Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

04 agosto 2015

GUNTHER SCHULLER RECEBE MEDALHA PÓSTUMA


O músico Gunther Schuller, uma figura importante no jazz, vai receber a 56a prestigiosa medalha MacDuwell em 09 de agosto em carater póstumo, para honrar sua notável contribuição para o desenvolvimento da música.
A Medalha Edward MacDuwell (*) é um prêmio dado anualmente desde 1960 para uma pessoa que fez uma excelente contribuição para as artes norte-americanas. Ela é dada pela MacDuwell Colony, o primeiro programa de residência artística nos Estados Unidos.
Entre aqueles que apresentarão o prêmio está o violinista e compositor Yehudi Wyner, Terrance McKnight será o anfitrião da noite, os presidentes da MacDuwell: Michael Chabon e Susan Davenport Austin, e o diretor executivo Cheryl Young.
Gunther Schuller, um dos músicos mais respeitados no mundo do jazz, compositor, arranjador, escritor, educador e trompista, morreu no mês passado aos 89 anos de idade por causa de leucemia.

A Schuller é creditado como sendo o "arquiteto" da "third stream", ou seja, trabalhos para fusão da música clássica e jazz. Ele tinha uma sólida formação em música clássica, tendo estudado violino e trompa, que foi o seu instrumento final. Aos 15 anos ele estava tocando em grupos de música clássica e em 1945 lançou seu primeiro livro, "Primeiro Concerto para Trompa".

Mas sua paixão pelo jazz se deu quando muito jovem e foi acesa a chama pela Duke Ellington Orchestra e entre 1949 e 1950 fez parte do conjunto de Miles Davis e gravou os temas lendários de "Birth Of The Cool", onde tocou trompa e fez alguns arranjos (mais de 50 anos mais tarde viria a fazer arranjos para re-interpretações de Birth of the Cool feita por Joe Lovano).

Em 1955, ele e John Lewis (pianista e arranjador em Birth Of The Cool) fundou a Jazz & Clássica Music Society e da Escola de Jazz em Lenox Massachusetts, onde atuou com Ornette Coleman em 1959. Schuller e John Lewis são considerados os primeiros do grande movimento que fundiu o jazz com a música clássica.

Gunther Schuller também tocou com Charles Mingus, Jimmy Giuffre, John Lewis, Ornette Coleman, Eric Dolphy, Dizzy Gillespie, JJ Johnson, Bill Evans, Roy Haynes e Joe Lovano, entre outros grandes nomes do jazz. Mas no final dos anos 50 passou para a carreira de educador musical e à produção de livros, embora, ocasionalmente, continuou tocando jazz até muito recentemente. Ele também foi um comentarista respeitado e crítico de jazz. Suas publicações mais famosas: “Raízes e Desenvolvimento Musical” e “A Era do Swing: o desenvolvimento do Jazz, 1930-1945” de 1989, e suas memórias, “Gunther Schuller: "A Life in Pursuit of Music and Beauty”.
Em 1994, ele ganhou o Prêmio Pulitzer e em 1988 o Prêmio William Schuman. Ele ganhou dois prêmios Grammy e o Prêmio Master Jazz da NEA.

(adaptado de Noticias de Jazz de Pablo Aguirre)


(*) O prêmio é nomeado para o compositor Edward MacDuwell, que, com a pianista Marian MaCduwell, sua esposa, fundou a colônia de MacDowell em 1907. The Colony existe para nutrir as artes, oferecendo a indivíduos criativos do mais alto talento um ambiente inspirador, favorável à produção de obras duradouras a cada ano, MacDuwell recebe mais de 275 arquitetos, compositores, cineastas, artistas interdisciplinares, artistas de teatro, artistas visuais e escritores de todo os Estados Unidos e ao redor do mundo 









Nenhum comentário: