Editores e Colaboradores : Mauro Nahoum (Mau Nah), José Sá Filho (Sazz), Arlindo Coutinho (Goltinho); David Benechis (Bené-X), José Domingos Raffaelli (Mestre Raf) in memoriam, Luciana Pegorer (PegLu), Luiz Carlos Antunes (Llulla) in memoriam, Ivan Monteiro (I-Vans), Mario Jorge Jacques (MaJor), Gustavo Cunha (Guzz), José Flavio Garcia (JoFla), Alberto Kessel (BKessel), , Gilberto Brasil (BraGil), Reinaldo Figueiredo (Raynaldo), Claudia Fialho (LaClaudia), Marcelo Carvalho (Marcelón), Marcelo Siqueira (Marcelink), Pedro Wahmann (PWham), Nelson Reis (Nels), Pedro Cardoso (o Apóstolo) e Carlos Augusto Tibau (Tibau).

BLOG CRIADO em 10 de maio de 2002

03 setembro 2010

LOUIS ARMSTRONG, NOVO LIVRO

LOUIS ARMSTRONG – Mais um livro

Acaba de ser lançado no Brasil mais um livro sobre Louis Armstrong.

“Pops” é o seu título e traz a autoria do jornalista Terry Teachout. Deve ser coisa de qualidade, pois “O Globo” , coisa rara, ocupou toda a primeira parte de seu segundo caderno com matérias assinadas por Luiz Felipe Reis e João Máximo. Já encomendamos o nosso via Internet e depois comentaremos.


llulla

4 comentários:

MaJor disse...

Difícil algo novo sobre Armstrong, mas... de outra cabeça, outra visão, quem sabe? vou comprar o meu

APÓSTOLO disse...

MESTRE:

Vou correr atrás.

Beto Kessel disse...

Ganhei de presente o livro Historia social do Jazz do historiador Eric Hobsbawn, e "devorei" o livro em pouco mais de dois dias.

Texto profundo de um historiador e admirador do Jazz.

Beto Kessel

APÓSTOLO disse...

Prezado BETO:

O livro é ótimo, lamentando-se que a tradução nacional tenha "amputado" parte da obra original (edição de abril/1982, título anterior "The Jazz Scene") = após o capítulo "Jazz Como Protesto" que encerra a tradução nacional, o original segue com "O Jazz Amador na Inglaterra", "A Linguagem do Jazz", "Guia Para Leitura Mais Aprofundada" e "Os Protagonistas do Jazz" destacando os trumpetistas, os trombonistas, os clarinetistas, os saxofonistas, os vibrafonistas, os guitarristas, os contrabaixistas, os bateristas, as cantoras e os líderes de "big bands". Para cada músico a sequência é locais e datas de nascimento/falecimento, ambiente familiar, formação musical, primeira experiência no JAZZ, primeira gravação de JAZZ, atividades principais, discografia significativa e tipo de personalidade.
Mas o Autor (anos com o pseudônimo de Francis Newton) é um senhor historiador e sociólogo e a obra mais que recomendável.