Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

29 maio 2015

THANKS FOR THE MEMORY

Com o controle remoto da tv na mão e passeando nos canais, paro no CURTA!TV onde começava um programa chamado Ícones do Jazz. O vÍdeo apresentado era o do pianista Erroll Garner numa viajem pela Europa em 63 e 64. Um dos temas apresentado por ele foi Thanks For The Memory. Ouvindo aquela apresentação, que diga-se de passagem, uma maravilha, me transportei no tempo e viajei pelos momentos que junto com queridos amigos, na casa do saudoso e inesquecível Mestre Lula, nos deliciávamos com os temas e improvisações do Erroll. A cada Lp que era lançado no comércio, sempre tinha um de nós que comprava e, nas noites de sábado, curtíamos cada faixa. Nesta minha viajem também vieram cenas dos encontros das sextas-feiras nas lojas Murray, após a saída do trabalho. Ali o encontro era de muito papo sobre Jazz com amigos inesquecíveis, tais como, Raimundo Flores(Mr.Jones), Adauto, Hélio Galindo, Lula, Lenine, Telmo, Rocha Melo, Nelson, Cândido, Olindo, Brandão, Tião Neto e muitos e muitos outros, e me desculpem se não me recordo os nomes pois faz muito tempo mesmo destes encontros. Quando a loja fechava íamos para o Restaurante Westfalia para alguns chopps e para um sanduíche La Paiva. Como não lembrar também das Jam Sessions nas tardes de domingo no Café Nice, com excelentes músicos, tais como, Cipó, Juarez, Chaim Levac, Aurino, Alex, Maciel, entre outros. Não tem como esquecer das excursões para ver os grupos e vocalistas de Jazz que vinham de fora, tais como, Gillespie, Armstrong, Sarah, Peterson, Getz, Blakey, Harry James, Heath Brothers, Evans, Buddy Rich, o American Jazz Festival, Ella e uma lista enorme de outros nomes que por aqui passaram. A ida, as terças-feiras, na Rádio Difusora Fluminense para assistir ao vivo o programa O Assunto É Jazz do querido amigo Lula, era uma verdadeira "religião". Na saída, pela madrugada, alguns chopps no Restaurante Bella Blu ou no Restaurante Bom Canto. Bons tempos que jamais serão esquecidos.
Amigo Erroll, THANKS FOR THE MEMORY, ou melhor, THANKS FOR THE MEMORIES.

6 comentários:

MARIO JORGE JACQUES disse...

Maravilha Tibau, como é bom sentirmos saudades, é sinal de que algo muito bom nos aconteceu, que vivemos!!!.
Gostei deste stream do áudio, se o divshare ficar enchendo a paciência com erros vou mudar. Abração

Nelson disse...

É...tudo parece que foi ontem, mas por incrível que pareça tem mais de meio século. Lula, conheci em 1956 em casa de Mr.Jones, na época dos "Saúvas". Na velha Rua Nóbrega, hoje Ministro Otavio Kelly, aqui "na terrinha" de Niterói, que sempre foi um "celeiro de músicos"
A Murray era uma "extensão" onde além dos que vc.cita vem à memória o Beltrão, Lousada, Arlindo Coutinho, Estevão, "Filipino", "Society", Macedo Soares, Léo, Eloyr, "Vitinho"(Victor Manga) que namoriscava a Léa (balconista do Jonas), Silvio Túlio,Jorge(Z.Bulbul)e o Luis Carlos Nascimento. Nas "jams" das tardes do "Little Club" era de praxe, alem do Sérgio (Mendes)termos pianistas como Tenório e o Vinhas. Bill Horne e o meu prezado "Oswaldinho" à bateria, Salvador à guitarra e, diversos outros entre os quais vc. também menciona.

OLD MEMORIES NEVER FORGOTTEN
"Nels"

Tibau disse...

Amigos Major e Nelson
Obrigado pela força.
Nelson
Obrigado por me lembrar os nomes de outros grandes amigos que foram muito importantes na minha vida jazzística.
Oswaldinho morou muito tempo aqui em Friburgo e foi um dos fundadores do nosso Clube de Jazz e promovia na sua, no seu aniversário, grandes Jam Sessions. Mudou para o Rio em 2011.
Forte abraço para os amigos

APÓSTOLO disse...

Sempre é importante lembrar daquilo que foi importante, quando se trata de MÚSICA, JAZZ, amizades, momentos de troca de conhecimentos e de informações. Após o programa das terças na Fluminense-FM (ave Mestre LULA) a pizza era indispensável ! ! !
Como o programa era ao vivo, por ali desfilaram IDRISS, MAURICIO, RODITI, além dos já lembrados e de outros.
Nada de saudosismo, tudo de bom, de cultura, de construção de amizades.
Boa TIBAU ! ! !

Tibau disse...

Apostolo
Valeu.
Abç

Anônimo disse...

Não posso participar das "bonnes mémoires" desse grupo invejável de amigos de tão longa história comum. Apenas me jactar de que a amizade rolou principalmente por conta do Jazz, que como dizia a frase de algum dos nossos decanos, era exatamente a "música que faz amigos". Quem souber quem a cunhou, por favor me relembre.
Quanto ao Garner, sou um grande admirador das suas levadas ao piano, ao um tempo criativas ao extremo e suingadas ao limite do andamento.
Fiquei pasmo no dia em que outro (ou teria sido o mesmo Mestre?) me disse que EG não sabia ler música, vindo todo o seu talento e destreza do berço. Mais admirável ainda a partir desse dia, Erroll é o pianista que consigo identificar às cegas.
É antologica a cena de um certo DVD dele, quando em trio, fica "enrolando" numa introdução tão veloz quanto sem fim, despistando baixista e baterista quanto ao tema (eles se entreolham várias vezes, com caras gaiatas) até desembocar no tema.
Simplesmente genial.
Grande abraço a todos,
MauNah