Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

22 setembro 2011

CONFESSO QUE OUVÍ


Durante o "II Festival de Contrabaixos" = Sala Baden Powell nos dias 30 de setembro e 01 e 02 de outubro próximos, sempre às 19.00 horas = ocorrerá o lançamento no Rio de Janeiro do livro "Confesso que Ouví", da autoria de ÉRICO CORDEIRO.

O Autor estará autografando os livros vendidos (R$ 40,00/exemplar) a partir das 18.00 horas.

Trata-se de obra importante sobre o JAZZ, com excelente seleção de resenhas, em que cada uma foca um músico da "Arte Popular Maior" com a análise descritiva de uma de suas gravações importantes. Leitura indispensável para jazzistas e jazzófilos, o livro "Confesso que Ouví" entra para a bibliografia nacional como parte integrante das obras nacionais sobre JAZZ.

5 comentários:

Érico Cordeiro disse...

Obrigado, Mestre!
Conto com as presenças dos amigos cejubianos.
Mais detalhes sobre a programação em: http://blogdabaden.blogspot.com/2011/09/ii-festival-de-colntrabaixos-do-rio-de.html
Abração!

José Domingos Raffaelli disse...

Caros companheiros jazzófilos,

Érico Cordeiro é um dos maiores conhecedores de jazz em nosso país, uma fonte inesgotável de conhecimento e invejável analista/crítico de discos cuja incrível capacidade de descrever e informar todas as nuances, passagens de uma improvisação ou de um arranjo com total descortino estão amplamente documentadas nas incontáveis críticas de CDs do seu livro "Confesso que Ouvi", que ele estará autografando na Sala Baden Powell nas três noites acima informadas por nosso confrade e historiador Pedro Cardoso aka Apóstolo.

É uma grande oportunidade para os verdadeiros jazzófilos adquirirem essa obra de capital importância para a literatura do jazz. Não faltem.

Keep swinging,
Raffaelli

RENAJAZZ disse...

COM CERTEZA ESTAREI LA PARA CONHECER PESSOALMENTE O MEU MAIS NOVO MESTRE JAZZISTICO E PQ NÃO GRANDE VASCAINO ESTAMOS JUNTO

Roberto Scardua disse...

Eu vou!

John Lester disse...

Eu também, dia 02!