Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

15 setembro 2011

TURN OUT THE STARS

Bil Evans morreu em 15 de Setembro de 1980. Eis Evans com seu último trio — Marc Johnson, baixo e Joe LaBarbera, bateria, tocando uma música que compôs em memória do seu pai. Oremos!

2 comentários:

APÓSTOLO disse...

Prezado MARIO:

O mais sublime, sensível e técnico de todos os mestres das "88", em uma apresentação ímpar.
É com o derradeiro trio de EVANS, mas após esse número ele ainda nos regalou com outras jóias.
Pura maravilha ! ! !

JoFlavio disse...

Mario.
A importância do Evans foi incorporar ao seu jazz o approach harmônico dos impressionistas, que Miles foi beber imediatamente.
Essa escola deixa até hoje inúmeros seguidores, principalmente pianistas.