Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

17 outubro 2016

O CONCERTO DO SÉCULO - GILLESPIE UM TRIBUTO A PARKER


Em 11 de novembro a Justin Time Essentials Collection vai lançar o lendário concerto de 1980 em Montreal por Dizzy Gillespie versão sexteto ampliada e melhorada tecnicamente. O álbum é intitulado - "Concert of the Century – A Tribute to Charlie Parker".
Além de Gillespie, o sexteto naquela ocasião memorável contava com o saxofonista e flautista James Moody, vibrafonista Milt Jackson, pianista Hank Jones, o baixista Ray Brown e o baterista Philly Joe Jones, verdadeiros gigantes do puro jazz .
Logo após a conclusão do concerto em 1980, um "LP", foi publicado em uma edição limitada que muitos colecionadores descobriram que é quase impossível adquirir. 
Agora as gravações originais foram aumentadas digitalmente e foram acrescentados várias temas que não vinham no "LP" original. Em novembro, estará disponível em CD e "Long Plays" vinil e na versão digital em alta definição.
Na visão dos críticos este show em Montreal, Canadá, capturou o calor dos amigos músicos, a espontaneidade, a criatividade e a estreita relação entre eles em tempo de constante entusiasmo e vigor criativo, provavelmente porque eles estavam cientes de que era uma homenagem ao grande Charlie Parker. Curiosamente, mais de três décadas antes, o famoso concerto no Massey Hall em Toronto, gravado pelo quinteto com Parker e Gillespie mais Bud Powell, Charles Mingus e Max Roach em 1953, também foi realizado em solo canadense.


(traduzido e adaptado de Noticias de Jazz)

2 comentários:

pedrocardoso@grupolet.com disse...

Estimado MÁRIO JORGE:

Imperdível e vou "correr atrás ! ! !
Bela notícia sobre um evento ímpar.

PEDRO CARDOSO

Carlos Tibau disse...

Amigo Mário
Seguindo o Pedro, também vou correr atrás.
Valeu.
Forte abraço