Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

29 setembro 2012

RAFAEL BARATA TOCANDO COM HERBIE HANCOCK

Nosso batera Now!
Baratinha e Hancock

3 comentários:

Beto Kessel disse...

um showzaco o tributo a Toots thielemans ontem a noite no Lincoln center..O momento em que Toots tocou Bluesette foi uma apoteose. Ao piano, Herbie Hancock, Eliane Elias e um outro pianista num solo a tres, mais Dori na guitarra, osca castro neves no violao, marc johnson ao baixo e Rafael barata na bateria..Um show historico que durou quase 3 horas...Inesquecivel...

Beto

Anônimo disse...

Rafael é "o cara".
Poucos bateristas chegaram ao nivel do patrício, um senhor músico.
Com certeza foram 03 horas de pura delícia.

APÓSTOLO

Bene-X disse...

Sem modéstia alguma e dando uma de Sazzinho, fui o primeiro a vaticinar isso tudo há dez anos, quando atônito, pela primeira vez o vi tocar num diminuto kit ladeando, com Matoso, Osmar Milito no piano bar do Mistura. Ali vi - e disse a todos os confrades - que estava, finalmente, um músico de jazz brasileiro autenticamente genial, do mesmo quilate de Victor Manga, Edison e Duduka, só para ficar no quesito bateria. Barata, aliás, é a sequencia, a evolução natural de Edison e Duduka. É quem levou a frente, no instrumento, o samba-jazz, tanto quanto Hálio Alves está fazendo no piano. Abs.,