Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

30 setembro 2013

MORREU OSCAR CASTRO NEVES


Vitimado por um câncer, faleceu em 27 de setembro, aos 73 anos de idade, em Los Angeles o violonista, compositor e arranjador Oscar Castro Neves. Ele foi um dos músicos  brasileiros que mais sucesso fez nos Estados Unidos,tocando, compondo e arranjando inclusive para trilhas sonoras .

R I P

3 comentários:

Anônimo disse...

MESTRE:
Perda sentida por todos os que amam a boa música.
Deixou belo legado.

APOSTOLOJAZZ

Beto Kessel disse...

A primeira vez que conheci o som de oscar castro neves foi nos discos do sergio mendes e brasil 77, e recentemente assisti pela internet a um tributo a Toots thielemans, com o qual Oscar vinha acompanhando pelo mundo. Um grande brasileiro, um grande musico e um grande divulgador da musica de qualidade. RIP

Beto

Nelson disse...

A ultima vez - já vái algum bom tempo - que estive com ele, foi durante a apresentação do Tom Jobim, junto com o pessoal de musica de jazz (Herbie Hancock,Rubalcaba, etc...)no extinto palco do Hotel Nacional, RJ. Ele e seu irmão Ico, moravam,nos idos de 1958,na Rua Cândido Mendes, bairro da Glória,RJ. e o Ico, que era baixista de jazz e bossa,trabalhamos para o Citybank, no velho endereço da Av.Rio Branco,85 - RJ. Tive oportunidade, naquela ocasião, de estarmos algumas vezes juntos no "roof" do prédio, onde funcionava o Citybank Club e, onde o Ico "dava umas canjas", às vezes, no contrabaixo, inclusive com músicos americanos de jazz, que vez por outra lá apareciam.
Que o Oscar descanse em paz, onde esteja.

"Nels"