Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

26 julho 2016

CHARLIE HADEN E GONZALO RUBALCABA


O rótulo Impulse / Universal Music Classics tem no mercado um álbum com o falecido baixista Charlie Haden que tocou mais de uma década atrás com Gonzalo Rubalcaba no Japão.
O álbum foi gravado no clube de jazz "Blue Note" Tokyo por quatro noites de shows em 2005. Os críticos observaram que a qualidade artística e técnica é de primeira ordem e o respeito e silêncio do público que foi "registrado" durante as apresentações, exceto em momentos de aplausos. 
Anteriormente, eles haviam gravado juntos The Montreal Tapes (1998),
Nocturne (2001) e Land of the Sun (2004), que ganhou um Grammy.
O álbum é chamado de "Tokyo Adagio" e é o segundo álbum póstumo de Haden publicado. O primeiro foi há dois anos com o guitarrista Jim Hall, gravado em Montreal em 1990 e somente editado em 2015.
Rubalcaba disse em uma entrevista a Ned Sublette, autor de “Cuba and Its Music From the First Drums to the Mambo”, quando adolescente em La Habana em Cuba,  costumava ouvir no rádio a Charlie Haden, especialmente o álbum com Keith Jarrett, Survivor´s Suite.
Mais tarde, aos 23 anos Haden e Rubalcaba se reuniram em Havana e gravaram para a etiqueta cubana EGREM. Pouco tempo depois, eles tocaram e gravaram no festival de Montreux em julho de 1990, juntamente com o baterista Paul Motian em trio, que solidificou a amizade musical. Rubalcaba disse que: ─ " a nossa ligação é o amor pela música, pelas nossas famílias e uns aos outros."
Pouco antes de sua morte, Charlie Haden gravou o álbum "The Last Dance", um dueto com o pianista Keith Jarrett. Charlie Haden morreu em julho de 2014.

(adaptado de Noticias de Jazz)

Nenhum comentário: