esse título não é apropriado apenas por ter sido gravado no litoral do Oceano Pacífico mas, sobretudo, pela sensação que nos causa: a de ouvirmos o rumorejar das ondas nas cascatas pianísticas de GARNER”.
SOLITAIRE
Em 1955 ERROLL GARNER gravou em solo, sem preocupações com o tempo de gravação e em completa liberdade para criar, dando asas à sua ilimitada imaginação. Mais que um simples LP temos aqui um compêndio de beleza e criatividade, verdadeira enciclopédia musical que só o gênio de GARNER poderia escrever - quem ousaria, antes dele, transformar “Over The Rainbow” em peça de concerto ? ? ? 
GAROTA DOS MEUS SONHOS
09 temas gravados em 02 sessões de 1956 (junho e setembro), com um melhores acompanhamentos de GARNER: All Hall no baixo e Specs Powell na bateria. Destaque para o tema título do álbum, “Girl Of My Dreams”.
MOMENTOS MUSICAIS - OTHER VOICES
“Momentos Musicais”, lançamento da CBS mais tarde relançado como “Other Voices”, conta com precioso texto de Martha Glaser (secretaria de GARNER entre 1950/1957 e posteriormente sua empresária), que descreve em detalhes o exaustivo trabalho de GARNER, Mitch Miller, Nat Pierce e assessoramento do “staff” da CBS dirigido por George Avakian, já que GARNER foi preparado para atuar com grande orquestra uma vez que não lia nem escrevia música. GARNER em trio (baixo/bateria) mais naipes de trumpetes, de trombones e de saxofones, violinos, violas e cellos, realizaram 10 faixas, iniciadas com “Misty “ em 02 de setembro de 1956. 
CLOSE-UP IN SWING
Com acompanhamento de Eddie Calhoun no baixo e Kelly Martin na bateria, GARNER gravou 10 temas em julho/agosto de 1961, integrantes deste LP lançado pela “Companhia Brasileira de Discos” (“CBD” representando a “Phillips”), tendo como destaques “You Do Something To Me” e “Some Of These Days”.
DREAMSTREET
Outro lançamento da “CBD” com 10 faixas e os mesmos acompanhantes do LP anterior, destacando-se os temas “Just One Of Those Things”, “Blue Lou” e o tema-título “Dreamstreet”.
ERROLL GARNER QUARTET
O selo nacional “Imagem” lançou esse LP, tendo GARNER acompanhado por Willy Richardson no baixo, George Jenkins na bateria e Johnny Pacheco na conga, em gravação de 1976 na Itália com 10 preciosos temas.
ERROLL GARNER PLAYS GERSHWIN & KERN
Lançamento da “Polygram” representando o selo “Emarcy” com gravações de agosto de 1964 (06 temas com Eddie Calhoun / baixo e Kelly Martin / bateria acompanhando GARNER) e de agosto de 1965 (05 temas com Ike Isaacs / baixo, Jimmy Smith /bateria e Jose Mangual / conga perfilando ao lado de GARNER). Com esta segunda formação GARNER nos brinda um soberbo “A Foggy Day”.

A PARTIR DAQUÍ AS “COLETÂNEAS” 
"THE VERY BEST OF BIRD” 
“MODERN JAZZ PIANO” 
“GREAT JAZZ PIANISTS” 
“US$ 64,000.00 IN JAZZ” 
“JAZZ-THE BEST OF, VOLUME I” 
“MUSIC FOR TIRED LOVERS”
“JAZZ - THE BEST OF, VOLUME 2” 

Total =  27 alguns lançados no Brasil e tendo ERROLL GARNER como titular ou como “sideman”.

Nenhum comentário: